Crunchyroll e Funimation fecham acordo, excelente, mas com um porém…

Pegando a todos de surpresa, as duas maiores empresas de distribuição de animes nos EUA, Crunchyroll e Funimation, fecharam um acordo para que ambas possam compartilhar seus acervos de modo que a Funimation ficará responsável pelo conteúdo dublado e o Crunchyroll pelo legendado… e, para nós, isso é simplesmente excelente!

Hoje em dia nós conseguimos assistir a praticamente todos os animes atuais de forma legal e prática e muito disso se deve aos serviços de streaming disponíveis no Brasil, como o Crunchyroll e o Daisuki. Porém, é comum termos uma ou outra série que acaba não chegando ao catálogo dessas duas pois são pegas por um outro serviço que até agora não mostrou muito interesse em chegar ao nosso país, a Funimation. Diferente dos outros dois, a Funimation também lança seus animes em DVD e Blu Ray no mercado norte-americano e, por isso, acaba investindo muito mais em dublar as séries, ao invés de apenas transmitir seu conteúdo legendado por streaming.

Essa separação de conteúdo fazia com que os fãs norte-americanos tivessem que assinar duas plataformas para conseguir assistir todos os animes que queriam e fazia com que nós, brasileiros, ficássemos sem muitas séries pois o serviço não está disponível por aqui. Porém, não mais. As duas empresas parece terem chegado a um consenso de que é melhor trabalharem juntas do que ficarem brigando por direitos de transmissão. No final, quem acaba ganhando, também, somos nós, que agora teremos um catálogo ainda maior de séries para acompanhar legalmente.

Mas também tem um lado complicado nessa história, que envolve mais o mercado norte-americano do que o nosso, mas que não deixa de ser relevante por causa disso: a falta de competição. Todos sabemos que num mercado em que não há competição, quem acaba sofrendo é o consumidor que acaba ficando refém do que as empresas quiserem cobrar por seus serviços. Embora a Funimation já tenha anunciado que provavelmente seu serviço ficará, na verdade, mais barato, nada impede que, num futuro, ambas cheguem a um acordo para aumentar os preços e acabem fazendo o espectador sem ter para onde correr. Por aqui, provavelmente se o Crunchyroll resolver aumentar demais o preço do seu serviço, a maioria das pessoas vai voltar para a pirataria para acompanhar seus animes, pois é uma cultura que ainda está bem enraizada no nosso fandom. Porém, nos EUA, a cultura da pirataria diminuiu consideravelmente dentro do fandom devido a quantidade de opções legalizadas que eles tem por lá.

Não sejamos alarmistas, no entanto. Em um primeiro momento, esse acordo é muito bom para todo mundo. Especialmente para nós, brasileiros, que teremos mais animes disponíveis para nós sem termos que fazer nada para isso. O que vai acontecer depois, só o tempo dirá, mas é bom ficarmos de olho.

E aí? O que acharam desse acordo entre as duas empresas? Os comentários estão abertos para vocês!

UPDATE: A coluna ANSWERMAN do Anime News Network, que eu já recomendei aqui no Anikenkai antes, fez um texto sobre esse acordo. Vale a leitura. (em inglês)

Sobre Diogo Prado

Tradutor, podcaster, jornalista, amante de cinema, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

Pegando a todos de surpresa, as duas maiores empresas de […]