Primeiras Impressões – Suisei no Gargantia Urobuchi quem?

PISuiseinoGargantia

Yo!

ZZZZZZZZZzzzzzzz… Buh! Uh? Bora ver!

Esse aqui tinha uma grande expectativa por causa do autor, Gen Urobuchi, que escreveu Madoka Magica. E fazendo uma série de ficção científica com robôs! Talvez por eu não ter assistido Madoka, não esperava tanta coisa. E acho que fiz certo.

1365341048698

Suisei no Gargantia começa com uma sonolenta cena de guerra. Cheia de texto, cheio de explicação, a ação é deixada de lado para uma masturbação mental. E isso é frustrante! Nada contra explicar um cenário complexo, com muita coisa diferente do que nós estamos habituados. Mas durante uma cena em que poderia se valorizar outro aspecto? Tudo deve ser importante quando se faz uma boa história. E se vai ter uma cena de ação, que ela cumpra seu papel. Acho que muito do que virou texto poderia ser traduzido em cenas que mostrassem aquilo de forma prática, mesmo que levasse a ter várias cenas praticamente estáticas. Gundam faz isso no primeiro capítulo, sem o menor problema.

No entanto, o que mais me incomodou foi uma sensação de que o que eles queriam com o anime era fazer algo melhor do que tudo que já havia sido feito. Um conceito de civilização espacial maior e mais elaborado. Um robô mais poderoso que todos. E até uma menininha mais interessante. Talvez seja paranoia minha, por ter visto tanta coisa que eu já vi em outros lugares, como os conceitos de colônias espaciais como as de Gundam, as armas de ataque em massa parecidas com Ideon, até um clima meio Mirai Shonen Conan e Fushigi no Umi no Nadia eu percebi. E isso me incomodava.

GargantiaModok

Mas mais do que tudo, o que me incomodou foi que nada empolgava. A história ia avançando e a barra do vídeo parecia pesada. O robô cabeçudo com luzinhas tipo Tron não faz o meu gosto também. O garoto do robô também não tem carisma nenhum. A menina até tem um certo carisma, mas teve pouco tempo. Faltaram cenas que tornassem os personagens mais agradáveis. Sinceramente? Podiam pegar todos os conceitos e espalhar pelo resto da série. Esse primeiro capítulo, eu esperava ver duas coisas: personagens fortes e um robô interessante. Ele não precisa ser fodão, poderoso. Nem ser estiloso. Alguns designs estranhos, como o de Turn A Gundam e King Gainer são esquecidos rapidamente quando eles entram em ação e chegam ao ponto de serem legais depois de um tempo, quando você percebe que isso os torna únicos. Mas será que isso vai acontecer com o MODOK estiloso desse anime?

MODOK_DLC_99294_640screen

Modok com estilo!

Resultado:

Talvez melhore, o tema tem potencial, mas começou com o pé esquerdo, pisando na jaca que estava no fundo do brejo. Vou acompanhar mais uns capítulos, mas se demorar muito a mostrar a que veio, vou usar esse tempo… sei lá… revendo Majestic Prince, muito mais honesto.

51SDgsVsuEL

Agora falta ver Valvrave pra escolher qual o anime de mecha da temporada. Espero que ele não decepcione, o robô é legal!

 

Outras opiniões no Genkidama
Anikenkai
Argama
Video Quest

E veja meus comentários gerais da temporada!
Guia XIL da Temporada de Primavera