Preço e detalhes de Death Note Black Edition pela Editora JBC

Death-Note-Black-Edition-Editora-JBC-1O caderno da morte está perto de voltar ao mundo humano e dessa vez o valor pelo seu poder sobre a morte será mais caro, porém ainda mais recompensador!

Depois de anunciar no último dia 22/03 que relançaria a obra de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata em uma versão de colecionador/luxo, a chamada Death Note Black Edition, chegou a hora da editora JBC falar dos detalhes do produto que virá e, principalmente, seu preço.

Publicado no Brasil de junho de 2007 até junho de 2008 em 12 volumes, a reedição do manga do caderno da morte retorna em uma coleção de seis volumes – cada um correspondendo a dois tankoubons originais.

Voltado diretamente para o público colecionador, Death Note Black Edition não possui uma data exata para ser lançado, sendo previsto ainda para o primeiro semestre. Os volumes irão diretamente para as livrarias e lojas especializadas em quadrinhos em uma periodicidade mensal, mas como não irão para as bancas não há problema deixar de comprar um volume em um mês: ele continuará em exposição até ser vendido.

As edições possuem uma média de 450 páginas, sendo oito delas coloridas em cada volume. Sua capa terá um tratamento especial, com ela toda envernizada. Para garantir que Black Edition fará jus ao título de “para colecionador” a editora está revisando toda tradução e adaptação.

Além disso, o papel usado será bem diferente daqueles que estamos acostumados a ver nos mangas. Conversando com o gerentr de conteúdos da editora, Cassius Medauar, foi garantido um material no nível dos bons usados nas publicações no exterior! Para quem já leu, Cassius afirmou que o “espírito” do material é semelhante ao usado no álbum Koko be Good (quadrinho que eu particularmente recomendo).

 O preço desses belos itens que eu fatalmente terei na minha coleção? Módicos R$39.90.

Antes que você corra para os comentários dizendo que é muito caro, devo dizer que é essa a faixa dos quadrinhos de livraria voltados para o público colecionador. Com a qualidade prometida sai bem em conta. A questão é que por estar sempre na livraria, você não precisa comprar todos os meses, podendo dividir melhor seus gastos pelos meses.

O caderno da morte está perto de voltar ao mundo […]

13 thoughts on “Preço e detalhes de Death Note Black Edition pela Editora JBC”

  1. mesmo esse mangá sendo caro eu vo comprar, por que se tiver a mesma qualidade do japones (original) eu não me importo em gastar meu dinheiro e ter ele na minha coleção!!!

  2. Eu não sou fã de Death Note, pra mim Bakuman é 2 vezes melhor, mas mesmo assim pensava em comprar por causa da dita qualidade do material. Mas por 40 mirréis? NEM FUDENDO.

  3. É mais para o colecionador trivial fica caro do mesmo jeito. Mesmo que seja não seja recolhido ao final do mês, gastar 240 logo no final da coleção não é nada barato.

  4. Muito caro, como eu já tenho a coleção acho mais viável investir em outra série. Isso não é coisa somente de colecionador e sim de fã fanático pela série.

Deixe sua opinião