O Fenômeno Sword Art Online

Fate/zero? Kuroko no Basket? Que nada, Sword Art Online é o anime que movimentou multidões em 2012!

Sword Art Online, a série [primeira temporada?] de 25 episódios transmitidos no Japão entre Julho e Dezembro de 2012 [e que teve seu Primeiro Episódio resenhado neste blog; além dos ótimos comentários semanais da Roberta Caroline no Elfen Lied Brasil] já impressiona pela popularidade. Mas, afinal, o quão SAO é popular?

Com o original, principalmente por abordar um tema tão cara aos nossos tempos quanto MMO, já era popular [tanto que é a Light Novel com melhor nota no My Anime List], desde o início da temporada a distância entre o número de pessoas que acompanhavam SAO e qualquer outro anime de Julho era simplesmente assombrosa.

E desde então este simplesmente aumentou a ponto de em 22/09/2012, data de publicação deste artigo, Sword Art Online só perder para Another na métrica mais apurada que temos por aqui, que é medir a quantidade de pessoas que adicionaram tal obra a seu My Anime List. 59.118 para SAO, 73.839 para o terror do P.A.WORKS – claro, isto é questão de tempo para ser superado, afinal o conto de Kirito e Asuna ainda não chegou sequer na metade. Ou melhor, nem no primeiro quarto disso.

Se praticamente todas as grandes produtoras japonesas [ANIPLEX, Bandai Namco Games e GENCO] se juntaram para financiaram o projeto, é que potencial tinha – e apesar da resposta mista por parte do blogging, tanto aqui quanto em inglês, principalmente pela decisão de narrar a história em ordem cronológica [e assim, dá-lhe histórias paralelas], a galera está adorando e assim já temos [claro, considerando-se as três primeiras temporadas do ano; tudo pode acontecer na quarta e última, que promete…] o terceiro anime que mais vendeu esse ano, com previsão de mais de vinte mil cópias por disco, somente atrás de Fate/zero e Nisemonogatari.

Algo também esperado mas que acabou sendo até mais efetivo que nas previsões foi a popularização do original – até agora praticamente todos os volumes vem sendo procurados semana após semana, sendo que no final de Agosto a informação era de quase seis milhões vendidos somando os dez volumes existentes até aqui.

Como dito antes,

Ação/aventura, drama, romance: é isso que encontraremos em Sword Art Online, a mesma história de sempre em trajes novos. Se tratado da forma redonda que temos aqui, por que não assistir? Tem – e não é pouca gente – quem goste.

Enquanto isso, na sala da blogosfera estamos discutindo se um anime com nota sete e meio no MAL vale a penaou não. O público já deu o seu recado.

Fate/zero? Kuroko no Basket? Que nada, Sword Art Online é […]

25 thoughts on “O Fenômeno Sword Art Online”

  1. Meus primos haviam dito que o anime era bom, mas não tinha me interessado tanto quanto agora. Na verdade eu teria assistido se tivesse tempo, vou tentar reservar um pouquinho da minha vida pra ver

  2. é um entretenimento eficiente mas pra mim fraco demais até pra se colocar dentro de uma lista de 10melhores séries Shones(ou seja, nem conto os filmes, shoujos e slice-of-life q me conquistaram). Me interessou por temática MMO e pelo belo desenvolvimento do 1ºcapitulo, mas nos demais capitulos eu sempre vi algo mal trabalhado (tem TANTA cena interessante q eu fico pensando “pq diabos ñ fizeram melhor?”), com pouco desenvolvimento, com personagens clichês e rasos… Só ficou bom msm nos últimos 3 episodios(sendo o terceiro bem chato na verdade, mas como ñ lembro o nº dos episodios…)
    Continuo acompanhando pq ñ gosto de deixar assim pela metade, pelo menos sempre haverá a fantasia da série pra me prender, mas NUNCA vai se comparar com Kuroko no Basket, q pra mim não é o melhor do ano até agora por causa de Tsuritama(<3)

  3. O anime não conseguiu me surpreender tanto quanto o Light Novel… não passa de um anime mediano para mim…, Hyouka, Jinrui, Kokoro e Tari Tari sustentarão melhor meus neoronios nesta temporada do que SAO.
    Mas é algo agradavel de se assitir, tem uma boa tematica… e vejamos pelo lado positivo: O anime cumpriu o que lhe foi mandado!
    Fazer marketing do Light Novel.

  4. Eu gosto de SAO, mas considero ele bem superestimado.
    O melhor anime da temporada, pq essa temporada ta um lixo.

    A próxima vai ser bem melhor.

  5. Que coincidência, logo quando eu também planejava fazer um post sobre SAO.

    Acho que o problema do anime é que não adaptaram o capítulo 16.5, nem que fosse uma versão light. Quem sabe um OVA…

    1. Claro que eles nao adaptaram o 16.5, é uma orgia completa!!!!!!!

      Talves eles possam fazer um OVA, mas eu acho muito dificil, porcausa das cenas super picantes que teriam!

  6. Pra mim SAO é um anime mediano, não tem nada de muito legal e inovador tem no anime, isso faz pensar q Kuroko no Basket é o melhor da temporada.

  7. Não vejo nada de mais nesse anime, pelo contrario me decepcionou e muito, so os primeiros espidosios que foram bons, mas estava esperando muito mais de um anime que vinha trazendo uma temática MMO. realmente não gostei.

  8. Concordo com o @HeverGM no sentido de o Light Novel é mais surpreendente, e que Hyouka, por exemplo, é melhor que SAO (embora eu discorde dos outros… Kokoro Connect tá sendo um parto pra mim, tão grande quanto Natsuyuki. Mas tenho gostado muito de ver Utakoi, que nem comentado foi, então, questão de gosto, né? haha).

    SAO é divertido e descompromissado.

    p.s.: O tal “capítulo 16.5” nem oficial é, como alguém espera que vire OVA ou apareça no animê? Todos os capítulos “hentai” que os LN têm são oriundos de fãs, então, graças a Deus, não deve dar as caras. 🙂

    1. SAO começou como uma novela publicada na internet, aí virou tão popular que começou a ser publicada em livros, como uma light novel normal. O capítulo 16.5 foi acrescentado pelo autor nessa transição, então é oficial. Dependendo do que oficial signifique.

      1. Não foi o autor que escreveu -> não é oficial. Se tu entrar no site do autor, como tu mesmo sugere, tu vai ver que é uma seção DE FÃS, logo, é como um mangá colocar uma sessão “envie seu desenho do mangá!” e publicar. E isso não torna aquele desenho oficial, parte da história e etc.

        O mesmo vale pro capítulo 16.5. No próprio site do autor tem 5~6 capítulos hentai, com o Kirito passando a vara em todas as personagens, o Egil tb e por aí vai – mas com os devidos créditos aos autores das histórias.

        O capítulo 16.5 não foi publicado em nenhum meio para público – livro/coletânea/afins, nem vai ser, porque não é do autor, e, por conseguinte, não é oficial à história. Simples.

        1. Fui no Baka-Tsuki e lá diz que o autor sim escreveu esse capítulo e colocou numa seção adulta do site junto com outros fanfictions. Ou algo assim. Mas realmente nunca foi publicado.

          E a história do OVA não é a sério, só um desejo pessoal(de muita gente).

    2. Muito dificil ganhar um OVA deste 16.5
      É oficial porque foi o autor quem fez… mas pela editora do Light Novel não é oficial pois não faz parte da sua demanda.

      E vejamos por um lado mais critico… SAO é um anime muito cheio de “frescuras”, até as cenas de beijo são censuradas… logo se percebe que um OVA baseado em atos implicitos de sexo é quase impossivel de ser adaptado. Talvez na versão BD apareça algo do tipo… como uns 2 minutos de cena quem sabe, mas as chances são meramente pequenas, MUITO pequenas.

      1. 16.5 se foi o autor que fez ou não pra mim foi a PIOR coisa que poderia ter feito, algo do tipo que descaracteriza o personagem é um erro pessimo, se fosse um doujin feito por um pervertido qualquer tudo bem, mas vinculado ao autor dessa forma é triste, nem que seja pra fanservice, tem coisas que nao se misturam e o 16.5 foi uma coisa extremamente desnecessaria. Se por acaso fizerem um ova, entao espero ovas de doujins hentai do naruto também saiam ovas ¬¬’.

    1. Continuação do capítulo 16 [e de uma cena do episódio 10] que o autor publicou em seu site pessoal e na qual mostra o que aconteceu entre a cena da Asuna de biquíni na sala e a dela deitada na cama. Se você me entende. 😉

    1. Acredito que _melhor_ não, mesmo considerando histórias na medida para o povão. Afinal, temos Kuroko no Basket, e Magi e talvez JoJo e Tempest se encaixem aí. Agora mais popular…

  9. Como dito no post, a ação, o romance e o drama foram bem casados em SAO de maneira que vejo crianças na escola comentando o anime. Aquelas que só comentam Naruto, One Piece e afins. Tem uma premissa que atrai e um primeiro episódio que prende, porém é só mais do mesmo trabalhado em um momento oportuno: uma temporada cheia de animes ame-ou-droppe (Natsuyuki e Jinrui, por exemplo).
    Não é dos melhores, na minha opinião o timing foi errado em várias partes e a enxurrada de side storys logo no início quebrou um pouco o ritmo. Enfim, após esses 12 episódios, espero que a história alavanque de vez.
    Como dito aí em cima, se salvou em uma temporada fraca, em que os melhores pra mim foram as continuações: Kuroko e Space Brothers.

  10. o sucesso d SAO nao vem d originalidade, na verdade original é um conceito inexistente em qualquer coisa atualmente, vem da forma como ele conversa com o publico dando a ele o q ele qr ver, ser e acreditar… ao mesmo tempo q te da uma liçãod moral aqui e ali

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *