Karneval

Karneval é um anime curto baseado em um manga josei de fantasia, mistério, ficção científica e bastante ação – uma mistura que lembra D.Gray-Man e é capaz de fazer quem considera as demografias voltadas ao público feminino como sinônimo de romance escolar repensar seus conceitos.

Recentemente, graças a falta dessa demografia no mercado brasileiro, tenho encontrado tanto um maior preconceito quanto uma aparente desinformação sobre o que consiste um shoujo/josei até mesmo entre os fãs. Enquanto isso é um assunto para outro post, quero aproveitar a chance para apresentar obras que fogem do estereótipo do romance escolar – como o josei Karneval.

Karneval3 Gareki, um jovem ladrão que um dia invade a mansão de uma mulher-monstro, com a intenção de roubar seus bens. Ele cai justamente no quarto da mulher, onde encontra Nai – um garoto escravizado pela mulher que está acorrentado a cama para que servisse de futuro lanche dela. Gareki, então, faz um acordo com o outro garoto, propondo salvá-lo se ele concordar em entregar o bracelete que leva consigo, um objeto que parece valioso e tem a marca de uma organização de defesa do governo.

Nai concorda em ceder o bracelete em troca da quebra das correntes, mas somente se o ajudasse a encontrar o dono original do bracelete, seu amigo Karoku, que está desaparecido. Gareki pretendia passar a perna nele na primeira oportunidade, contudo  acaba por se envolver na busca e o caminho de ambos se cruzam com a organização de defesa mais poderosa do país – a Circus, que vê em Nai uma isca para os monstros varuga e uma chance de obterem respostas sobre a origem das criaturas.

Karneval6Karneval é um anime curto, de 13 episódios, mas com ótimos personagens. Gareki está acostumado a uma vida de crimes que se iniciou quando ele ainda era criança e vivia nas ruas. A história de vida dele é trágica, sendo forçado a crescer antes da hora. Portanto, é compreensível a sua relutância inicial em criar laços e a sua personalidade “tsundere” – agressivo, mas de alma gentil.

Nai é o completo oposto: Inocente, sem ser ingênuo. Não conta com a sabedoria das ruas de Gareki, mas demonstra empatia e compreensão muitas vezes maiores e mais perspicazes do que o outro. Ele é o alvo da Kafka, a organização a qual os vilões pertencem, por causa de sua ligação com Karoku e por sua origem misteriosa. Nai é o fruto de uma experiência científica que pode estar relacionada aos monstros da Kafka, os “varuga”.

Os membros da Circus são mais desenvolvidos do que os da Kafka. Enquanto os primeiros são complexos e intrigantes, pouco se sabe sobre os segundos. A origem da Kafka e dos monstros que a ela pertencem é um mistério no anime – embora haja a presença dos chefões da organização o suficiente para saber quem eles são. A Circus se interessa por Nai e ajuda na busca por Karoku justamente pela chance de encontrar algumas respostas, embora o anime não as entregue.

Karneval7O mundo de Karneval é circense e carnavalesco, cheio de cores e vivacidade. A animação da vida à uma história colorida, com um mundo rico e intrigante. Ela fracassa nas cenas escuras onde é difícil acompanhar o deslocar das personagens. O elemento circense e alguns pontos da trama e do cenário remetem aos séculos XIX e XX, mas os aspectos tecnológicos são mais avançados do que atualmente.

A ação e a aventura não deixam a desejar, especialmente quando a narrativa se aproxima do clímax, com um ritmo que oscila entre o rápido e o descontraído; capaz de competir com qualquer shounen quando foca nas batalhas. O romance está presente, mas o foco mesmo é a amizade e os laços familiares que as personagens criam entre si.

Já a fantasia está lá na criação do mundo alegre e colorido, nas espécies animais fofinhas, nos braceletes que contém o poder da Circus e nos varuga. Esses últimos também contém o elemento da ficção científica, já que os monstros comedores de humanos – bem parecidos com os akuma de D.Gray-Man – são de origem pseudocientífica.

Karneval5A pouca quantidade de episódios é o que prejudica Karneval. O anime teve que resumir partes do manga, pular outras, e nisso perdeu-se o desenvolvimento de personagens, do laço entre elas e do enredo. Em alguns momentos é perceptível o tanto que a trama é corrida. O ritmo é inconsistente, com escolhas narrativas que só fazem sentido se houver a intenção de realizarem uma segunda temporada.

Outro ponto negativo é que a autora do manga em que o anime é baseado geralmente inicia arcos com um momento trivial – como uma visita a um festival, por exemplo – e isso leva aos pontos chaves. Mas quando analisamos um anime de 13 episódios, a impressão de tempo gasto com algo desnecessário e filler é forte, mesmo não sendo realmente inútil para o enredo e fornecendo detalhes sobre personagens secundários.

Karneval4Karneval cobre até o início do volume sete do manga de mesmo título de Touya Mikanagi, ainda em andamento com 14 volumes publicados. É da famosa revista josei Comic ZERO-SUM da editora Ichijinsha, que conta com obras que tendem à fantasia e a elementos de Boy’s Love. O character design do anime é fiel ao belo traço da autora no momento atual da trama.

O estúdio responsável pelo anime é o Manglobe, o mesmo de Deadman Wonderland e Samurai Flamenco. A adaptação sofre pelo resumo, pelas escolhas narrativas e pelas diferenças entre as mídias, embora seja em geral fiel ao original. A principal vantagem do anime de Karneval é que instiga a curiosidade e leva o espectador a querer ler o manga – e esse sim vale a pena acompanhar até o fim.

Karneval é um anime curto baseado em um manga josei […]

Deixe sua opinião