Capítulo 60: Nova peruca, mesmas perguntas…

Olá a todos e cá estou eu para comentar o mais novo capítulo de Genshiken, o de número 60. Porém, antes de começar, gostaria de esclarecer que eu não esqueci de comentar o capítulo 59, eu só não comentei mesmo. Há vezes em que você lê um capítulo e a sua melhor arma é o silêncio. Porém, se quiserem ler um bom post a respeito do capítulo em questão, podem contar sempre com o Ogiue Maniax (em inglês).

Contrariando todas as espectativas dos fãs ao redor do mundo, o capítulo 60 não nos trouxe uma história centrada na Ogiue, mas sim no Hato. O curioso dessa decisão é que praticamente todas os capítulos dessa segunda fase rodaram, de certa forma, ao redor do personagem e só agora Kio Shimoku resolveu desenvolvê-lo um pouco.

Ogiue está prester a ter seu primeiro mangá publicado e está correndo contra o tempo. Para entregar antes do deadline, ela conta com a ajuda dos novos membros, e da Sue, na finalização das páginas. Nesse momento nós podemos observar novamente a insegurança de Yajima quanto a suas habilidades artísticas e sociais. Ela novamente se compara com Hato e afirma que ele é perfeito em tudo. É mais bonito que ela e desenha muito melhor que ela, além de ser uma pessoa carismática e que luta Judô. É interessante perceber que ela sabe que tem esse complexo de inferioridade e que o Hato simplesmente o potencializa.

No outro dia, durante uma conversa entre Yajima e Yoshitake, um rapaz se aproxima e pergunta a respeito da misteriosa menina de cabelos marrons que só aparece a tarde na faculdade. Isso as leva correndo para o apartamento da Ogiue para repassar o ocorrido. Porém, ao chegar lá, Hato está usando uma nova peruca e isso serve como catalizador da pergunta central desse capítulo, frente aos problemas que ele vem causando ao clube: Por que o Hato se veste de mulher?

A primeira explicação de Hato é de que ele decidiu se vestir de mulher na faculdade pois na época do colégio ele foi perseguido e maltratado ao se revelar um garoto que gostava de yaoi, um “Fudanshi”. Se vestindo de mulher ele seria mais facilmente aceito em um clube tipo o Genshiken, onde ele poderia conversar e “praticar” o seu hobby tranquilamente. Ou seja… Hato não é um transsexual. Ele não quer ser uma mulher por causa de um conflito interno de gêneros ou algo do tipo, mas sim por aceitação.

É curiosa aqui a reação da Yajima. Frente a toda essa explicação, a palavra que martelou sua cabeça foi “perseguido”. Ela provavelmente deve saber o que é isso e provavelmente já sofreu isso no passado. Arrisco dizer que sua personalidade fechada e seu complexo de inferioridade derivam de perseguição dos colegas de escola na infância. A tão crítica Yajima agora se sente totalmente culpada e isso acentua ainda mais seu complexo já que ela se sente ainda pior por ter sido movida por um ciúme besta.

Porém, ela tira forças para mais uma pergunta: Se todos do Genshiken já sabem que ele é um homem e não têm nenhum problema quanto a isso, não há motivos para ele se vestir de mulher mais. Então porque ele continua?

Nesse momento, quem responde não é Hato, mas sim Yoshitake. Usando de sua perspicácia, uma característica um tanto incomum no meio em que ela se encontra, ela revela o motivo: Começou a ficar divertido. Numa espécie de “fetiche”, citando clássicas histórias de “troca-de-corpo”, como algo que ela acredita que os homens fantasiam constantemente. Como ele se viu transformado em uma mulher tão bonita, ele não iria parar.

Com essa explicação, Yajima surta pois uma completa idiotice como essa está causando vários problemas. Mas Hato interrompe e diz que não é só isso. Que ao se vestir de mulher ele consegue se ver por um outro ângulo, inclusive sua “relação” como Madarame, explorada no capítulo anterior. Na verdade, isso pode, graças a Deus, mudar a ideia de que o Madarame chegou a propor um certo “interesse” em Hato sem “motivo”, parece que Hato influenciou aquilo… mas é melhor deixarmos isso de lado.

Por fim, fica no ar a questão do gênero. Que por mais que Hato seja uma garota perfeita, a Yajima ainda o vê como homem. É claro que a Yoshitake não pôde perder a oportunidade de dar uma alfinetada e dizer que foi por causa do que a Yajima viu no capítulo 58 embaixo do vestido do rapaz.

Para finalizar, Ogiue. Como meu colega do Ogiue Maniax bem lembrou, eu já vi essa cena em algum lugar…

Capítulo 47 / Capítulo 60

Ah… referências… até a próxima.

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

Olá a todos e cá estou eu para comentar o […]