4º ANIKENKAI AWARDS – OS MELHORES DOS ANIMES DE 2013

ankkawardstop_2014

ARE YOU READY!!!??? Está para começar o mais importante prêmio animístico na opinião deste que vos fala, o 4º ANIKENKAI AWARDS! Deem o play abaixo para rodar a música que embalará esse post e espero que os seus favoritos tenham ganhado em alguma categoria!

Na edição desse ano nós não estaremos mais elegendo o Melhor Personagem pois o juri (eu) estava tendencioso demais a dar o prêmio para a Ogiue de Genshiken Nidaime. Sendo assim, para a felicidade da nação, foi melhor pular a categoria esse ano. A categoria Melhor Animação também não terá vencedor eleito esse ano pois não consegui escolher entre um ou outro.

Para compensar, no entanto, teremos uma categoria nova: Melhor Direção de Arte, para honrar os animes que ousaram trazendo visuais fora do padrão mas que ainda assim encantam e tornam tudo mais interessante.

 —————————————————————————-

E a primeira categoria é…

cenario

Como já é tradição por aqui, o Anikenkai Awards começa com a escolha do anime com melhor cenário do ano. O curioso é que vocês provavelmente nem viram o anime escolhido aqui e muitos provavelmente discordarão, mas o motivo pelo qual escolhi Aiura é simples: ele é um anime curtinho e eu nunca esperaria encontrar um cenário tão bem trabalhado, colorido, estiloso e aconchegante. Outros podem até ser melhores em uma ou outra dessas categorias, mas no conjunto da obra, Aiura leva.

arte

E para continuar com as “categorias técnicas”, nada melhor do que já ressaltarmos o melhor que tivemos em termo de direção de arte em 2013. E nesse quesito, o vencedor é, sem dúvida, KILL LA KILL. O anime que muitos julgam como um forte concorrente a anime do ano vence sua primeira categoria. Além de ser um anime basante divertido, KILL LA KILL destrói a concorrência. Ele é estiloso, único, bem feito, e usa seu visual como auxiliar da narrativa. Uma grande parcela do mérito por isso é do designer de personagens Fushio, que já fez excelentes trabalhos como animador em diversas outras obras e que agora foi dado a oportunidade de brilhar a frente dos personagens desse clássico moderno do exploitation animístico.

anisong

Serei um pouco egoísta agora nessa categoria. Quando a minha dubladora preferida se junta com uma das maiores ídolas (existe essa palavra?) pop do Japão para fazer uma música eu tenho que parar para ouvir. E se essa música for ainda muito legal? Ela ganha a categoria de melhor anisong, oras! Antes que perguntem, eu não assisti a Senki Zesshou Symphogear G, nem quero, o que importa é essa música. Quero muito poder conferir um vídeo com uma performance ao vivo das duas. Por enquanto, confiram o áudio somente clicando no player acima.

ost

Não tinha como eu escolher nenhum outro anime. A trilha sonora de Shingeki no Kyojin é ANIMAL! Já devo ter ouvido os discos dezenas de vezes porque praticamente TODAS as músicas são boas. Bem compostas, executadas e dão o clima perfeito para as cenas. Épica demais. Merece ser eleita a melhor do ano.

surpresa

Na boa, ninguém esperava que esse anime ia ser legal. Podem falar a verdade. Uma premissa que parecia muito clichê e que provavelmente teria um roteiro ralo e sem sal. No entanto, depois de um primeiro episódio MATADOR a série conseguiu manter um bom nível podendo ser considerada um das melhores comédias da temporada e, quem sabe, um dos melhores animes do ano. Se vocês tiveram alguma surpresa positiva maior que essa, eu, sinceramente, não tive.

decepcao

Em compensação, todos achavam que a adaptação do polêmico mangá Aku no Hana seria boa… até verem o primeiro episódio. A produção quis estilizar e tomou a questionável decisão de animar tudo usando rotoscopia. O anime em si é ruim? Não pois a história original sustenta (apesar de não ser meu maior interesse), mas o aspecto visual compromete o todo. Não sei o que eles queriam com isso, mas se era causar um desconforto, conseguiram. Tanto que não passei dos primeiros episódios.

continuacao

No ramo das continuações, nós tivemos excelentes surpresas, como a volta de Hajime no Ippo, mas nenhuma delas foi melhor que a segunda temporada (e final) de Chihayafuru. A produção do anime decidiu amarrar a história e finalizou a história da jogadora de Karuta mais fofa da história com chave de ouro. Quem imaginaria que um anime sobre um obscuro jogo de cartas japonês faria tanto sucesso e agradaria tanto o público. Todos os envolvidos fizeram um grande trabalho e conseguiram envolver emocionalmente o espectador na história. Melhor do ano fácil.

curto

Desde o ano passado, os animes curtos (com tempo de duração menor por episódio) ganharam mais espaço e em 2013 não foi diferente. Tivemos alguns muito legais e outros não tanto, mas um se destacou entre eles: Aiura! Sim, o mesmo que ganhou o prêmio de melhor cenário agora leva o prêmio de melhor anime curto. Aiura é o típico anime sobre o nada, que gostamos de chamar de slice of life. Três garotinhas falando sobre coisas da sua vida escolar. Por mais monótono que possa soar, tem sempre uma coisinha interessante para se ver nos quatro minutinhos de cada episódio. A animação sensacional e os cenários lindos só acrescendo ainda mais production value ao anime. Mereceu a vitória.

comedia

Não sei nem se eu deveria colocar essa série como Melhor Comédia. Ela tem vários elementos de drama em sua trama. É um anime bem difícil de assistir pois seu envolvimento com a personagem principal é inevitável e você, ao mesmo tempo que ri das suas trapalhadas, sofre junto dela por entender que ela tem sérios problemas de sociabilidade. Ainda assim, é um anime divertido e o trabalho que a produção fez no processo de adaptação foi primoroso. Grande destaque para a fotografia e para a dubladora Tomoko. Uma das maiores surpresas da temporada e um anime que deveria ganhar uma continuação.

acao_aventura

Podem falar o que quiserem, mas eu adorei Kill la Kill. É divertido, empolgante e tem um roteiro cretinamente legal. Usa e abusa de clichês, mas o faz de maneira primorosa. Muitos o acusam de ser só fanservice, mas se você já parou para assistir sabe que tem muito mais do que isso (porque sim, tem fanservice, faz parte de toda a brincadeira). Um exploitation no melhor sentido da palavra, com uma equipe de qualidade por trás dando toda sua personalidade a essa obra que não será esquecida tão cedo.

drama3

Não sei se todos aqui viram esse anime ou se lembram dele, mas deveriam. É uma série que, em sua primeira metade, tinha  um ritmo lento e um climão denso que afastou muita gente. Uma pena, pois a história estourou na segunda metade se tornando um suspense de primeira cheio de tensão psicológica e uma história que culmina num final memorável. Sem contar todo o visual que o torna um anime ainda mais único. Achei realmente incrível como pouca gente acabou assistindo à essa série. Espero que vencendo essa categoria, mais gente possa dar uma chance a ele. Tem lá no Crunchyroll, pessoal!

E agora… a categoria que todos estavam esperando para saber o vencedor…

melhoranime

DUVIDO que alguém pensava que Watamote seria escolhido como Melhor Anime do ano, mas é um fato. Sim, Kill la Kill e seu estilo conquistaram o público; Shingeki no Kyojin conquistou o Japão e o mundo; mas Watamote me conquistou. Entregou um anime complexo, cheio de camadas e trazendo personagens com quem podíamos nos envolver emocionalmente. Fico muito feliz de ter podido assistir esse anime. Não importa por que perspectiva você o assista. Ele é ótimo. Seja na parte técnica, seja no roteiro, seja no que quer que for, Watamote é impecável. Pode ser que vocês não gostem, claro (tem gente que só gosta de anime com porrada), mas é um anime completo, e, como tal, venceu a mais importante categoria do Anikenkai Awards. Que venha uma continuação! Eu estarei esperando!

Menções honrosas: KILL LA KILL, Shingeki no Kyojin, Gin no Saji (aka Silver Spoon), Gatchaman Crowds, Gundam Build Fighters e Jojo’s Bizarre Adventure.

 —————————————————————————-

Categorias bônus:

melhor_ngm_viu

Uma grande pena, mas muitos estão deixando passar a série Gundam mais divertida dos últimos tempos. Sim, a franquia está querendo se renovar e atrair novos espectadores, isso pode desagradar os puristas, mas na boa, se o conceito de Gundam Build Fighters já era legal, a execução ficou melhor ainda. Temos personagens legais e empolgantes, um roteiro simples, mas eficaz, uma ambientação de deixar qualquer moleque maluco de tão legal e ainda temos Gundams dando porrada uns nos outros! Deem uma chance. A série é infantil? Sim, é, não vou negar, mas é incrivelmente divertida e merece seu espaço ao sol. Eu estou acompanhando viciadamente e não pretendo parar.

pior_todos_viu

Eu falei mais acima que Hataraku Maou-sama deu uma caída de qualidade conforme os episódios passavam. O mesmo aconteceu com Suisei no Gargantia. No entanto, a diferença é que ninguém esperava que o primeiro fosse bom, e ele foi… já o segundo, todos achavam que seria maravilhoso, e foi uma completa bosta. Sim, o anime é visualmente estonteante, mas e aí? E o resto? O primeiro episódio é empolgante e nos mostra que uma história sensacional está por vir… mas essa história nunca chega. Os personagens não evoluem. Nem porrada de mecha tem direito. O final é até legal, confesso, mas e o meio? Cadê? Com tanta gente competente na produção, inclusive o aclamado Gen Urobochi a frente do roteiro, Suisei no Gargantia deveria ter sido muito melhor, mas muito melhor. Um verdadeiro fracasso, que, querendo ou não, muita gente assistiu.

 —————————————————————————-

E assim terminamos o 4º Anikenkai Awards… ou melhor, terminamos o post pois a discussão pode continuar nos comentários! Diga o que vocês acharam! Concordam? Discordam? Quais foram os melhores (e quem sabe piores) do ano para vocês? Que comece a discussão…

Até o ano que vem!

Quer conferir os Anikenkai Awards anteriores?

1º Anikenkai Awards / 2º Anikenkai Awards / 3º Anikenkai Awards

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

ARE YOU READY!!!??? Está para começar o mais importante prêmio […]