Primeiras Impressões: Magi

Quando falam de shounen o que vem à sua cabeça é One Piece, Naruto, Bleach e todas aquelas séries da Shonen Jump, não é? No entanto, existe muita coisa boa sendo publicada por aí em outras revistas. Como Magi, mangá de Shinobu Outaka publicado na Shounen Sunday desde 2009. Inspirada nas histórias das Mil e Uma Noites, a série é um dois mais prestigiados shounen em publicação. Será que todo esse prestígio se refletiu no anime?

Enquanto fazia um trabalho de rotina para seu chefe, Alibaba encontra Aladdin comendo suas preciosas maçãs. Depois do baixinho comilão lhe causar muitos problemas, ambos esbarram em uma escrava na rua. Aladdin decide quebrar as correntes da menina, causando ainda mais problemas para ele e Alibaba. É nesse momento que descobrimos que Aladdin é na verdade um usuário de magia e que está em busca de um amigo para seguir numa aventura. É aí que começa a grande jornada de Alibaba e Aladdin pelas enormes torres mágicas conhecidas como “dungeons”.

Sendo sincero com vocês: eu quero dar um beijo ajoelhar e agradecer aos responsáveis por esse anime. Ele é simplesmente sensacional! Essa palavra é a que melhor consegue definir esse episódio e o que promete ser essa série.

Para começar, a ambientação é fantástica. Os cenários são muito bem trabalhados assim como o design dos personagens principais e coadjuvantes. E falando de personagens, aproveito pra falar como a dupla de protagonistas combina bem. É uma química que não vejo desde que li One Piece pela primeira vez.

Falando do episódio em si agora, bato palma para o diretor Koji Masunari, que apesar da pouca experiência, conseguiu magistralmente apresentar o universo, os personagens, desenvolver o laço inicial entre eles e suas motivações. Esse primeiro episódio me deixou muito, mas muito empolgado. Não ficava assim há muito tempo. Me lembrou da diversão que eu tinha vendo animes na minha infância.

Posso estar colocando expectativa demais em cima de vocês para com essa série, mas acreditem, estou escrevendo isso assim que vi o episódio e é exatamente assim que estou me sentindo.

Se eu tivesse que pontuar algo não tão bom, seria o Aladdin ser infantilizado demais, até na escolha do dublador. Mas eu entendo que isso faz parte do gênero e que logo irei me acostumar pois apesar de parecer criança, algo me diz que ele será um excelente protagonista.

Querem uma nota? 10/10… pronto, falei. Achei essa a melhor estreia da temporada até o momento e recomendo fortemente. “Ah, mas eu não gosto de shounen… é coisa de criança e gente que não sabe o que é anime de verdade”. Só lamento, camarada.

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

Quando falam de shounen o que vem à sua cabeça […]