BEDA #08 – Eu sou realmente muito fã do Makoto Shinkai

Esses dias saiu o trailer de Kimi no Na wa, novo longa-metragem do consagrado diretor Makoto Shinkai. Ao terminar de assisti-lo e de ficar completamente de boca aberta com a qualidade da animação, eu me toquei que eu quase nunca falei dele aqui no Anikenkai.

Para não dizer que eu nunca falei de Makoto Shinkai por aqui, fiz um post resenhando 5 centímetros por segundo lá no longínquo ano de 2011. Porém, desde então, eu praticamente esqueci do diretor… só que não! Desde quando o conheci — através do curta Voices from a Distant Star, aka Hoshi no Koe — eu virei um verdadeiro fã do seu trabalho.

Quem me conhece sabe quão fanático eu sou por cenários bem detalhados em animações e se tem uma pessoa que sabe fazer isso muito bem esse é Makoto Shinkai. Os cenários de todos os seus filmes, muitas vezes desenhados por ele mesmo, são simplesmente belíssimos! Há todo um cuidado em trabalhar efeitos de luz, cores vibrantes, fluidez e vivacidade das animações mais simples… seus filmes, visualmente, são belíssimas obras de arte. Daquele tipo que você usa de papel de parede, que mostra pros outros falando “veja, isso sim que é animação de verdade” e por aí vai. Sua preocupação com o mais simples dos detalhes é algo lindo de se ver. Nada é menor para ele. Seja a ponta de um lápis passando pelo papel ou a chuva pingando em uma poça ou um rio. É tudo feito com tanto esmero que chega a emocionar por si só.

Porém, não só de animação bonita se faz um bom filme (embora ajude bastante). Nesse aspecto, o trabalho de Makoto Shinkai tende a ser bem regular em matéria de qualidade. Praticamente cada filme seu é melhor que o anterior e o único que eu considero mediano foi seu primeiro trabalho de longa-metragem The Place Promised in Our Early Days (2004) — Ele provavelmente ainda estava pegando o jeito de se conduzir um filme de maior duração. Dá pra ver claros problemas de ritmo e de condução da trama. O resto de sua filmografia para mim é de boa para excelente com destaque para 5 centímetros por segundo (2007), Hoshi wo Ou Kodomo (2011) e Kotonoha no Niwa (2013).

Shinkai tende a focar suas histórias em volta de temas como solidão, distância e saudade, tendo forte apelo emocional. No entanto ele também sabe abordar outros assuntos com igual maestria, tal como vemos em Hoshi wo Ou Kodomo que tem uma pegada muito mais de aventura, mas sem abandonar a suavidade e a condução cautelosa de outros filmes.

Frente a essa visível evolução tanto em matéria de direção, narrativa e animação, não é a toa que estou extremamente ansioso para que esse filme chegue logo até nós. Um dos meus pequenos sonhos é poder um dia ver um filme do Makoto Shinkai no cinema. Deve ser uma experiência simplesmente magnífica. Seu novo filme, Kimi no Na wa, estreia dia 26 de Agosto desse ano nos cinemas japoneses. Será que posso nutrir esperanças de que o Festival do Rio vai exibir o filme por aqui? Se, por ventura, os organizadores estiverem lendo isso aqui, fica meu apelo!

Makoto Shinkai está caminhando a passos largos para ser reconhecido como um dos maiores da animação japonesa. Seus filmes estão sempre evoluindo e melhorando. Imaginar que o mundo pode um dia descobri-lo tal qual descobriu Hayao Miyazaki não é tão surreal assim. Enquanto o filme novo não sai, recomendo que procuremos o melhor release que encontrarmos dos filmes do diretor, de preferencia algum blu-ray e assistamos essas maravilhas visuais que são seus filmes. Vale lembrar que vez ou outra o Crunchyroll libera os filmes dele para seus assinantes e, com o filme novo chegando, é bem provável que o façam novamente em breve!

Eu estou morrendo de vontade de rever algum de seus filmes para falar aqui no Anikenkai e acho que vou aproveitar o BEDA pra isso. Deixem aí nos comentários quais seus filmes favoritos do diretor, se já o conheciam, se o conheceram agora… usarei os comentários de vocês como uma das bases para escolher qual filme falarei sobre!

Sobre Diogo Prado

Tradutor, podcaster, jornalista, amante de cinema, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

Esses dias saiu o trailer de Kimi no Na wa, […]