Primeiras Impressões – One-Punch Man

Yo!

Como um soco na sua cara, mais um post de Primeiras Impressões! Bora ver!

One-Punch Man estreou com um capítulo bem cheinho, tem uns três capítulos do mangá nele (não que tenha tanto conteúdo, mas…) e ó… É o filé da temporada, que tá com um cheirinho de chorume correndo no chão durante o verão.

onemaxresdefault

Sinopse Sincera

Você é um loser num mundo com heróis e vilões. Até que um dia você decide virar herói e vira mesmo, depois de muito treino. Mas tanto treino que você se torna tão poderoso que não tem ninguém que dure uma luta com você. É tipo a história do Anderson Silva, que fica entendiado porque não consegue ninguém pra lutar de igual com ele e aí começa a dar porrada só por obrigação. Sabe o dilema de se estar no topo? É isso.

OnePunch

O que eu achei?

O mangá é legal pra caramba é une um monte de improbabilidades que só um mundo em constante mudança poderia reunir. O roteirista é o ONE, um autor preguiçoso de webcomics, que publicou uns 100 capítulos de One-Punch Man na internet com arte de dar orgulho no Togashi. E não é por ele não ser bom desenhista (ele não é, mas não vem ao caso), porque ele tem outra série onde ele desenha direitinho, é só porque ele não quis mesmo (até onde eu sei).

Certo dia, a genialidade do roteiro passou nos olhos dos editores da Shueisha, que já deram uma alisada de bolas no cara e fizeram o infazível. Compraram a ideia do mangá. E não só compraram a ideia como deram o melhor desenhista que eles poderiam dar (depois do Obata) para redesenhar a série toda e publicar ela. Yusuke Murata é prata da casa, depois de Eye-Shield21, ele fez algumas coisas mais ou menos no caminho, mas sempre era chamado pra fazer alguma arte supimpa (nossa, o corretor acha supimpa ok…) pra algum projeto. Em One-Punch Man, ele caiu como uma luva.

One-Punch Man veio de uma brincadeira com AnPan Man (em japa, One-Punch Man fica WanPan Man), um herói infantil famoso no Japão, que salvava as crianças da fome dando pedaços de sua cabeça (!!!) feita de pão doce e derrotando seu arqui-inimigo, o Baikin Man (Homem Germe, coisa assim). Todas as suas lutas se resolviam rapidamente (afinal, é pra criança bem pequena), muitas vezes com apenas um soco.

O anime, muito esperado já, ficou muito bom. Começando pela música tema do JAM Project, que já deve virar um daqueles “must-sing” de karaokê otaku. Mas a compilação do mangá neste primeiro episódio eu achei muito boa por não enrolar no primeiro capítulo do mangá e ir pros finalmentes da questão. O herói está entediado com tanto poder e quer ter uma desculpa pra poder tocar o foda-se e ter uma daquelas lutas cheias de reviravoltas. Seu método é tão eficiente que é anticlímax: basta um soco e até mesmo um gigante vira pó.

Quem conhece o mangá sabe como essa ideia vai se desenvolver. Eu não leio ele faz teeeempo, então já esqueci e vai ser bom ver o anime (é bom ser velho e esquecer das coisas, tudo parece novo de novo). Mas esse primeiro episódio já te chama pra série e diz o que ela quer falar.

A qualidade ficou muito bacana, lembrando Kill la Kill nas animações mais agitadas, que estão além do que eu imaginava. Enquanto o nível ficar nesse ponto, acho que dá pra ficar seguro quanto a arte.

Em uma temporada tão cagada (deve ser porque eu voltei a assistir os animus), One-Punch Man parece sinalizar positivo em tantos negativos. Mas ainda assim, não é um anime que me enche o coração, entendem? Tá faltando aquele anime que você sabe que vai sobrar na sua vida de alguma forma, que vai ser comentado por anos ou pelo menos pela temporada toda.

Boa diversão, no entanto. Assista como as lutas do Anderson Silva, as corridas do Usain Bolt. Não, não é esperando acontecer alguma cagada, mas seguro de que as coisas estão sob controle.

O anime pode ser assistido DE GRAÇA no Daisuki.net. Vai lá que tá em português pãozinho, não é só português cacetinho.

  • Rafael Vinícius Martins

    Tbm achei o.mais empolgante das estreias até agora. Só discordo que a temporada esteja cagada. Lupin, Gundam, Young Black Jack, Concrete Revolutio, achei todos excelentes estreias, e ainda tem 2 que vão começar essa semana que tô esperançoso. Pra mim isso já é anime demais (visto que ainda tô acompanhando Dragon Ball, e assistindo uns antigos)

  • Marcondes Pereira

    Gosto do One-Punch Man, justamente pelo mangá demonstrar os dilemas de alguém que atingiu o ápice das suas capacidades, com a inserção de momentos cômicos muito bem dosados.

  • tiago santos

    Achei que era só eu, acompanho o mangá pelas mão do murata, adoro a arte e a comédia, o anime como adaptação não deveu em nada, mas tbm não é um anime que me enche o coração, não teve aquele impacto do primeiro ep ( lembrando do final do primeiro ep de SnK, aquilo foi primeiro ep!!), a musica da op tbm ficou devendo( pelo menos em minha opinião) sabe aquela musica que fica em sua cabeça antes de garrar no sono… bem espera uma dessas mas não veio, espero um grande anime e um bom trabalho de roteiro.

%d blogueiros gostam disto: