Super Hero Taisen – Os momentos épicos e as decepções do filme

Olá pessoas, me desculpem por andar sumido, mas é que fim de semestre tá osso na faculdade. Enfim, vamos ao assunto de hoje que é o filme Super Hero Taisen.

A produção que reúne as duas maiores franquias da Toei causou frenesi ao ser anunciado. Todo mundo queria ver Kamen Riders e Sentais saindo na pancada e se unindo no final por um bem maior, e vimos, mas não do jeito que esperávamos.

O filme começa com uma cena deveras improvável: Capitão Marvelous, de Kaizoku Sentai Gokaiger, derrotando sozinho os 7 Riders Lendários e encontrando o famigerado Decade. Não há uma luta entre os dois, apenas a promessa mutua de destruição de ambas as franquias. Isso nos dá a falsa impressão de que veremos uma batalha épica entre Riders e Sentais, o que acaba não acontecendo. O roteiro do filme é a coisa mais fraca que eu já vi. Em momento nenhum você sente que pode realmente dar merda entre eles, fica muito na cara que tudo que está acontecendo não passa de encenação.

Mas vamos no aprofundar na “historia” do filme. De um lado temos o Gokai Red e seu comparsa o Dai Zangyack, o que por si só já é bizarro, pois o Cap. Marvelous jamais se uniria aos seus antigos rivais. A cúpula desse novo Zangyack é formada por Warz Gill e Ackdos Gill, os mesmos que foram mortos durante a série Gokaiger. Além deles nós temos o Rider Hunter Silver, que como o próprio nome diz, é um caçador de Riders que ajuda Marvelous a caçar e exterminar o Riders. Ai você pergunta: mas onde estão os outros Gokaigers? Bem, eles não sabem nada sobre o plano de enganar os vilões e ficam se sentindo traídos pelo Marvelous, principalmente o Joe (Gokai Blue).

Do outro lado temos o grande(?) Decade, o destruidor de mundos que agora veio destruir os Sentais. Tsukasa resolve logo na primeira cena que aparece que vai destruir todos os Super Sentais, já que o Marvelous está caçando os Riders. E advinha quem ele chama para ajuda-lo nessa empreitada? A Dai Shocker, claro. E com ela vem o Narutaki em uma forma estranha e sem explicação nenhuma. Ou seja, toda aquela bagunça de Decade está presente no filme, e novamente, sem nenhuma explicação plausível. Nessa bagunça ainda temos o Diend, Kaito, que aparece só pra mostrar que o Tsukasa também tem “amigos” preocupados com ele. Barra forçada ao extremo.

Mas nem tudo está perdido no filme, pois vemos algumas boas lutas e participações bacanas de alguns personagens. Temos o Black vs Shadow Moon e o melhor diálogo do filme nessa cena. É também muito legal ver a luta entre o Go-Buster Oh e a Big Machine.

Super Hero Taisen tem bons momentos, mas são poucos e no fim decepciona por ser previsível demais. Vale a pena assistir apenas para ver Sentais e Riders juntos, nada mais que isso.

Galeria de imagens

Olá pessoas, me desculpem por andar sumido, mas é que […]

One thought on “Super Hero Taisen – Os momentos épicos e as decepções do filme”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *