A “falha”-tsundere de Erina Nakiri (Shokugeki no Soma)

ATENÇÃO, esse post pode conter SPOILERS de Shokugeki no Soma.

Personagens tsundere são aquelas que, em um primeiro momento, é bastante agressiva, mas que no decorrer da história vão se mostrando mais amável/fofa. Essas persoangens, normalmente tem alguma “falha” que faz seu lado fofo vir a tona. Os animes e mangás estão cheios de personagens desse tipo, mas uma em particular me chamou muito a atenção recentemente quando sua “falha” foi revelada: Erina Nakiri, a riquinha-mimada que possui o melhor paladar da Academia Totsuki no mangá Shokugeki no Soma.

Personagens tsundere normalmente se encaixam em alguma dessas três categorias: As personagens que não conseguem aceitar ou expressar direito seu interesse romântico em outro personagem e reage agressivamente quando ele não percebe seus sentimentos; as personagens que, por diferentes motivos, são colocadas em posição de autoridade e se forçam a manter uma linha durona devido ao seu cargo; e as personagens cujo histórico conturbado justifica essa faxada agressiva que elas acabam externalizando. Curiosamente, Erina se encaixa, de alguma forma, em todos esses.

Dá para perceber que ela tem uma certa queda pelo Yukihira Soma, o protagonista da série, mesmo que ainda não esteja completamente consciente disso e/ou não queira aceitar; ela está numa posição de autoridade, sendo filha do diretor, uma das melhores alunas e membro do conselho supremo da Academia Totsuki; e todo o contexto familiar e social em que ela foi criada justificam seu lado mimado e sua ideia de superioridade.

Durante o mangá, esse lado extremamente triplamente agressivo e esnobe foi quebrado diversas vezes, muitas das quais com participação direta ou indireta do próprio Soma. Entretanto, eram sempre situações circunstanciais, não necessariamente uma “falha” da personagem. Bem, pelo menos eram até o capítulo 82 mostrar a verdadeira “falha”-tsundere (como decidi chamar) de Erina. A característica que faz parte do seu ser que a torna mais “humana”, mas amável, mais fofa, mais “moe”.

Ela gosta de ler mangás Shojo.

O fato dela gostar de ler mangás shojo traz a personagem para um nível mais “normal”. Tira ela daquela posição de superioridade e a coloca fazendo uma coisa “normal”. Tal qual um nobre que gosta de fazer atividades de plebeus. Além disso, Erina se envolve bastante emocionalmente  com as histórias que está lendo, revelando, assim, não ter um coração de gelo. Para colaborar ainda mais com o lado fofo, ela mostra “não ter senso comum”, como diria sua prima, Alice, no momento em que não faz ideia de como comprar os mangás, já que ela não entende o porquê desse tipo de coisa não estar na biblioteca de seu pai e quem comprava para ela era sempre sua secretária.

Quando Soma descobre esse seu “passatempo plebeu”, ela assume a postura clássica de personagens tsundere: se envergonha, tenta esconder, tenta explicar que “não é bem isso” e reage agressivamente. Isso sim é uma “falha”-tsundere. É aquela característica da personagem que vai sempre persegui-la por fazer parte do seu ser, não de uma circunstância. Inclusive, o Soma agora tem participação ativa nessa falha já que ele é que faz o intercâmbio entre ela e uma moradora do dormitório do Soma que coleciona mangás. Ou seja, agora, além da falha ter sido revelada, ela faz parte inerente da relação entre ela e o protagonista.

soma_anime2

Por fim, vale também comentar sobre a escolha dos autores por essa falha em específico. Pode ter sido propositalmente ou não, mas ao colocar a “falha”-tsundere da personagem no fato dela ler mangá, isso acaba criando uma relação direta com o leitor. Afinal, ele é um leitor de mangás tal qual ela. A quebra do lado agressivo se dá tirando a personagem daquele pedestal idealizado e a colocando no mesmo nível do leitor. Desenvolve-se assim uma proximidade personagem-leitor em que a torna mais amável e colabora para o fator “moe”, bastante importante para a comunidade otaku japonesa (e mundial de certa maneira).

Cada vez mais Erina Nakiri se mostra um exemplo de ULTIMATE TSUNDERE, categoria em que verdadeiras referências em tsunderezismo ocupam, tal como Asuka (Evangelion) e Taiga (Toradora!).

A imagem acima é uma tradução da postada pelo AICN Anime.

Sobre Diogo Prado

Tradutor, podcaster, jornalista, amante de cinema, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

ATENÇÃO, esse post pode conter SPOILERS de Shokugeki no Soma. […]