Kamen Rider: Do luxo ao lixo

Hello Tokufãs, aqui estou eu novamente para falar de nossos heróis de roupas colantes e capacetes. Semana passada não deu para postar por problemas pessoais. Mas vamos ao post dessa semana.

Shotaro Ishinomori foi assistente do grande mestre Ozamu Tezuka, e é o autor de Cyborg 009 e HOTEL. Mas sua fama é no mundo dos Tokusatsus e sua maior criação é sem duvida Kamen Rider. E justamente sobre essa obra que eu gostaria de falar. O que aconteceu com o espirito Raider criado por Ishinomori? Onde foram parar os heróis com ideais de justiça, lealdade e bondade? O que vemos hoje são “pseudo-heróis” que quando não são jogados no meio da bagunça, tem interesses pessoais envolvidos.

Não sou tão radical a ponto de dizer que depois dele não houve bons Riders, mas sinto falta do espirito que morreu com Minami Kotaro, o Kamen Rider Black / RX.

Na era Heisei, foram poucos os que chegaram perto desse espirito. Se eu tiver que citar exemplos, eu começaria com o OOO (ozu). O Eiji foi um protagonista muito bom e a serie foi muito bem escrita. Teve lá seus episódios bizarros, mas isso é até bom para dar uma amenizada.

Outro Rider que merece ser lembrado é W, a dinâmica entre o Philip e o Shoutaro é muito boa e a historia segue por um caminho linear, fora que o nosso Rider Half Boiled tem o espirito dos antigos. Mas ai nós temos bizarrices como Den-O e Fourze, que jogam tudo isso no lixo. Ok, o Gentarou até tem um certo espirito, mas a serie não convence e o ambiente escolar só server para piorar a situação. O Den-O eu até hoje busco algo de bom, mas até o momento nada.

Dentro desse bolo, nós temos Hibiki, uma seire escrita pelo próprio Ishinomori, mas que não era para ser um Kamen Rider. Era para ser um Tokusatsu sobre Onis, simples. Quem sabe até uma nova franquia, mas não, vamos repaginar e transformar em Kamen Rider.

Um exemplo de algo que tinha tudo pra ser bom e foi uma merda total é Decade. A serie era pra ser uma homenagem aos 10 anos dos Riders Heisei, mas além de não respeitarem as series originais, ainda enfiaram os Showa no meio e virou uma zona. Não vou negar que adorei os episódios com o Black/RX e o Amazon, mas nem isso salvou a serie pra mim, ainda mais depois de assistir Kaizoku Sentai Gokaiger.

Enfim, estou depositando minhas esperanças em Wizard, espero que seja uma serie melhor que sua predecessora e que surpreenda muita gente, inclusive a mim.

Em breve eu escreverei um post mais detalhado sobre Decade, ou talvez eu faça um vídeo, ou talvez faça os dois, aguardem.

Hello Tokufãs, aqui estou eu novamente para falar de nossos […]

4 thoughts on “Kamen Rider: Do luxo ao lixo”

  1. Acho que você escreveu mal e não foi nem um pouco claro sobre sua opinião que diz aqui nos comentários. 80% do que você disse é crítica negativa aos Heisei Riders, então você não foi claro.

    “Os Riders sempre foram uma franquia mais séria”
    Séria? Você tirou isso da abertura do Ichigo em que ele sobe um prédio com a motocicleta; de vilões como a Mulher Abelha, Doutor Shinigami que vira uma lula; da Tackle, parceira do Stronger, que é uma joaninha; do Amazon cujos monstros jorravam mais sangue que Kill Bill; da MESMA história utilizada por quase toda era Showa; ou de outro lugar?

    “A seriedade meio que se perdeu nos últimos doze anos”.
    É engraçado porque uma pessoa de 25 anos hoje teria uns 14 quando Kamen Rider Black estreou na Manchete em 1991. É ainda mais engraçado pensar que uma criança daquela época não tinha com o que comparar a série que a fazia pensar que aquela era a maior maravilha do universo.

  2. Acho que vocês não me entenderam, e olha que eu fui bem claro, eu gosto muito das series da era Heisei, com excessão de algumas, a minha critica é a uma certa identidade perdida. Os Riders sempre foram uma franquia mais seria e isso meio que se perdeu nos últimos doze anos. Sobre o comentario do Den-O que citou Shin, ZO e J bem, eu me referia a series.

  3. Até parece que os primeiros Riders eram toda essa maravilha mesmo. ¬¬

    O espírito Rider continua no mesmo lugar. Você que mudou. Todos, sem exceção, falam de: superar medos, seguir sonhos, ser uma boa pessoa, ser íntegro, confiar na bondade do ser humano, etc. Todos falam de um tema ou outro.

    O espírito morreu com Black e RX? Faça me o favor… Quer dizer que o ZO, J e Shin são uma porcaria?

    Todo mundo elogia o Black por ele ter um tom mais sério e adulto, mas ele é uma exceção e você não pode basear sua opinião de uma franquia inteira numa EXCEÇÃO. Vai dar uma olhada nos anteriores. Os primeiros 7 Kamen Riders tem tantos momentos infantis e cômicos quanto Den-O.

    O que eu vejo é um saudosista querendo que os Heisei Riders sejam tão sérios quanto o Black da era Showa.

  4. acho tudo o que você falou relativo,você foi um pouco pessoalista demais nesse post.
    cada serie tem sua temática e propostas diferentes,o que de certa forma e bom… acho que ninguém aguentaria ver a “mesma coisa” por mais de 40 anos. você disse dos heróis que não tem mais aquele brilho, de certa forma alguns comparados a outros não são os melhores.
    agora falando de Den-o, Den-o não é uma serie de ação propriamente dita, ela trabalha com a centralização da comedia, algo que ate então era secundário… usado para descontrair. e no caso de Decade “sua serie favorita”, ela era para ser realmente uma homenagem aos riders. realmente não saiu das melhores…como você mesmo disse , tudo diferente. não conseguiram trazer os atores de todas as outras series de riders. mais ainda sim trouxeram o kiva e o blade ” se trouxeram outros eu não lembro” .
    Quanto ao Gentaro, pelo que te conheço azrael, você se prendeu ao visual ridiculo do Fourze o que devo concordar alias, e ao tema escolar que se passa na serie… ok o final deixou a desejar… mas faz parte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *