I-Revo – Ice Revolution

“Você está em um mundo todo novo quando está no gelo. Vista um vestido bonito, dance uma música elegante e expresse um maravilhoso espetáculo”. Entre no rinque e venha patinar com I-Revo – Ice Revolution!

Muitas vezes nos deixamos levar pelos caminhos da vida e pelas escolhas que nossa família faz por nós, mas será que esse é realmente o jeito de se aceitar dentro de uma sociedade que exige cada vez mais atitude e personalidade? Oosawa Masaki é uma jovem herdeira de um dojo de caratê junto com seus dois irmãos e tem como pai um grande faixa preta, rígido como uma pedra que sempre criou Masaki como um homem, treinando-a no estilo Oosawa de artes marciais e tratando a jovem do modo mais masculino possível. Por conta de sua aparência, seu jeito grosso e seu modo de andar, todo mundo realmente a confunde com um garoto, até o dia em que ela é salva de ser atropelada por um rapaz. Totalmente encantada com ele, ela decide segui-lo até o lugar que mudaria seu estilo de vida completamente: um rinque de patinação.

Kaoru é um jovem praticante de patinação artística, um esporte que requer leveza, delicadeza, graça e paciência,ou seja, tudo que Masaki nunca teve, mas sempre quis. Ao encontrar com um dos treinadores do rinque ela percebe que ali é o lugar onde realmente pode se encontrar como garota, aprender a ser mais feminina mas sem deixar a Masaki campeã de caratê para trás totalmente. Dentro do rinque ela poderá ser quem quiser, inclusive uma garota linda e feminina como sempre quis.

Ice Revolution 2

Também conhecida com I-Revo e contando com apenas três volumes, essa obra foi publicada na revista Jump SQ e durou exatamente um ano, entre novembro de 2008 e novembro de 2009. Com roteiro de Tsutsumi Aya e arte de Takemura Youhei, Ice Revolution é uma mistura das demografias shounen e shoujo conseguindo mesclar as características dos dois perfeitamente, além de ensinar sobre um esporte com o qual poucas pessoas estão familiarizadas, que é a patinação artística.

Em primeira instância a obra parece ser uma história simples e clichê sobre esportes, assim como várias outras obras. A protagonista começa a praticar o esporte tendo um amor como motivo principal e acaba gostando da coisa. Isso acontece com cerca de 90% dos mangás esportivos, mas Ice Revolution entrega uma obra um pouco mais significativa apresentando como uma família pode influenciar nas vontades de seus filhos e dando lições de aceitação e sexualidade.

Ice Revolution 3

O ponto principal da história gira em torno da protagonista Oosawa Masaki que desde sempre foi criada como um garoto dentro do dojo de caratê de seu pai. Convivendo todos os dias com seus dois irmãos e com os outros discípulos do dojo, todos homens, Masaki acaba cedendo à vontade de seu pai e treinando caratê durante toda a sua infância, se tornando até campeã nacional na modalidade. Mas essa rotina acaba levando as pessoas a tratarem ela como garoto e muitas vezes nem reconhecendo que ela é uma garota. Apesar de parecer uma pessoa forte na frente dos outros, ela sempre quis parecer fraca na frente de alguém que realmente aceitasse o fato de ela ser uma garota.

Quando Kaoru apareceu em sua frente salvando-a de um atropelamento e reconhecendo-a como uma garota, ela sentiu seu coração bater mais forte e acabou se apaixonando pelo garoto logo de cara. Não era qualquer pessoa que realmente conseguia fazer ela se sentir uma garota de verdade, apesar de sua aparência masculina. Isso a levou a seguir o garoto para ter mais desse sentimento e ela realmente conseguiu. Dentro do rinque de patinação, os momentos graciosos que ela deveria aprender a fazer, viriam a trazer a garota Masaki de volta para a realidade das pessoas à sua volta.

Ice Revolution 4

Outra personagem bastante interessante que também mostra outra bela lição de aceitação de si mesma é a cabeleireira e maquiadora da protagonista, Nao-san. Uma grande profissional que se identifica muito com a crise de identidade de Masaki pois ela era um homem antigamente. Um homem que odiava o fato de ter nascido um homem e estar preso no corpo de um homem e por conta disso acabou virando um delinquente para extravasar sua frustração destruindo tudo à sua volta. Aos 18 anos, decidiu fugir de casa para se encontrar após a reprovação de seus pais quanto a sua sexualidade. Quando ele realmente assumiu que era “ela”, passou a mostrar ao mundo seu verdadeiro eu como mulher e assim conseguiu ser feliz finalmente após uma vida de decepção.

Apesar de ser um mangá com poucos capítulos, apresenta uma bela lição sobre se aceitar dentro da sociedade e também ensina muito sobre patinação artística como vários movimentos, categorias e teorias sobre apresentações. Só quem nunca patinou no gelo vai ficar achando que é fácil, mas quem já teve o privilégio de entrar num rinque sabe o quanto os patinadores sofrem em seus treinamentos e o quão difícil é fazer as tais acrobacias em cima de duas lâminas.

Ice Revolution 5

Com um roteiro muito bem escrito, I-Revo deixa um pouco a desejar na dinâmica de leitura que não é tão eficaz. Algumas cenas dão a impressão de que faltam quadros para completar o que está sendo passado mas de forma alguma prejudica a mensagem em si. A arte também não é tão bela quanto um mangá sobre delicadeza na patinação artística exige, tendo inclusive alguns quadros onde o rosto da protagonista fica ligeiramente diferente de outros, mas mesmo com essa dificuldade nos traços, os momentos onde os patinadores fazem acrobacias conseguem apresentar a leveza do esporte tranquilamente.

E se você quer se encontrar, aprender um pouco sobre aceitação e escolhas ou pelo menos aprender um pouco mais sobre patinação artística, I-Revo é o mangá da vez para sua leitura!

“Você está em um mundo todo novo quando está no […]