NewPOP Editora no Anime Friends 2015 – Palestra completa em vídeo

Confira nossa análise e o vídeo de uma das palestras mais celebradas do Anime Friends 2015, a da NewPOP Editora!

Com o segundo sábado de Anime Friends 2015 todo para si, a NewPOP Editora veio para o palco da Brasil Comic Con com seu editor-chefe, Junior Fonseca, pronta para agradar ao público. Iniciando com um vídeo que resgatou todos os lançamentos deles, a ideia da palestra parece ter sido mostrar aos leitores que mais do que uma outra editora no mercado, a NewPOP busca ser o diferencial, seja pela ampla gama de opções de gêneros, estilos e demografias, quanto pelo seu material gráfico que sempre prezou por um custo-benefício mais elevado.

Para tanto, Fonseca contou sua própria história como fanzineiro – o que quase lhe rendeu um processo da Shueisha por causa do fanzine “Dragon Ball Milênio” que vendia em torno de 2 mil cópias – e do começo difícil da editora, onde o catálogo pequeno foi o maior empecilho para conseguir contratos maiores, vindo a ser respeitada pelos japoneses pouco a pouco, principalmente depois de mostrar seus bons resultados de vendas (de acordo com o editor, nenhum título fico no vermelho).

Junior Fonseca com a equipe do blog Gyabbo! no Anime Friends 2015

Junior Fonseca com a equipe do blog Gyabbo! no Anime Friends 2015

Com a mentalidade de que todo título tem sua chance de dar certo no Brasil se bem explorado, Junior falou da importância da aproximação cada vez maior com os leitores, seja para saber o que eles gostariam de ver por aqui ou para corrigir os erros que surgem, algo que ele não esconde, mas se esforça para resolver aos poucos. Essa proximidade faz com que a NewPOP já tenha licenças não anunciadas de pelo menos 30 dias, sendo pelo menos 10 Boys Love e cinco shoujo, um parâmetro muito diferente do que vemos na concorrência.

Sem deixar a prática contradizer o discurso, Junior anunciou cinco novos títulos (confira em detalhes clicando AQUI), dois seinen, um Boys Love, um shoujo, uma light novel e um guia técnico produzido pelas brasileiras do estúdio Seasons. Além disso, confirmou que Dead Zone, de Fabio Sakuda e Carlos Sneak, está programado para sair no Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte, em novembro.

Mais experiente e calejado, é possível ver um maior amadurecimento em Fonseca que vem se refletindo no trabalho de sua editora, mantendo os pés mais no chão, deixando para trás o história ruim de anunciar e não lançar, algo muito bom de se ver em uma editora que há alguns anos atrás chegou a sumir do mapa em silêncio. Que essa segurança passada pelo editor faça com que os erros, principalmente a revisão dos textos, sejam logo sanados a fim de que a NewPOP entre de vez no patamar das maiores do país.

Confira nossa análise e o vídeo de uma das palestras […]