Tag Archives: Sacred Seven

2º Anikenkai Awards – Os melhores dos animes de 2011

E aqui estamos, com o prêmio que move toda a indústria da animação japonesa (na minha imaginação), o Anikenkai Awards! Em sua segunda edição, o Anikenkai Awards irá premiar os melhores dos animes em 2011 em 10 categorias diferentes!

Vale lembrar que os vencedores são escolhidos também levando em consideração meu gosto pessoal. Para conferir outras listas de “melhores do ano”, recomendo você dar uma olhada no blogroll ali do lado.

E sem mais delongas, chegou a hora que todos esperavam… será que o grande favorito Madoka Magica vai levar a maioria dos prêmios? Será que teremos alguma zebra? Independente de quem ganhe, não deixe de comentar expondo sua opinião!

———————————————————————-

Sem dúvida nenhuma Hanasaku Iroha é um belo exemplo dos animes “ame-o ou odeie-o”. Sua popularidade no Japão foi bem grande, as vendas dos blu-rays porvam isso, mas aqui no ocidente a recepção não foi tão boa. A maioria não aguentou ver todos os episódios que facilmente davam para ser reduzidos a uma quantidade bem menor. Porém, uma coisa que todos temos que concordar quanto a esse anime é quão belo são seus cenários. Desde que o anime estreou esse foi um dos grandes fatores que me fizeram aguentar assistir episódio após episódio. Sou um admirador de belos cenários e, esse ano, ninguém superou Hanasaku Iroha nesse sentido.

Menção Honrosa: Mahou Shojo Madoka Magica

Animes baseados em mangás da Shonen Jump raras vezes tem vez em premiações de “melhores do ano”. Porém, esse ano se mostrou uma exceção com a estreia de Sket Dance. Eu sempre tive curiosidade de saber como era a série, mas nunca peguei o mangá para ler. Quando soube que iriam fazer um anime, conferi e não me arrependi. Um episódio divertido atrás do outro. Altas risadas, situações criativas, ótimos personagens e tudo isso com uma animação competente. E, além de tudo, eu ainda me animei para ler o mangá, e não me arrependi.

Menção Honrosa: Nichijou

Eu adoro quando eu assisto um anime para o qual eu não dava nada e ele me surpreende se tornando uma agradável experiência. Ben-to foi o anime que mais representou esse sentimento em 2011. Um anime que eu só assisti pela completa “sem-noçãozice” da sinopse foi um dos que eu mais gostei no ano que passou. O motivo é simples: A SEM-NOÇÃOZICE DO ANIME. Eu acreditava que seria impossível desenvolver aquele plot doido que estava na sinopse, mas não, os caras conseguiram desenvolver e o tornaram ainda melhor do que eu achava. Tem fanservice? Sim, tem, mas ele não é o mote da série. O mote é a porradaria… por bentos! Porradaria pelas melhores marmitas do mercadinho! E tudo isso com uma ambientação de clãs, mestres lendários, códigos de honra, etc. Não tinha como outro tirar esse prêmio de Ben-to em 2011.

Menção Honrosa: Level E

Um anime que deveria ser o novo Code Geass se revelou uma enorme porcaria. Sacred Seven desbancou todos os seus concorrentes nessa categoria por causa do hype criado em cima e da enorme decepção que foi quando o produto final foi exibido. Tivemos uma história fraca, com personagens fracos, com ambientação fraca e com uma qualidade de animação decente mas nada incrível. Não precisa dizer mais nada. Nunca me arrependi tanto de ter falado bem de um anime num post de “primeiras impressões”…

Menção Honrosa: Mirai Nikki

Eu confesso que não vi muitos filmes esse ano, mas mesmo que eu tivesse visto, duvido que seriam tão bons ou melhores que o segundo filme da série Macross Frontier. Em The Wings of Goodbye, a equipe de produção pegou tudo que a série e o primeiro filme (que resumiu os eventos da série) tinham de bom e elevaram a um nível ainda maior. Trouxeram uma história inédita com uma incrível qualidade técnica e que me deixou grudado na tela da TV por todos seus 114 minutos.

Menção Honrosa: The Borrower Arrietty

Categoria nova nesse 2º Anikenkai Awards e, confesso, que foi uma das mais difíceis de decidir, só perdendo para Anime do Ano mesmo. A escolha pela música Sweet Drops da dupla Puffy foi feita com base, principalmente, na minha experiência pessoal com as músicas. Não quer dizer que essa tenha sido, tecnicamente, a melhor música de 2011, por isso especifiquei bem que era ANISONG do ano. Essa é a música de abertura de Usagi Drop e sempre que eu a escutava eu sentia uma sensação de calmaria e bem-estar por saber que estava pronto para mais um belo episódio. O estilo de música também me agrada muito e então era impossível eu não escolhê-la como melhor do ano. Confira o PV abaixo.

httpvh://www.youtube.com/watch?v=pDWZH6U0WK0

Não tem como negar que esse ano não tivemos um time exemplar de candidatos nessa categoria. Cada vez mais temos cada vez menos bons personagens masculinos nas séries. Por isso que eu acabei suando mais do que deveria para dar esse prêmio a Kaburagi T. Kotetsu. Sem dúivida ele se destaca entre os demais. Super-heróis veterano, pai de família… o cara tornou a experiência de assistir Tiger & Bunny muito mais agradável com suas participações. Posso até dizer que ele foi um dos motivos para eu ter continuado a ver a série até o final.

Já para personagem femina do ano eu não tive dúvida alguma. Ao terminar de assistgir a Madoka Magica, Akemi Homura se tornou rapidamente a número um da categoria. Todo seu envolvimento e dedicação à amiga, sua personalidade a principio fria e clichê depois se tornando um incrível objeto de admiração pelos espectadores da série. Akemi Homura é uma personagem complexa e que merece vencer nessa categoria. O fato dela usar um escudinho a la Shiryu ao lado de basucas e armas nucleares tiradas de baixo da saia só a torna ainda mais especial.

Mais uma categoria nova no Anikenkai. Nesse mundo de temporadas de 12/24 episódios, termos continuações é algo extremamente comum. E assim como Poderoso Chefão 2 superou seu predecessor, essa categoria visa premiar a continuação que mais agradou em 2011. E, sem mais delongas, como vocês já puderam ver, o vencedor é Kaiji 2nd. Sem dúvida nenhuma quem acompanhou a primeira temporada vibrou tanto ou ainda mais com a segunda. Um anime bem feito, com um estilo bem distinto e que, infelizmente, poucos assistiram de fato.

E chegamos à categoria que todos esperavam: ANIME DO ANO! E o vencedor é USAGI DROP! Isso mesmo, camaradas. Esperado para alguns e inesperado para outros, Madoka não venceu o Anikenkai Awards e os motivos disso eu pretendo esclarecer para vocês.

Usagi Drop me agradou do início ao fim. A cada semana e a cada episódio era uma alegria. Quem acompanhou o anime enquanto saia e me seguia no twitter na época sabia que era de praxe eu aparecer na timeline dizendo que Usagi Drop era anime para se assistir de manhã para deixaro resto do seu dia mais alegre.

Pode ser que Madoka tenha deixado o mundo inteiro pregado na cara do PC/TV esperando para ver o que vinha a seguir… mas não pra mim. Eu estava lá, acompanhando o dia-a-dia de Taichi e Rin. Usagi Drop foi o anime que fez o lado paternal que existe em cada otaku despertar e mereceu levar o prêmio de Anime do Ano do Anikenkai Awards.

Abaixo a lista dos outros concorrentes em oredem de preferência:

02 – Madoka Magica
03 – Kaiji 2nd
04 – Ano Hana
05 – Mawaru Penguindrum

Até o ano que vem. Por favor, não deixem de comentar!

E aqui estamos, com o prêmio que move toda a […]

Sacred Seven: O novo Code Geass? Ainda é cedo para dizer.

Cá estamos com mais uma temporada e o anime escolhido por mim para dar início aos posts de “primeiras impressões” foi Sacred Seven, nova série da Sunrise. O estúdio é responsável, dentre outros, por Code Geass, os animes de Mobile Suit Gundam, Patlabor e, mais recentemente, Tiger & Bunny. Ou seja, de robôs os caras entendem. Sendo assim, o hype já começa grande em cima de Sacred Seven, com muitos dizendo que ele poderia ser até o novo Code Geass. Se isso irá ou não se concretizar é outra história, mas posso dizer que gostei do que vi nesse primeiro episódio.

Alma Tandoji é um garoto perseguido por uma reputação de ser violento. Só que na verdade é que dentro dele há um grande poder que o transforma numa verdadeira arma humana. Durante a invasão de um monstro de pedra, ele recebe a visita de uma menina chamada Ruri Aiba. Ela pede ajuda para derrotar o monstro e diz saber do poder oculto de Tandoji. Depois de relutar, ele acaba cedendo e com ajuda de Ruri desperta seu real poder. Cabe a ele agora proteger as pessoas desses monstros.

Basicamente esse primeiro episódio foi uma introdução de personagens e da situação em que eles se encontram. Pouca coisa se sabe sobre o background da história. Muitos dos personagens simplesmente existem e não há uma explicação de como eles foram parar ali e porque são o que são. Apesar de que isso pode parecer um ponto fraco, não o é. Os personagens e suas situações são fáceis de se assimilar e a descoberta de seu background torna a experiência de assistir o anime mais interessante pois você vai descobrindo pouco a pouco essas informações. É provável que tenhamos muitas surpresas no decorrer da série.

Uma questão que me deixou extremamente intrigado foi o porque o exercito da organização de Ruri é composto inteiramente de mulheres e todas usando roupas de maid? É realmente curioso ver uma maid com uma sniper anti-tanque na mão. É um fanservice leve bem colocado.

Otras questões que também ficaram em aberto foram: Como Tandoji conseguiu seus poderes? O que são essas pedras que a organização da Ruri quer proteger dos mostros de pedra? Quem é a figura misteriosa que aparece no final do episódio vestindo um exoesqueleto negro com chifres? De onde vem os monstros de pedra? Há uma organização por trás deles? Por que eles querem as pedras?

Enfim, dá pra perceber que o anime já deixou os espectadores bem curiosos a seu respeito e isso garante que muitos continuarão assistindo à série.

Na parte técnica, não houveram decepções. O character design é competente e a animação está muito bem feita. Os cenários também estão bem colocados e a ambientação está bem boa, mostrando que estamos num futuro bem próximo. Nada de 100-200 anos num futuro pós-apocalíptico.

Considero Sacred Seven uma das grandes apostas dessa temporada e provavelmente acompanharei a série até o final semanalmente. Me despertou interesse e é competente na parte técnica. Altamente recomendada para fãs de animes de ação, mechas, etc.

Cá estamos com mais uma temporada e o anime escolhido […]

Trailers da Nova Temporada – Verão 2011

Há alguns dias fiz um post falando das minhas espectativas para a nova temporada. Agora volto para complementá-lo. Começando com uma nova tabela contendo as datas das estreias atualizadas:

Vamos agora aos trailers.

NO.6

httpv://www.youtube.com/watch?v=zHi95pHpxYQ

Usagi Drop

Infelizmente não achei trailer do anime, mas quem quiser conferir o trailer do dorama, é só clicar AQUI.

The [email protected]

httpv://www.youtube.com/watch?v=zVbtamE2Vig

Baka to Test to Shoukanjuu 2

Infelizmente não achei trailer da segunda temporada. Porém, para quem ainda não conhece o anime, clique AQUI para ver um trailer da primeira.

Dantalian no Shoka

httpv://www.youtube.com/watch?v=YbkMTYniUI8

Infelizmente esse trailer não mostra quase nada.

Manyuu Hiken-Chou

httpv://www.youtube.com/watch?v=FHcN9oPyuhk

Blood-C

httpv://www.youtube.com/watch?v=-wBTvv5MjwM

Sacred Seven

httpv://www.youtube.com/watch?v=03uRrMhA-w8

Há alguns dias fiz um post falando das minhas espectativas […]

Uma breve olhada na próxima temporada…

Olá, querido leitor. Gostando da temporada atual? Independente de qual foi sua resposta, é inevitável que essa temporada irá acabar e uma nova tomará o seu lugar. Sendo assim, vamos far uma olhada no que está por vir na próxima temporada de animes: Verão 2011. Clique na imagem para aumentar (em inglês):

É comum na temporada de verão termos animes mais leves e voltados para a comédia, como Baka to Test que está retornando para sua segunda temporada. Mas além dele, temos outras estreias bem interessantes. Vamos a elas:

Dantalian no Shoka

Estamos falando de Gainax. Para mim, se é feito pela Gainax, já terá minha audiência. A história gira em torno de um cara que herda uma enorme mansão de seu avô. Nessa mansão tem uma biblioteca onde uma garotinha vive. Essa garota no entanto não é nada normal, ela é a ponte para uma grande biblioteca onde estão os livros secretos dos demônios.

Sacred Seven

Não se sabe muito sobre esse anime ainda, mas parece ter mechas e é da Sunrise. Promete ser divertido.

Kami-sama no Memo-chou

Uma garotinha NEET é uma grande detetive que não sai de seu quarto. Ela usa sua rede de contatos na internet para conseguir as informações que precisa. Pareceu interessante para mim. Uma abordagem curiosa do tema. Vamos ver o que sai daí.

Usagi Drop

Um cara de 30 anos vai ao enterro do avô e descobre lá que o velho teve uma filha fora do casamento pouco antes de sua morte. Como ninguém na família quer cuidar da garota, por causa de todo o escândalo causado, o cara decide tomar ela pra si, mesmo sem ter nenhum conhecimento de como cuidar de uma criança. Proposta curiosa e que pode render um bom slice-of-life.

NO.6

Ficção-Científica do estúdio BONES. Ao que parece, um menino de 12 anos e que viveu toda a sua vida na “nobreza” da cidade “NO.6” decide fugir da zona protegida e ver o que há além. A partir de então sua vida não será mais a mesma. Não dá pra saber muito através dessa sinopse, mas por ser um sci-fi já desperta minha atenção. Sendo BONES também é um motivo honesto para se assistir. Irei conferir.

R-15

Olha, eu não ia colocar esse anime aqui. Mas quando li a sinopse eu caí na gargalhada: Um adolescente é um escritor de romances eróticos. Ele acabou de entrar em uma grande escola onde só gênios são aceitos. Ele então passa a liderar seus colegas usando suas “habilidades do pornô” para ganhar as competições estudantis. Caramba. Olha essa sinopse. Sério. SÉRIO! Se me fizer rir como já me fez, tá valendo, mesmo podendo se revelar uma verdadeira bomba.

Olá, querido leitor. Gostando da temporada atual? Independente de qual […]