All you need is ship?

Olá, amigos. Ship. Um tema polêmiko. Já quis abordar ele antes, mas acho que atualmente é a melhor época porque estou vendo muita gente arrancando os cabelos por causa disso. Pra quem não sabe, o termo ship, que é navio em inglês, vem da torcida pra algum namoro ou caso acontecer em um anime, filme, série, etc… Qualquer obra de ficção está sujeita ao ship, desde que alguém esteja disposto a torcer pra fulano ficar com beltrano. O nome ship, vem do fato de que seu navio pode afundar (fulano não ficou com sicrano), ancorar (ninguém ficou com ninguêm e a série acabou) ou zarpar (estão juntos! Eba!)

Mas em alguns casos o buraco é mais embaixo… Eu sou um cara bastante romântico então eu realmente fico torcendo pra alguém que acho que tenha carisma consiga o que quer, mas tem gente que realmente extrapola com isso. Vamos ver.

Hoje em dia você procurar pessoas que torçam pra alguém ficar com outro é fácil. Tem comunidades, fóruns, sites, tumblr… Todos são paraísos pra quem quer conversar com pessoas que tem o mesmo interesse e é fácil achar até as torcidas mais bizarras, tipo cara ficando com irmã, menina ficando com o cara que interagiu com ela por um segundo na série toda e sumiu (ah, mas eles podem ter conversado fora da série por horas!). Se você torceu pra alguém, pode ter certeza que tem mais um que torce junto com você.

E as comunidades não se restringem só a discussões. Fanarts, fanfics… Tem de tudo. Realmente tem muita gente que se envolve de corpo e alma nessas torcidas, mesmo que o ship nunca saia ou afunde de vez, o pessoal realmente valoriza e vai fundo. É como se as formações de casais fossem times de futebol. No final, se o zé ficar com a maria, você não ganha nada também, mas a satisfação está lá.

Agora, tem o lado ruim também. Quando você investe emocionalmente em um ship, seu caminho está traçado e você fica com ele… Aí ele afunda. Como é que fica? Isso que me motivou a escrever esse texto, já que eu estou vendo muitas reações acaloradas pra vários casos, mas um que realmente se sobressaiu foi o fim de Naruto.

Naruhina-3-naruhina-33557612-400-392

Se você vê Naruto ou leu ou se importa o mínimo, você sabe que no fim o Naruto ficou com a Hinata e a Sakura com o Sasuke. Eu, pessoalmente, gostei muito disso! Sempre achei que o Sasuke devia ficar com a Sakura, já que a redenção dele nunca seria completa se ele pudesse realmente deixar tudo o que ele faz pra trás e que a Hinata devia ficar com o Naruto, já que os dois passaram por muitas poucas e boas na infância e mereciam a felicidade quando adultos. Muita gente concordou comigo e gostou muito do fim.

Porém, muita gente não quer dizer todos. Nem maioria absoluta, até. Uma parcela bem grande de fãs passou a odiar com todas as forças Naruto, do começo ao fim, por causa de quem ficou com quem. Eu gostei do fim, mas se não fosse o que eu achava melhor, azar. Afinal, é um mangá de porrada com nenhuma pitada de romance. Fosse quem fosse, eu estaria satisfeito, mas isso não vale pro pessoal que torcia pro Naruto ficar com a Sakura. Nããão! Pra eles é um absurdo. Naruto deixou de ser Naruto ao desistir de ficar com ela e quem era essa Hinata afinal? Mal apareceu na série toda.

Desde que o the last foi anunciado e mais detalhes surgiram sobre o que seria o filme (que são detalhes que vazaram antes do mangá acabar) vi os mais variados fãs procurando justificativas dos comportamentos dos personagens e do porquê aquilo estava acontecendo. Até após o mangá acabar e tudo já estar dito e escrito, havia gente falando que no fim tudo seria só um genjutsu e a verdade seria dita no filme. Bem, o filme saiu e no fim a galera só desistiu mesmo de gostar da série, mantendo uma relação de ódio e ódio com tudo, fazendo críticas sobre o filme sem ao mesmo ver, espalhando boatos, mandando emails e ameaças pra conhecidos do Kishimoto e etc… Sem contas as batalhas campais que viraram discussões entre os dois lados, onde cada um tenta provar o porquê o fim da série fez (ou não) sentido.

Pois é. Ship é coisa séria. Nesse caso eu estive do lado “vencedor”, mas eu costumo muito mais ficar do outro lado e confesso que em alguns casos isso afetou a série pra mim. Eu queria estar acima disso, mas também sou humano e também padeço desses mesmos defeitos malucos.

download (1)Midori no Hibi pra mim é um anime que eu sempre me lembro como algo que foi totalmente estragado no fim. Por quê? Porque o Seiji ficou com a Midori e não com a Ayase. Pra quem não se lembra dessa série, era sobre um cara que acordava e a mão dele tinha uma menina, a Midori. Aí a vida dele mudava porque… Tinha uma menina na mão dele, carai!

Bem, a série era de comédia e não era nada de mais, na verdade, mas o Seiji era um delinquente que tinha que se virar nos 30 e a Midori era uma menina boazinha que ajudava ele e vivia lá. Depois de um tempo surge a Ayase, a representante de classe que no começo odeia o Seiji, que era delinquente, mas os dois passam a ser amigos e a Ayase acaba se apaixonando por ele… Mas no fim ele fica com a Midori, que sai da mão dele e vira gente (é uma metáfora pra bronha? Só o criador saberá dizer).

Bem, eu fiquei puto com isso. A série era legal e engraçada, mas o relacionamento da Midori com o Seiji quase inexistia e da Ayase com ele foi algo que realmente foi desenvolvido bastante… Pra no fim não rolar nada. Foi uma ducha de água fria demais e eu larguei mão. Não mandei nenhuma carta não! Em 2000 e poucos eu nem sabia achar essas coisas.

Também há casos onde nada acontece, como:

code-geass-no-homeEsse aqui é um dos meus animes preferidos da vida até hoje, mas confesso que nunca fiquei feliz com a resolução dos romances aqui (spoiler: nenhuma. Na verdade é outro que não teve nenhum desenvolvimento de romances por parte do protagonista. Não era o objetivo da série). Eu ponho Code Geass aqui porque eu realmente achava a Kallen uma personagem sensacional e o relacionamento dela com o Lelouch uma coisa muito bem trabalhada e que não vingou… Na época que vi eu até fiquei discutindo em fóruns só disso (mea culpa) e vi que havia uma rixa ferrenha entre o pessoal que torcia pra C.C e a Kallen. Nunca soube o porquê… Mas gostava de discutir com pessoas que gostavam tanto da Kallen quanto eu e que queriam que ela fosse feliz.

Por fim, há casos onde a série até muda de foco por causa do romance e dos ships. O exemplo que mais lembro é:

School-rumble-forever-school-rumble-15618135-611-900

EU AMO SCHOOL RUMBLE. Agora que já deixei isso de lado, vou dizer: É uma série que foi muito maltratada pelos seus próprios fãs o que gerou uma grande má vontade pro autor e um fim surreal.

Bem, se você não viu School Rumble, veja. É incrível e um dos melhores animes de comédia de todos os tempos… Mas que vira outro anime conforme o tempo passa. O que acontece é que o personagem principal, Harima, tinha uma menina por quem era apaixonado, a Tenma, que gostava de outro, o Karasuma e o anime é sobre como ele vai fazer pra ficar com ela. Acontece que com o passar do tempo o Harima se mostra um cara tão legal que outras duas meninas ficam caidinhas por ele, a Eri (a melhor amiga da Tenma) e a Yakumo (a irmã da Tenma) e no fim quem é que vai ficar com quem? Ninguém sabe.

School rumble era tão bom e os personagens eram tão legais que com o tempo a série passou a ser mais de romance que de comédia. A comédia sempre continuaria rolando, mas havia episódios com poucas ou quase nenhuma piada, mas com muita interação entre os personagens. No fim, nada foi decidido e tudo ficou em aberto, com um final lendário onde todo mundo jogou tortas em todo mundo.

O que fez os fãs chiarem demais. Vendo a reação, o autor decidiu voltar com a série, agora School Rumble Z, mas se passando em realidades alternativas e se focando puramente na comédia. Era como se a série voltasse às origens… O que deixou os fãs ainda mais injuriados. Eu fui um deles. Lembro que ler o primeiro capítulo e pensar “Que droga é essa? Com um fim daqueles ele me põe algo que não tem nada a ver? Eu quero saber o que rolou, droga!

O que, novamente, não rolou. School Rumble Z só teve uma edição e acabou. O final dessa vez foi mais conclusivo, os personagens se formaram, teve um flash forward mental sobre o que pode ter acontecido e só… Pra quem achava que algo seria dito sobre os romances…  Está esperando até hoje. Nunca mais… Mas com certeza alguém se ferrou, seja a Yakumo ou a Eri (ao que parece foi a Yakumo).

Olhando assim friamente parece ser tudo maluquice. Em mangás cujo foco é romance tudo bem, mas todos os que citei aqui são mangás shonen, alguns que não tem romance nenhum pra piorar, e que ainda assim geram manifestações absurdas.

O que acontece é que quando houver uma identificação entre o espectador e o personagem, ele vai torcer por ele. Nós temos a tendência de querer que o cara que só se ferra ganhe pra variar e queremos ver também aqueles que parecem com a gente ou tenham uma personalidade que nos agrade consiga ser feliz. Muitas vezes a razão mais direta da infelicidade dele é não ter a pessoa ao lado então, bora shippar! Esse investimento é algo que acontece demais e cada vez mais. Se você for em eventos, ver cosplays e comportamentos dos fãs, é fácil encontrar encenações que envolvem esses shippings.

Claro que isso deve ser comedido. Esse negócio de um ficar jogando na cara do outro, como se fosse algo que valesse a pena, sacanear alguém (as vezes até ao ponto de chegar a agressões), perder tempo da sua vida avaliando mal em sites um filme ou qualquer bobagem… Isso não vai te agregar nada. Essa torcida deve ser pro seu ganho pessoal, não pra gerar problemas pros outros.

Eu não vou ficar ditando regra sobre como deve ser esse processo e acho que cada um deve fazer o que achar melhor, mas acho que quando você investe demais nisso, você está sempre sujeito a uma reação igual e contrária quando ao fim você não conseguir o que quer.  Temos que ter uma parcimônia nisso. Não façam como eu, que hoje detesto Midori no Hibi porque o personagem principal não ficou com alguém, haha.

Sobre Fred

I'm a very twisted person. Gosto de animes e mangás por boa parte da minha vida e comentar sobre isso é sempre um prazer... Desde que eu tenha algo útil pra falar. Afinal, Dirac já dizia: "Eu não começo uma frase sem saber como ela vai terminar". Sou também um quimicuzinho que sabe falar bobagem o suficiente pra parecer inteligente.

Olá, amigos. Ship. Um tema polêmiko. Já quis abordar ele […]