Bungou Stray Dogs – Primeiras Impressões

Fiquem tranquilos, não precisa conhecer literatura japonesa para curtir este anime!

Bungou Stray Dogs é um anime do estúdio Bones, adaptação do mangá de Kafuka Asagiri e Sango Harukawa. Sua premissa é bastante curiosa: um grupo de detetives, cada um com nome e algumas características de um famoso escritor, investiga casos que envolvem o sobrenatural.

O primeiro episódio de Bungou Stray Dogs foi bastante divertido, mesmo para quem não tem conhecimento algum de literatura japonesa. Os personagens principais e o universo onde a história se passa foram apresentados eficientemente, com doses alternadas de drama, humor e ação no tempo certo. Não houve nenhuma cena que parecesse deslocada, nem longa ou curta demais. Talvez o único ponto não tão bom tenha sido a entrada meio forçada dos outros membros da equipe de detetives no final do episódio, quando já não havia tempo para muita coisa além de apresentar os nomes de cada um. Entretanto, isso não chegou a incomodar.

detetives

O protagonista, Atsushi Nakajima, tem tudo para despertar nossa simpatia: um garoto sozinho, desprezado e escorraçado do orfanato onde vivia, mas que não se deixa abater e que decide sobreviver nem que seja só de birra. Os outros dois personagens que são apresentados mais detalhadamente também despertam muito interesse: Osamu Dazai, um obcecado pelo suicídio, e o estressado Doppo Kunikida, que têm entre si uma dinâmica bem divertida, o que resulta em bons momentos de comédia.

Embora tenha sido dito lá no inicio do texto que não era preciso conhecer literatura japonesa para curtir o anime, é claro que se você souber pelo menos um pouco sobre os principais nomes, a experiência ficará ainda melhor. O verdadeiro Osamu Dazai, por exemplo, realmente era obcecado pelo suicídio, e tentou se matar diversas vezes. O nome do seu poder vem de um de seus livros, Ningen Shikkaku (traduzindo ao pé da letra seria “desqualificado para ser humano”), cujo personagem principal é um homem que se comporta de maneira alegre e inconsequente para esconder seus profundos problemas psicológicos. Ora, será isto uma pista para a personalidade do Osamu Dazai do anime? É o que esperamos descobrir nos próximos episódios.

el-tigre

Visualmente o anime está realmente muito bonito. O character design é estiloso, a paleta de cores faz muito bem à transição entre os momentos mais sombrios e os mais leves. Os kanjis flutuantes e o som de uma antiga máquina de escrever pontuando algumas cenas dão um charme extra. Embora esse tipo de recurso já tenha sido explorado antes em vários outros animes, aqui ele se encaixa especialmente bem, afinal, os escritores e suas obras são a inspiração básica para a criação dos personagens.

Concluindo, o primeiro episódio de Bungou Stray Dogs (ao pé da letra, “Vira-latas Literários”) consegue divertir e dar aquele gostinho de quero mais mesmo para quem não conhece nada de seus pequenos detalhes. Vai agradar bastante quem gosta de comédia, sobrenatural e poderes especiais. Já aqueles que conhecem e se interessam por literatura vão gostar ainda mais.

hora-do-lanche

Para ter uma ideia de quem são os escritores deste episódio:

Atsushi Nakajima (inglês)

Osamu Dazai (português)

Doppo Kunikida (inglês)

Sobre liviasuguihara

Instrutora de inglês, "arteira", amante de animes e mangás. Você também me encontra no Twitter (@lks46), no Deviantart (https://liviaks.deviantart.com/), e no Instagram (liviasuguihara).

Fiquem tranquilos, não precisa conhecer literatura japonesa para curtir este […]