gen01dstq

Os Dez Mandamentos dos Otakus (por Madarame)

Para quem ainda não sabe, eu sou fã de Genshiken e recentemente adquiri a versão americana do databook da série. Dentre um monte de curiosidades interessantes destaca-se um capítulo chamado Os Dez Mandamentos dos Otakus (por Madarame). Nesse capítulo o uber-otaku Madarame nos mostra as diretrizes de com ser um verdadeiro otaku. Enquanto eu lia e me divertia lembrando dos momentos citados percebi que muitos ali poderiam ser aplicados a nós, Otakus ocidentais.

Um dos motivos pelos quais criei o MBB Anikenkai foi justamente para ter um lugar onde poderia construir uma análise do fandom ocidental, traçar seu perfil e entender sua dinâmica enquanto grupo. Sendo assim, não podia deixar passar essa oportunidade e daí surgiu a idéia para esse post. Analisar esses “10 mandamentos” de uma perspectiva ocidental e não oriental como no databook.

01. Quando estiver comprando fanzines, não olhe para o preço.

Bem, nós raramente compramos fanzines. Sejam eles fanzines adultos ou não. Porém, a idéia desse mandamento é a de que quando estiver comprando algo relacionado a seu hobby, não se importe com o preço. Nem que lhe sobre pouco para o resto, o seu hobby merece prioridade. Digo por experiência própria que já deixei de sair a noite ou comer fora pois tinha gastado meu dinheiro com gibis, video-games, DVDs/BluRays e coisas do gênero. Sei que muitos otakus ocidentais fazem o mesmo pois é uma simples questão de prioridades. O que é mais importante pra você? Sair todo fim de semana ou comprar o blu-ray importado do último filme de Evangelion?

02. Eu não tenho um único exemplar de pornô normal.

Esse mandamento veio da célebre frase de Madarame quando perguntado se ele tinha algo além de hentais. Nesse ponto nem temos como comparar. Os otakus japoneses levam tão a sério seu hobby que deixam de enxergar o mundo a sua volta chegando a casos extremos de só sentirem atração por personagens 2D (como gostam de chamar as personagens de animes e mangás).

03. Aquele é o salão principal. Lá é o nosso campo de batalha.

Apesar de não termos eventos como a Comic Fest e termos que brigar pelos fanzines mais populares, todo otaku/nerd/geek que se preze sente-se realizado por conquistar um item raro para sua coleção ou até mesmo estar na fila para ser um dos primeiros a por as mãos em um novo jogo. Novamente por experiência própria, posso afirmar isso. Lembro detalhadamente de como foi estar em Nova York no dia de lançamento de Street Fighter IV, ter ficado na fila e poder dizer que fui um dos primeiros a colocar as mãos no jogo.

04. Certo… eu tenho que fazer o que eu tenho que fazer.

Um complemento do mandamento anterior. Nossas coleções são uma extensão de nós mesmos, por isso damos valor e lutamos por novos itens. Passamos frio, fome, sono… tudo para ter aquele gostinho de conseguir o que queríamos.

05. Compre agora, pense depois.

Uma verdade universal. Quantas vezes já não fizemos aquela compra online que quando chegou a fatura do cartão ficamos desesperados para arranjar um meio para pagar? Perdi a conta. Nesse ponto não somos nada diferentes dos otakus japoneses. É melhor ter que lutar pra conseguir pagar a fatura do cartão do que se arrepender de ter perdido uma ótima compra.

06. Se eu não fizer, vou sentir como se tivesse fracassado.

Esse é um mandamento bem específico da série. Quando Madarame percebe um pêlo saindo do nariz de Kasukabe ele tem que superar todos os seus medos e se comunicar normalmente com uma garota. Apesar de sermos otakus muito mais sociáveis que nossos companheiros nipônicos, ainda encaramos muitos problemas por causa de nosso hobby como por exemplo explicar para a namorada que não irá sair com ela pois vai ficar jogando video-game online com seus amigos, ou explicar o porque de você comprar gibis com mulheres peitudas se você tem ela alí disponível pra você. Coisas que em qualquer lugar do mundo parece super-normal para nós mas que nunca entrarão na cabeça de nossas mulheres.

07. Ele não para quando está falando sobre isso.

Algum amigo civil (não-nerd/não-otaku) já te perguntou sobre animes, ou games, ou mangás, ou seja lá o que for parte da cultura pop? Você acabou se empolgando mais do que devia e falando mais do que seu amigo esperava ouvir? Pois saiba que isso é normal. Nós gostamos de falar de nosso hobby. Seja aqui ou seja no Japão, é normal nós nos empolgarmos quando falamos do que gostamos. Um surfista adora falar sobre surf. Um skatista adora falar sobre skate. Um otaku adora falar sobre otakuzices, oras.

08. Eu ficarei tão envergonhado se aparecer na Comic-Fest bronzeado.

Aqui não tem como fazer um paralelo. É realmente um mandamento japonês. Trata sobre o fato dos otakus viverem tanto para seu hobby que dedicar tempo para cuidar de sua aparência chega a ser motivo de piada entre os outros otakus. Por aqui nunca vi isso acontecer e espero nunca ver. Amigos otakus e leitores deste blog, cuidem bem de sua saúde e de sua aparência.

09. Você não pode tentar ser um otaku. Você simplesmente acorda um dia e percebe que é um.

A verdade universal dos otakus. Nerds de verdade são aqueles que não fizeram nada para serem, apenas o são. Você não escolhe ser um otaku, você simplesmente é um. Com essa nova onda nerd-chic que vem aparecendo no mundo ocidental, onde ser nerd tá na moda, acaba por atrair pessoas interessadas em “se tornar” um. Um pecado. Nerds são nerds porque são nerds. Vários acontecimentos em nossas vidas nos transformaram no que somos hoje. Por isso não adianta tentar ser uma coisa que não é. Fica a mensagem.

10. O ar aqui está rarefeito demais para um otaku como eu. Eu vou ficar maluco! Vou morrer por falta de oxigênio.

A frase acima foi dita por Madarame quando este estava fazendo compras em Shibuya e Harajuko, centros da moda japonesa. Lugar proibido para um otaku como ele… e como nós também! Se tem uma coisa que eu não suporto são lojas de roupa! Seja a falsidade das vendedoras ou os preços exorbitantes, eu não consigo ficar muito tempo em uma delas. Quando vou comprar uma roupa, entro na loja, dou uma olhada eu mesmo, se eu gostar de algo peço pro vendedor pegar meu número, experimento, se gostar eu compro se não devolvo. Nada mais que isso. Sou só eu? Acho que não.

Pois bem, esses são os Dez Mandamentos presentes no databook de Genshiken e aqui comentados por mim. O post já está gigantesco por isso vou parando por aqui. Comentários são sempre bem vindos.

Até o próximo post.

  • Juliana

    Concordo com a numero nove, não da para saber quando se vira otaku, la um belo dia você descobri que passou o fim de semana todo em casa assistindo anime legendado é acho o maior barato.
    A numero sete me acontece sempre, esses dias em casa um amigo otaku veu de visita e ficamos conversanto por horas discutindos os animes que assistiamos, meu pai ficou tirando sarro de mim por que eu não parava de falar.