Tag Archives: Kami-sama no Memo-chou

Verão 2011: O que eu realmente estou assistindo…

Estamos entrando no mês de Agosto, o que significa que já faz um mês que começou a temporada de Verão no Japão. Muitos “primeiras impressões” foram feitas aqui no Anikenkai e em vários outros blogs. A questão é que muitas vezes essas primeiras impressões vem acompanhada de muito hype. Aquela empolgação natural depois de se ver algo novo (se esse algo não for uma completa porcaria como R-15).

Por causa disso é comum deixarmos de lado alguns animes que podemos ter curtido o primeiro episódio. Esse post é para falar sobre o que eu realmente estou assistindo das mais de vinte animes que estrearam nessa temporada.

Usagi Drop

Sem dúvida o anime que eu estou mais curtindo nessa temporada. Já vi comentários de afobados no twitter dizendo que não é preu ficar tão feliz com a série, que a coisa pode ficar ruim, etc. Mas sinceramente, consigo aproveitar cada episódio em sua totalidade. Gosto bastante do que vejo. Tanto na parte técnica quanto na história e desenvolvimento de personagens.

Mayo Chiki

Como eu disse no “primeiras impressões”, esse anime consegue usar o fanservice de uma maneira bem divertida. Acho os episódios engraçadíssimos e é uma série bem “leve” de se assistir.

YuruYuri

Mais uma comédia. Dessa vez com uma pegada menos nonsense que Mayo Chiki, mas não menos engraçado. Acho a série bem divertida. O lance da personagem principal não ser de fato a principal realmente tem me deixado interessado. Porém, não é aquele anime que eu tenha que ver assim que sai. Acabo deixando atrasar alguns dias antes de ver. Nada demais, mas não tem aquela urgência.

Mawaru Penguindrum

Esse anime continua excelente. Direção de arte primorosa e um estilo narrativo que estava fazendo falta nos animes. Não há muito mais o que comentar, um dos favoritos nessa temporada, sem dúvida.

Kami-sama no Memo-chou

Eu continuo assistindo a esse anime, mas deixando acumular. Não vejo um episódio por semana. Acumulo alguns e assisto de uma vez. Para mim tem funcionado assim. Não vejo urgência para assistir. Não quer dizer que o anime é ruim, mas simplesmente prefiro ver em doses maiores de cada vez, mesmo que com mais tempo entre cada assistida. Pode ser efeito do primeiro episódio ter tido 1h de duração.

[email protected]

Não há urgência para assistir, não faço questão de deixar acumular, não sei nem porque eu gosto desse anime. Mas é fato que eu não quero simplesmente deixar de lado. Pode ser uma simples curiosidade para saber como vão desenvolver a “história” desse simbolo da cultura otaku que é [email protected] Não é uma série que eu recomendaria.

E são esses. Seis animes. Até que foram poucos que deixei pelo caminho (R-15, Sacred Seven, Ikoku Meiro no Croisée). Existem também aqueles que eu não vi ainda, mas ainda quero (NO.6) e aqueles que não quis nem terminar o primeiro episódio (Ro-Kyu-Bu, Manyuu Hikenchou). E não liguem por eu não ter mencionado Baka to Test Ni. Obviamente estou assistindo, mas como é continuação, vamos deixar fora das “estreias’.

Estamos entrando no mês de Agosto, o que significa que […]

Kami-sama no Memo-chou: NEETs podem ser úteis

Seguindo com as primeiras impressões da temporada, temos Kami-sama no Memo-chou. Um anime que após ler a sinopse não pude negar que fiquei curioso. Para mim, seria algo como um GOSICK num mundo mais “real”. Bem, me enganei. Não tem muito a ver com GOSICK, tirando a detetive-loli, mas o anime ficou com saldo positivo. A adaptação para anime ficou a cargo do estúdio JC Staff, responsável, dentre outros, por Azumanga Daioh, Bakuman, Honey & Clover, Nodame Cantabile e Toradora. Não podemos colocar a competência do estúdio em jogo, ele é bom, a questão é a mania que eles tem de, para agradar o publico otaku, de suavizar temas e colocar fanservice exagerado. Quando o anime é centrado numa detetive-loli, é algo a se preocupar.

Narumi Fujishima acabou de chegar a Tokyo e a sua nova escola onde irá cursar o ensino-médio. Sua vida é bem normal, não se destaca em nada, participa de um clube por mera obrigação curricular e gosta de, simplesmente, ver o tempo passar. Um dia, ele é surpreendido pela colega Ayaka Shinozaki que o convida para ajudá-la no clube de jardinagem. Para evitar transtornos ele aceita. Um dia, quando está voltando com Ayaka para casa, ele conhece os amigos da menina, um grupo de NEETs (pessoas que não estudam nem trabalham, aka vagabundos) liderados por uma menina chamada Alice, a NEET suprema. Alice se denomina uma Detetive-NEET e dedica sua vida a observar o mundo através da internet, televisão, etc, sem sair de seu apartamento. Ela então usa suas observações e sua equipe para resolver casos do mundo real. Sem perceber, Narumi acaba entrando para o time.

Essa é a ambientação de Kami-sama no Memo-chou. Nesse primeiro episódio, a equipe resolveu o caso de uma garota desaparecida envolvida com “enjou kousai” (meninas, normalmente ainda no colégio, que se encontram com homens mais velhos em troca de dinheiro, muitas vezes esses encontros resultam também em sexo).

Eu achei a trama interessante, a conclusão foi boa, mas tudo aconteceu de forma muito rápida. Mesmo em um episódio duplo, como esse primeiro, a resolução do caso ficou corrida e não teve muito a participação do espectador, como é interessante ter em mistérios e histórias de detetive. É necessário que o espectador acompanhe a descoberta das pistas e que, muitas vezes, chegue à conclusão do caso antes do próprio detetive da trama. Isso eu senti falta na série.

Outra coisa que me deixou curioso foi o fato de isso não envolver a policia. Eles são como detetives mercenários, mesmo eu não tendo visto dinheiro envolvido na coisa, mas por se tratarem de NEETs, é provável que eles precisem de recompensa financeira para sobreviverem. Eu confesso que esperava sim a participação da polícia e que Alice fosse mais parecida com um “L” (Death Note) ou até mesmo uma Victorique (GOSICK).

Por outro lado, o clima mais sério e pesado da série me deixou interessado. Me envolveu naquilo tudo que estava acontecendo e me fez querer ver mais casos sendo resolvidos por aquela turma.

Há um quê de comédia no anime, o que me agrada e quebra um pouco o clima de tensão constante. E tecnicamente o anime é bem competente. Excelentes cenários, bom character design e animação. Temos ali também personagens bem diferentes entre si e com personalidades únicas que se completam bem na equipe. E o personagem principal, Narumi, acaba sendo o reflexo do espectador naquele universo, alguém que caiu de para-quedas na história e está acompanhando de perto tudo aquilo.

Ah, e como eu disse no começo a questão do fanservice… bem, teve sim. Mas foi aquele negócio era esperado e até teve em apenas um único momento. Não comprometeu.

Para os próximos episódios, espero um desenvolvimento melhor dos casos e só isso. De resto, gostei do que vi e também acompanharei semanalmente. Recomendo para quem gosta de animes de mistério/detetive.

Seguindo com as primeiras impressões da temporada, temos Kami-sama no […]

Uma breve olhada na próxima temporada…

Olá, querido leitor. Gostando da temporada atual? Independente de qual foi sua resposta, é inevitável que essa temporada irá acabar e uma nova tomará o seu lugar. Sendo assim, vamos far uma olhada no que está por vir na próxima temporada de animes: Verão 2011. Clique na imagem para aumentar (em inglês):

É comum na temporada de verão termos animes mais leves e voltados para a comédia, como Baka to Test que está retornando para sua segunda temporada. Mas além dele, temos outras estreias bem interessantes. Vamos a elas:

Dantalian no Shoka

Estamos falando de Gainax. Para mim, se é feito pela Gainax, já terá minha audiência. A história gira em torno de um cara que herda uma enorme mansão de seu avô. Nessa mansão tem uma biblioteca onde uma garotinha vive. Essa garota no entanto não é nada normal, ela é a ponte para uma grande biblioteca onde estão os livros secretos dos demônios.

Sacred Seven

Não se sabe muito sobre esse anime ainda, mas parece ter mechas e é da Sunrise. Promete ser divertido.

Kami-sama no Memo-chou

Uma garotinha NEET é uma grande detetive que não sai de seu quarto. Ela usa sua rede de contatos na internet para conseguir as informações que precisa. Pareceu interessante para mim. Uma abordagem curiosa do tema. Vamos ver o que sai daí.

Usagi Drop

Um cara de 30 anos vai ao enterro do avô e descobre lá que o velho teve uma filha fora do casamento pouco antes de sua morte. Como ninguém na família quer cuidar da garota, por causa de todo o escândalo causado, o cara decide tomar ela pra si, mesmo sem ter nenhum conhecimento de como cuidar de uma criança. Proposta curiosa e que pode render um bom slice-of-life.

NO.6

Ficção-Científica do estúdio BONES. Ao que parece, um menino de 12 anos e que viveu toda a sua vida na “nobreza” da cidade “NO.6” decide fugir da zona protegida e ver o que há além. A partir de então sua vida não será mais a mesma. Não dá pra saber muito através dessa sinopse, mas por ser um sci-fi já desperta minha atenção. Sendo BONES também é um motivo honesto para se assistir. Irei conferir.

R-15

Olha, eu não ia colocar esse anime aqui. Mas quando li a sinopse eu caí na gargalhada: Um adolescente é um escritor de romances eróticos. Ele acabou de entrar em uma grande escola onde só gênios são aceitos. Ele então passa a liderar seus colegas usando suas “habilidades do pornô” para ganhar as competições estudantis. Caramba. Olha essa sinopse. Sério. SÉRIO! Se me fizer rir como já me fez, tá valendo, mesmo podendo se revelar uma verdadeira bomba.

Olá, querido leitor. Gostando da temporada atual? Independente de qual […]