Ore Monogatari!! – Primeiras Impressões

Finalmente aquela história que todo garoto tímido e desajeitado passa na sua vida escolar é retratada em um anime de forma verdadeira! Conheçam a minha histó… Digo… Ore Monogatari!!

A grande maioria dos mangás e animes de demografia shoujo contam a história de amor daquela garotinha tímida que é apaixonada pelo cara mais bonito e popular da sua turma. Isso é quase um tabu entre os famosos shoujos que vemos por aí e não é raro ver protagonistas idênticos com seus estereótipos charmosos, bonitões e às vezes até meio tsunderes que deixam as garotas apaixonadas. E se eu te apresentar um shoujo em que o protagonista é exatamente o oposto disso tudo? E se eu te disser que histórias de amor também acontecem com caras feios e desajeitados? Difícil de acreditar em algo do tipo, não é? Mas pode acreditar que o amor chega para todos e esta história é Ore Monogatari!!

O anime começa na formatura de Takeo Gouda no ensino fundamental, se despedindo de seus ex-colegas do clube de judô e se preparando para confessar seu amor para a garota que ele gosta. Takeo é um cara gigantesco, de certo modo assustador, feio e esquisito, mas que por dentro possui um grande coração e é gentil com todo mundo, então ele acha que finalmente vai poder encontrar o amor de sua vida ao se declarar, mas o que ele não esperava era que aquela garota estivesse naquele momento se declarando para Makoto Sunakawa, seu melhor amigo de infância. Ao invés de se revoltar com a situação, Takeo se conforma, afinal tem sido sempre assim desde que Takeo e Sunakawa se conheceram. Sempre que o grandalhão gosta de uma menina, a mesma se declara para Sunakawa que as recusa imediatamente sem motivo aparente. O que Sunakawa tem que Takeo não? Fora ter a aparência do garoto perfeito, ser simpático, misterioso e popular, nada!

Ore Monogatari 2

E apesar de serem completamente opostos, a amizade dos dois é algo invejável, mesmo com os imprevistos amorosos entre eles dos quais Takeo sempre sai perdendo. Eis que enquanto os dois estão andando de metrô, Sunakawa vê um molestador atormentando uma garota e Takeo imediatamente se prontifica a dar uma lição no pervertido salvando a garota. Mais tarde, na casa de Takeo, uma visita inesperada aparece: A garota do metrô que seguiu os dois para agradecer e levar um bolo como gratidão. Ela se chama Yamato e, por algum motivo, fica vermelha e treme toda quando está perto dos dois. O grandalhão já tem experiência para saber o que a jovem Yamato está sentindo: Ela está apaixonada por Sunakawa, lógico! Sempre foi assim e sempre será! Então ele decide ajudar os dois a ficarem juntos, mas será mesmo que dessa vez não vai ser diferente?

É preciso bater palmas para a Madhouse por ter trazido esse mangá para as telas tão magnificamente. É um grande tesouro dos shoujos e com certeza vai deixar muita gente emocionada e com compaixão pelo grande Takeo e sua história de amor. Sem falar que estão fazendo um grande trabalho: apesar do traço simples do mangá, a animação está um primor só! A paleta de cores é bem marcante e os cenários são perfeitamente produzidos, mesmo nas cenas kawaii, quando apenas flores brilhantes aparecem atrás dos personagens, característica marcante de shoujos. Não tem como não se apaixonar pelo visual dos personagens, principalmente pela jovem Yamato. Conseguiram deixar ela mais fofinha do que era no mangá!

Ore Monogatari 3

É preciso dizer outro ponto que merece bastante detaque: Os dubladores! Algo que muitos torciam para que acontecesse e que não esperavam que fizessem era colocar uma voz tão grossa no Takeo. É lógico que um protagonista daquele tamanho com aquele visual rústico teria que ter uma voz grossa, mas todos sabemos que geralmente protagonistas não tem vozes assim. Foi muito corajoso da Madhouse escolher essa voz e também um acerto estrondoso. Mas não só a voz do protagonista chama atenção, Sunakawa e Yamato também receberam dubladores tão bons quanto. Pode ser forçado dizer isso apenas com o primeiro episódio assistido, mas os dubladores conseguem passar a emoção que cada personagem está sentindo perfeitamente! O drama na voz de Takeo, a empolgação na voz de Yamato, o carinho de Sunakawa com seu melhor amigo. Tudo é sentido bem claramente nos tons falados!

Sobre o roteiro, é certo que muitos caras que assistirem Ore Monogatari!! vão se identificar com o personagem. O simples fato de ter uma aparência fora do padrão que a sociedade espera já causa um certo transtorno na pessoa e isso é sentido psicologicamente, deixando-a com um sentimento de inferioridade quando na verdade nada disso importa. É engraçado como a tradução literal do nome “Ore Monogatari!!” é “Minha história!!”, no entanto, apesar disso, no começo conhecemos um Takeo Gouda que não se sente protagonista de sua própria história. Por que sempre as coisas boas acontecem com o Sunakawa ou com outros caras e nunca com ele? Todas essas decepções e observações que ele veio tendo ao longo de sua infância, deixou-o com a impressão e conformação de que ele poderia não ser o protagonista de sua própria vida, mas sim um simples coadjuvante. Quem seria o protagonista? O Sunakawa? Se pararmos pra pensar, muitos jovens se sentem assim, cada vez mais depressivos pela pressão que a sociedade exerce neles e cada vez mais distantes de ser o protagonista de suas próprias histórias. Acabam simplesmente deixando-se levar pelo protagonismo dos outros e perdem a chance de se construírem.

Ore Monogatari 4

No início do episódio, somos apresentados a uma historinha do ogro vermelho e do ogro azul. O ogro vermelho sempre quis fazer amigos, mas por sua aparência grotesca, ninguém nunca quis se aproximar dele. Então seu melhor amigo, o ogro azul, sugeriu que ambos fossem até a cidade e que ele atacasse algumas lojas para o ogro vermelho salvar a cidade e assim conseguir o carisma necessário para fazer amigos. Takeo e Sunakawa são os ogros e ambos enxergam um no outro, o protagonista. Um acha que o outro é mais importante que a si mesmo e no meio dos dois é jogada a singela Yamato que chega para indiretamente mostrar para ambos que eles são protagonistas de suas próprias histórias e não da história um do outro. Quanta filosofia em um simples anime de comédia romântica, não?

Entre esses e outros fatores, é por isso que considero Ore Monogatari uma grande sacada e sem dúvida um dos melhores estreias dessa temporada de primavera 2015, com grande potencial de figurar entre os melhores animes do ano. Vamos nos emocionar muito ainda, chorar, gargalhar e nos identificar com os dramas de um adolescente tímido e com todas as histórias que ele tem para contar. Com uma previsão de 24 episódios, deve facilmente cobrir a maior parte dos oito volumes que o mangá tem para apresentar.

Ore Monogatari 5

Finalmente aquela história que todo garoto tímido e desajeitado passa […]