O Fenômeno Sword Art Online

Fate/zero? Kuroko no Basket? Que nada, Sword Art Online é o anime que movimentou multidões em 2012!

Sword Art Online, a série [primeira temporada?] de 25 episódios transmitidos no Japão entre Julho e Dezembro de 2012 [e que teve seu Primeiro Episódio resenhado neste blog; além dos ótimos comentários semanais da Roberta Caroline no Elfen Lied Brasil] já impressiona pela popularidade. Mas, afinal, o quão SAO é popular?

Com o original, principalmente por abordar um tema tão cara aos nossos tempos quanto MMO, já era popular [tanto que é a Light Novel com melhor nota no My Anime List], desde o início da temporada a distância entre o número de pessoas que acompanhavam SAO e qualquer outro anime de Julho era simplesmente assombrosa.

E desde então este simplesmente aumentou a ponto de em 22/09/2012, data de publicação deste artigo, Sword Art Online só perder para Another na métrica mais apurada que temos por aqui, que é medir a quantidade de pessoas que adicionaram tal obra a seu My Anime List. 59.118 para SAO, 73.839 para o terror do P.A.WORKS – claro, isto é questão de tempo para ser superado, afinal o conto de Kirito e Asuna ainda não chegou sequer na metade. Ou melhor, nem no primeiro quarto disso.

Se praticamente todas as grandes produtoras japonesas [ANIPLEX, Bandai Namco Games e GENCO] se juntaram para financiaram o projeto, é que potencial tinha – e apesar da resposta mista por parte do blogging, tanto aqui quanto em inglês, principalmente pela decisão de narrar a história em ordem cronológica [e assim, dá-lhe histórias paralelas], a galera está adorando e assim já temos [claro, considerando-se as três primeiras temporadas do ano; tudo pode acontecer na quarta e última, que promete…] o terceiro anime que mais vendeu esse ano, com previsão de mais de vinte mil cópias por disco, somente atrás de Fate/zero e Nisemonogatari.

Algo também esperado mas que acabou sendo até mais efetivo que nas previsões foi a popularização do original – até agora praticamente todos os volumes vem sendo procurados semana após semana, sendo que no final de Agosto a informação era de quase seis milhões vendidos somando os dez volumes existentes até aqui.

Como dito antes,

Ação/aventura, drama, romance: é isso que encontraremos em Sword Art Online, a mesma história de sempre em trajes novos. Se tratado da forma redonda que temos aqui, por que não assistir? Tem – e não é pouca gente – quem goste.

Enquanto isso, na sala da blogosfera estamos discutindo se um anime com nota sete e meio no MAL vale a penaou não. O público já deu o seu recado.

Fate/zero? Kuroko no Basket? Que nada, Sword Art Online é […]