Outubro/2013: Resumo das Estreias, Parte 3 – Daiya no A, Log Horizon, White Album 2 e Outros

white_album_capa

Depois de KILL LA KILL na Primeira Parte e Coppelion e Nagi no Asukara [entre outros] na Segunda, hora Daiya no A, Log Horizon, White Album 2 e muito mais! em mais uma parte do extenso compilado da temporada de Outubro/2013.

daiya_no_a

Daiya no A
MADHOUSE x Production I.G., indefinido

Episódio: 81/100
Potencial: Médio-alto.

Shonen de esporte sem frescura – e dos bons.

Com o pequeno diferencial de contar o caminho de um jovem que vai começar sua longa jornada no sonho de jogar um beisebol divertido e que aqueça o seu coração numa escola que já está na elite, Ace of Diamond oferece ao espectador um Primeiro Episódio simples, honesto e bem-feito.

A inusitada combinação dos estúdios MADHOUSE e Production I.G. dão a estabilidade necessária para termos um arte simples, bonita [exemplo bom disso nos dias de hoje é o anime de HUNTERxHUNTER, há quase cem episódios sem ter um ponto baixo nesse sentido] e funcional nesta introdução a personagens que por enquanto não são inesquecíveis, mas particularmente seu protagonista tem aquela teimosia da juventude [se não curtir isso em seus animes, talvez melhor nem tentar]. Esforço. Amizade. Vitória. Não é a Shonen JUMP, mas é o cardápio para um bom número de episódios, companheiros, rivais, partidas e uma seleção de emoções no que tem potencial para um bom anime nesta era com tão pouco anime para garotos no mercado. Não é intenso, ousado na arte ou violento como Jojo e Shingeki no Kyojin, mas precisa?

log_horizon

Log Horizon
Satelight, 3-cour

Episódio: 65/100
Potencial: Médio-baixo.

Indeciso em ser simplesmente uma aventura para crianças ou mais uma fantasia otaku-gamer como o parecido Sword Art Online, Log Horizon introduz tanta coisa em seu Primeiro Episódio que nada importa. Personagens com o mínimo de personalidade em um mundo padrão de MMO se deparam com a virada do jogo ter virado sua realidade – e o anime se preocupa em mostrar como as ações dos protagonistas fazem sentido e não são meramente recurso de roteiro, o que seria positivo se não roubasse o tempo necessário para simplesmente criar o drama básico, construir a situação que poderia facilmente ser aprofundada nos episódios seguintes.

Enquanto isso, a soma de uma rápida batalha no final com a apresentação do time mais diversas mecânicas do mundo em pouco mais de vinte minutos é que tanto faz esses personagens e esse mundo sem criatividade. Ironicamente, Log Horizon parece um enredo de jogo, mas sem o gameplay; não chega a ser ruim, vale até arriscar por ter algum potencial, mas o anime mostrou muito pouco até aqui para realmente valer alguma aposta. Fofo como a protagonista principal, uma rara loli que vai ser difícil de ser sexualizada…

meganebu

Meganebu!
Studio DEEN, 1-cour

Episódio: 55/100
Potencial: Zero

NO MEGANE, YES VACA.

Meganebu! até tenta da forma que consegue para um anime sobre um clube do óculos render um bom episódio, mas o fato de tentar de todas as formas – até com um robô gigante – e mal conseguir esboçar algum sorriso diz tudo sobre uma obra que é muito confete e zero timing cômico. FREE! e Kimi to Boku., entre outros, exploraram nesse nicho de garotos adoráveis com maior sucesso – e olha que a avaliação da crítica a respeito costuma não ser das mais generosas. E quando um anime chama atenção por usar de forma brega uma paleta extrema de cores vibrantes e pesadas nas atuais telas de alta definição algo está muito errado.

white_album_2

White Album 2
Satelight, indefinido

Episódio: 82/100
Potencial: Médio-alto.

A surpresa da temporada, este anime que ao contrário do que o nome sugere não é uma continuação apresenta a Visual Novel de maior nota no VNDB – e uma das obras mais aclamadas do gênero nos últimos anos – em uma embalagem que pode não ser das melhores mas permite o bom argumento brilhar.

Estamos em uma era crepuscular deste gênero – e a estreia simultânea desta série com Little Busters ~Refrain~ acaba sendo um sinal melancólico dos tempos – que já influenciou por demais nos animes que assistimos, e nada melhor que vemos um harém dos mais elegantes para quem sabe fechar um ciclo com certa chave de ouro.

As meninas são bonitas mas o destaque ao foi o protagonista, um ser pensante e que não parece ser apenas o menino bonzinho de tantas obras do gênero – ele tem lá suas frustrações e sonhos, e com suas ações estabelece a primeira cadeia de contato com a primeira e graciosa heroína.

O episódio pode não ser muito divertido, principalmente para quem não é muito fã do gênero drama/romance, mas caminha de forma cadenciada até os belos minutos finais, em uma cena introdutória muito bem executada. Palmas, tela preta, volta para os créditos, clímax e cliffhanger – e o próximo episódio é só daqui a uma semana.

Não é para todos, mas o público-alvo agradece e vê potencial para um destaque aqui; resta saber se essa produção com valores e staff na média saberá entregar uma bela obra ou ficaremos mais uma vez na promessa.

walkure_romanze

Walkure Romanze
8-bit, 1-cour

Episódio: Cavalo/10
Promessa: Baixíssima

walkure_romanze_dat_cena_01

walkure_romanze_dat_cena_02

walkure_romanze_dat_cena_03

walkure_romanze_dat_cena_04

walkure_romanze_dat_cena_05

walkure_romanze_dat_cena_06

walkure_romanze_dat_cena_07

walkure_romanze_dat_cena_08

walkure_romanze_dat_cena_09

walkure_romanze_dat_cena_10

Sem palavras. Lembrando que essa é a melhor cena – de longe – nesse Primeiro Episódio.

gingitsune

Continua na Parte 4…

…em breve.

E recapitulando que você também pode ler a Parte 1 e a Parte 2 neste mesmo blog.

Depois de KILL LA KILL na Primeira Parte e Coppelion […]