TOP 10 – Os melhores animes de 2016

Hora de fazer o balanço de todos os animes que foram lançados em 2016 e separar aqueles que entregaram algo a mais, que talvez fiquem na memória das pessoas por um bom tempo ainda. Vamos lá?

Agradecimento especial: Wesley Chen e João Paulo Gallo (Lii)


anime Erased
Erased (Boku Dake ga Inai Machi)

Episódios: 12
Estúdio: A-1 Pictures
Direção: Tomohiko Itou
Assistir agora

Boku dake ga inai machi é um anime que merecia mais episódios para fazer uma adaptação do mangá melhor. Embora tenha esses contratempos, a obra conseguiu deixar sua marca e muitas pessoas acabaram gostando da animação. Utilizando a junção de viagem no tempo e um toque de mistério investigativo, temos uma das produções mais marcantes de 2016!


animes Re:Zero
Re:Zero kara Hajimeru Isekai Seikatsu

Episódios: 25
Estúdio: White Fox
Direção: Seiji Watanabe
Assistir agora

Re: Zero é o tipo de anime que eu não assistiria olhando à primeira vista, mas começou com os “pés no peito” para quem estava despreparado. Através de um episódio duplo no início somado aos cliffhangers, “viagens no tempo” e paranoia, Re: Zero conquistou um espaço forte entre os fãs de animes. Entre fãs que gostaram e outros que odiaram, o anime deixou sua marca certamente. Podem falar mal ou bem, no entanto, falarão da Rem…digo de Re:Zero!


anime Mob Psycho 100
Mob Psycho 100

Episódios: 12
Estúdio: Bones
Direção: Yuzuru Tachikawa
Assistir agora

Gostou de One-Punch Man? Pegue toda aquelas lutas superlegais, misture com um roteiro sobre um tímido jovem paranormal superpoderoso e você terá Mob Psycho 100. E a comparação não é sem motivo, as duas produções são adaptações de mangás de um mesmo autor, mas a segunda se destaca muito mais devido a sua boa história. Mas se você não quer saber tanto da narrativa e só está procurando boas lutas, fique tranquilo, a animação das batalhas é a coisa mais incrível que você verá em um anime também.


anime Tenkyou no Alderamin
Nejimaki Seirei Senki: Tenkyou no Alderamin

Episódios: 13
Estúdio: Madhouse
Direção: Tetsuo Ichimura
Assistir agora

Não é sempre que temos animes de guerra com foco nas estratégias, mas esse ano teve alguns de destaque. Através de sua narrativa simples da disputa entre uma monarquia e uma república, temos um ambiente ideal para tensões políticas. Coloque nessa fórmula um protagonista preguiçoso e gênio estrategista servindo a monarquia que tirou tudo dele! Dividido entre o dever e problemas pessoais do personagem principal, temos uma história que merece destaque e uma continuação!


anime Drifters
Drifters

Episódios: 12
Estúdio: Hoods Drifters Studio
Direção: Kenichi Suzuki

Coloque personagens históricos guerreando um contra o outro. Quem ganharia? Essa é uma das perguntas que sempre fazemos na discussão de bares com os colegas de classe. Como se isso não bastasse, coloque-os e um mundo de fantasia medieval como cenário de batalha. Embora não seja uma das animações mais fantásticas, o telespectador fica curioso para saber o desenrolar das novas estratégias implementadas nesse novo mundo, e como o choque tecnológico causado pela inovação dos armamentos alteram o cenário fantasioso.


anime Joker Game
Joker Game

Episódios: 12
Estúdio: Production I.G
Direção: Kazuya Nomura
Assistir agora

Como gostei desse anime, e talvez pelos motivos errados, justamente por ele não entregar o que se espera de uma produção desse tipo. A Production I.G. foi bem corajosa ao adaptar uma novel de espionagem que se passa as margens da segunda guerra mundial, e que em vez de focar na ação e na construção de uma grande narrativa dramática, vai para um caminho de tramas episódicas curtas e com um forte foco na psicologia que envolve entrar nessa profissão de espião. Por ser episódico nem toda história funciona magistralmente, algumas tem soluções simplistas, mas posso garantir que o saldo no final é bem positivo.


anime Konosuba
Kono Subarashii Sekai ni Shukufuku wo!

Episódios: 10
Estúdio: Studio Deen
Direção: Takaomi Kanasaki
Assistir agora

Konosuba, como é conhecido entre os fãs, não era um anime que tinha elementos originais. Utilizando toques de ecchi, harém, clichês e mais clichês; o anime tinha tudo para passar batido. Só que não foi o que aconteceu! Usando de humor retardado somado a uma tiração de sarro dos próprios clichês de animes de RPG, a animação teve seu próprio toque de originalidade.


anime Sangatsu no Lion
Sangatsu no Lion

Episódios: 22
Estúdio: Shaft
Direção: Akiyuki Shinbou e Kenjirō Okada
Assistir agora

Não se deixe enganar pelo visual fofinho desse anime, Sangatsu no Lion até tem seus momentos de humor e meiguice, mas o que torna essa história tão boa está longe de ser isso. O mérito dessa produção está na forma como a história bate forte em nossos sentimentos, em como ela mostra a fragilidade humana e a necessidade que temos em ter pessoas para nos apoiar e compartilhar essa caminhada que é a vida. Esse anime mostra o que muitos animes escondem, que a vida pode não ser fácil, mas que precisamos ter disposição e otimismo para continuar encarando tudo o que vem pela frente. É uma lição de vida apresentada atrás de simbolismos, como um tabuleiro de shogi (xadrez japonês), onde cada movimento possui uma consequência.


anime Showa Genroku Rakugo Shinju
Showa Genroku Rakugo Shinju

Episódios: 13
Estúdio: Studio Deen
Direção: Mamoru Hatakeyama
Assistir agora

Esse anime carrega tudo o que um ótimo drama poderia querer. É muito mais que uma história sobre um homem descobrindo a belíssima arte do Rakugo (uma espécie de monólogo teatral). É um anime de personagens fantásticos, cheios de nuances, com bons e maus momentos, mas providos de caráter. É um trabalho de direção competente que sabe tirar o melhor de cada detalhe técnico que a obra poderia proporcionar, que torna o anime muito mais que uma produção comercial, torna ele algo que dialoga com o que a arte tem de melhor. Peço de coração que deem uma chance a Rakugo Shinju.


anime Yuri on Ice
Yuri on Ice

Episódios: 12
Estúdio: MAPPA
Direção: Sayo Yamamoto
Assistir agora

Não é tão comum um anime causar um furor tão grande a ponto de derrubar o Crunchyroll. Mais incomum ainda é quando é um anime sobre patinação no gelo. Mas Yuri!!! on Ice fez isso, se provando muito mais que um anime de patinação no gelo e conquistando até mesmo um público que não costuma assistir anime com seus personagens extremamente bem construídos, dramas emocionais bem reais, lindas cenas de patinação no gelo e possivelmente a mais singela e realista história de amor do ano. O imenso fandom que nasceu esse ano é prova que Yuri!!! on Ice vai muito além da patinação, do romance e traz uma história sobre uma pessoa com seus anseios, sonhos e dificuldades de um modo que todos podemos nos identificar.


Quais foram os melhores animes de 2016 para você? Algum bateu com a nossa lista? Deixe comentário com as suas preferências.

 

Sobre Wagner

Wagner é o manda chuva do Troca Equivalente. Formando em algo sem relação alguma com o universo dos animes e mangás, está sempre por aqui dando seus pitacos. Pelo nome do blog já dá para imaginar qual é o seu mangá/anime favorito.

Hora de fazer o balanço de todos os animes que […]

  • Fabi Ota

    Meu TOP 10 seria:

    1. SHOWA GENROKU RAKUGO SHINJU
    2. SANGATSU NO LION
    3. JOKER GAME
    4. MOB PSYCHO 100
    5. RE:ZERO KARA HAJIMERU ISEKAI SEIKATSU
    6. ERASED
    7. STRAY DOGS
    8. KEIJO
    9. OCCULTIC;NINE
    10. GUNDAM UNICORN (VERSO TV)

  • TDA

    Minha lista é essa:

    Re:Zero
    Berserk
    Grimgar
    Boku Dake
    Drifters*

    Re:Zero teve uns episódios meio ruins, que davam sono, mas no geral foi muito bom. Rem best girl ever!!
    Berserk, apesar de muitos torcerem o nariz, gostei bastante. Faz anos que aguardo a continuação desse negócio.
    Hai to Gensou no Grimgar me surpreendeu, pensei que seria mais um SAO da vida, mas ele se mostrou um anime muito mais “realista” abordando o lado humano dos personagens, seus medos, motivações…
    Boku Dake Ga Inai Machi começou muito bem, mostrando de cara um potencial imenso, mas depois meio que perdeu um pouco o foco. O personagem principal parece que regrediu mentalmente na trama, só voltando ao foco na trilha final. Eu gostei do final, mas concordo que foi meio apressado, eles poderiam ter feito alguns episódios a mais que ficaria mais natural.

    Drifters poderia ter sido até o melhor do ano, mas ainda não terminei de assistir e vai que os caras estragam o final… Mas a história é envolvente, é sanguinário, engraçado, cheio de referências históricas.

    • trocaequivalent

      Boa lista, preciso assistir grimgar viu, todo mundo elogia (e eu curto SAO).
      Aqui é team Rem beeest girl também, hehehe

  • Diego Paes Beckman

    Comassim não tem 91 Days e Bungão dogs na lista???

    • trocaequivalent

      Não vi 91 days (ta na fila) e Bungão quase entrou, amei esse anime.

  • Donatello

    Na minha opinião, faltou o “grimgar”, o Boku no Hero e uma menção honrosa pro final de Ushio To Tora. Mas vou assistir o Konosuba e o Nejimaki.

    • Wesley Chen

      Eu considero o Boku no Hero Academia um bom anime. Num top 20, ele estaria no nosso ranking com certeza, mas o que peca é a falta de diferenciação da história. Ele foi criado na temática de super-heróis profissionais e não acho que acrescentou novidades ao gênero. Tanto é, que no Japão, o anime nem chegou aos top 20 nipônicos de tão batido que é o gênero.

      O caso do Grimgar é bem parecido. De todas as light novels sobre a mesma temática, fiquei surpreso por terem optado por adaptar justo essa.

      Se quiser dar uma conferida na matéria que fizemos sobre super-heróis profissionais, segue abaixo o link:
      http://www.genkidama.com.br/trocaequivalente/2016/03/08/mangas-tendencias-super-herois/

  • Paulo

    Assisti menos animes da temporada esse ano em comparação ao ano passado, mas, em termos de qualidade, achei esse ano superior. Provavelmente minha lista fica assim : 91 Days, Erased, Show Genroku, Joker Game, Yuri on Ice, 3ª temporada de Haikyuu, Bungo Stray Dogs, Mob Psycho, JoJo e a 2ª temporada de Shokugeki.
    Bem legal ver que outras pessoas também gostaram de Joker Game, que foi meu xodó da temporada.

    • trocaequivalent

      Bem legal sua lista, tenho muita curiosidade em assistir 91 days outras pessoas já falaram bem também.

      E Joker Game é incrível, bom saber que outras pessoas também curtiram.

      • Paulo

        Gostei bastante de 91 Days, a ambientação e a trilha sonora são incríveis. Pra quem curte histórias de máfia é um tiro certeiro

  • Camilla Ferreira

    Vou roubar sua lista para mim! – tirando Konosuba, que eu nem vi, e fazendo um ou outro acréscimo. Mas fiquei felizona de ver BokuMachi – sabe a sensação de ter gostado de algo que não agradou ninguém? – e Rakugo. Esperando a segunda temporada com o coração na mão.

    • trocaequivalent

      Que bom que gostou Camila, muito obrigado! Adoramos BokuMachi também.

      Quais animes você acrescentaria, conte pra nós! queremos assistir coisas que ainda não vimos.

      • Camilla Ferreira

        Talvez eu acrescentasse Grimgar que, apesar do tema extremamente batido, conseguiram a façanha de manter os personagens humanos até o fim. É bem comum nessas narrativas, em que os personagens vão parar em outro mundo, haver um costume muito rápido com a situação. Achei um sopro de ar fresco que eles tivessem basicamente todo o espaço da série para crescerem, e sem nunca deixarem de se importar ou de ser afetados pela perda que sofreram.
        Tanaka-kun Itsumo Kedaruge sem dúvida entraria também na minha lista. Eu já lia o mangá anteriormente e poucas vezes fiquei tão incerta com um anúncio de adaptação. Tanaka-kun é uma delicinha em suas piadinhas paradinhas e fechadinhas em quatro painéis, e achei engraçado (no meio do desespero) que até a autora brincou que seria basicamente o Tanaka dormindo enquanto o cenário muda. Mas fizeram o negócio com tanto amor!, e ficou tão lindo!
        A segunda temporada de Ushio to Tora foi brutal de boa! A animação estava excelente, a trilha sonora foi de arrebentar, e o Ushio baixou a bola no quesito protagonismo – o que fez maravilhas no desenvolvimento dele.
        Flying Witch foi outra delicinha. Acontecia praticamente nada, e a beleza da série estava justamente aí.
        91 Days também foi dez, com uma ambientação deliciosa e excelente trilha sonora, Não vi quase ninguém falando, mas ReLife também foi joia.
        E, claro, a quinta temporada de Natsume Yuujinchou, mas daí sou suspeitíssima pra falar – fora que, por ser a quinta, já é meio consolidado que gosta, gota; quem não gosta, meu coração só lamenta.
        Aha, me empolguei.

        • trocaequivalent

          Outros recomendaram Grimgar também, preciso assistir!!! Ushio no Tora é outro que ta na fila.

          Agora Tanaka-kun eu não curti, achei muito parado, me deu sono os dois primeiros epis. E Flying Witch foi meio por esse caminho também (mas achei bem produzido).

          Vlw pelas recomendações!!

    • Paulo Thesis

      Mas Boku Dake ga fez sucesso, quem viu curtiu, notei isso tanto para os BR como para os gringos.

      • trocaequivalent

        Fez sucesso sim, mas muita gente reclama do ritmo que o anime toma do meio para o fim.

        • Paulo Thesis

          Sobre ele ter acelerado? É o mal de anime curto que não tem como ganhar uma segunda season…

          • trocaequivalent

            Sim e algumas pessoas se frustraram com a resolução da história. Eu gostei

          • Camilla Ferreira

            Sim, acho que essa foi a maior reclamação: a resolução da história. De quem eu conheço, e que tenha assistido, a frustração foi grande o bastante para BokuMachi cair na lista dos piores do ano.

  • Julio

    boa lista mas também senti falta de Boku no Hero e Keijo, adorei assistir eles!!!!.!.
    Se não assistiu esses, assita

    • trocaequivalent

      Eu pelo menos assisti esses sim, Boku no Hero adorei, mas Keijo não me pegou não.

      • Paulo Thesis

        Keijo é o das lutas de bunda?

        • trocaequivalent

          Esse mesmo!

  • Paulo Thesis

    Cadê Bungou Stray Dogs? Boku no Hero Academy? Digimon Universe? All Out? Kekkai Sensen? Gangsta? Digimon Tri? Vish, faltaram tantos… E Yuri On Ice não é bom, só é cheio de homossexualismo e isso atraiu o público feminino, todas as minhas amigas assistem isso, até as que não assistem animes, de resto, nada demais, Trickster e Servamp dão uma surra nele…

    • trocaequivalent

      Gostei bastante de alguns desse que você citou como Stray Dogs e Boku no Hero, se a lista fosse um top 15 provavelmente teriam entrado. Mas a ideia é essa, queremos ouvir o que os outros gostaram também, opiniões acabam sendo diferentes, normal.

      Sobre YoI acredito que seu comentário está bem equivocado, o anime é bem dirigido e tem vários outros pontos positivos, resumir ele a isso que você comentou é no mínimo bobo. ^^

      • Paulo Thesis

        Eu assisti 2 episódios, achei bem fraco e forçaram demais fan service para fujoshis, tipo aquela cena que eles dançam nús no banho público. Aliás, todos os Tumblr do fandom de Miraculous Ladybug (que é majoritariamente [tipo 90%] feminino) correram para YOI, nunca tinha visto isso…

        • Rukasu-Kun

          Não era fanservice, pois todas essas cenas foram servindo para aprofundar a relação entre o Yuuri e o Victor, e humanizar ainda mais o casal. Foi isso que tornou o romance em Yuri on Ice tão realista e bem feito, a progressão natural do relacionamento.

          • trocaequivalent

            Concordo com o rusaku, não acho que tenha sido puro fanservice. Tinha uma construção de um relacionamento ali.

          • Paulo Thesis

            Ah, esqueci do Shokugeki no Souma, o anime de culinária.

          • xLii

            Ué, mas se o anime trouxe gente que não costuma assistir anime, tem alguma coisa aí. É bom, não adianta. Senão essa galera tinha vindo com No 6 ou alguma outra coisa que fosse focada no relacionamento. Pq qualquer pessoa com boa vontade e que assistiu, consegue ver claramente que não é o foco do anime. Mas é só botar dois caras juntos que a galera fica toda nooossaaa

          • Paulo Thesis

            Não porque o público feminino não é fiel em geral (claro, regras tem suas exceções), então assistiram YOI e depois não assistem mais nada, a não ser que haja romance homossexual. No. 6 não tem foco no romance deles.

            Agora, o que para mim YOI trouxe de bom foco o jogar na cara dos japoneses o homossexualismo, sim, eles são absurdamente homofóbicos acredite ou não, e um anime que fez relativo sucesso trabalhar isso de forma tão intensa deve ter sido um choque e tanto para a cultura deles. Aqui, homossexual é de boas, lá é modo very hard, o velho “o prego que se destaca tem de ser martelado”.

          • xLii

            Gente, mas quem liga pra fidelidade? Cada um assiste o que quiser quando quiser. E No. 6 tem um foco muito maior relacionamento deles que YoI, que é focado só no Yuri. E bom, me desculpa, mas eu realmente acho que você não tem propriedade pra falar de como a sociedade lida com a homossexualidade nem aqui e nem no Japão.

          • Paulo Thesis

            Tenho, pesquisa aí, lá é bizarro, até professores humilham alunos gays, tem reportagens à rodo sobre isso, faz parte da parte de se viver em uma sociedade engessada em costumes e tradições milenares, por isso a mulher ainda é subjugada e ainda vemos os “estereótipos” de professoras de 35/40 anos que entram em crise por estarem ficando velhas e não conseguirem mais maridos, nos animes. Quer algo mais absurdo para o japonês que mão solteira? No sentido de ninguém saber quem é o pai, fica falada como mulher vulgar.

            A propósito, quem liga para fidelidade? Quem vende produto…

          • Paulo Thesis

            Nah isso é fan service, você consegue desenvolver relacionamento sem apelar, mas se não fizesse isso passaria como mais um anime de romance, então lançaram mão disso e do beijo (bem cedo em se tratando de anime) para atiçar o público fujoshi.

    • Desconhecido

      Bungou Stray Dogs é shounen genérico sem graça, com lutas medianas e com drama forçado. A única coisa que ele tem de bom é que ele faz referencias a autores de livros antigos com os poderes dos personagens lá(personagens sem um pingo de carisma, tirando o Dazai) ,pq de resto…

      • Paulo Thesis

        Bungou tem uma história excelente, se apegar aos personagens é dificil já que cada episódio trabalha com vários, e com exceção ao principal e ao Dazai, nenhum se repete (na 2ª season). E se for tratar de coisa genérica, YOI é um shounen ai genérico sem nada a adicionar…

  • João Felipe

    Lista sensacional, já adicionei a maioria na fila.

    • trocaequivalent

      Obrigado! Espero que você curta, tem muito anime legal ai. Indique os que você assistiu e não entraram na nossa lista, queremos conhecer outros animes também.