Nisekoi – Primeiras Impressões – Inverno 2014

Yo!

As coisas tão mudando no XIL, mas sosseguem as piriquitas! Bora ver!

Antes de partir pro que conta, só uma notinha: tô mudando o visual e isso acarretará em mudança em algumas coisas nos posts. Se ver algum erro, me avisa pra arrumar, ok?

O XIL, como todo protagonista, aparece depois de todo mundo pra levar o melhor da festa! Começamos as primeiras impressões e eu escolhi esse anime. Nisekoi.

Pra quem não conhece a trama (como eu, que tava nem aí pra ela), a história nos apresenta à Raku Ichijo, um adolescente que é filho de um chefão da Yakuza. Só que ele só quer viver uma vida comum, ir pra faculdade, virar servidor público e se apaixonar.

Certo dia, ele acaba dando de cara com uma nova aluna, Chitoge Kirisaki. Ela o faz perder um pingente que tem há anos, presente de uma garota. Os dois não se dão bem desde o primeiro momento, mas pro causa de certos assuntos da família, os dois precisam fingir que estão namorando.

A trama de Nisekoi, de começo, me parece com muitos outros mangás do gênero que não deram certo na Shonen Jump. Alguns eu até apostei, como Lilim Kiss (da Mizuki Kawashita, que faria depois Ichigo 100%), mas acabavam tropeçando, o que criou um certo receio da revista com as comédias românticas. Mas a Jump sempre teve um representante de peso nesse tipo de história e por isso, continua a bater a cabeça pra colocar alguma história romântica e engraçada em seu TOC disputado.

Mas como Nisekoi parece ter se firmado e tem força, acho que algo deve melhorar no futuro. Não acompanho o mangá, mas o autor, Naoshi Komi, é um velho conhecido. Fez Double Arts, que parecia simpático, mas não foi pra frente. Acho que se fosse na Shonen Magazine, ele teria vingado, mas na Jump, a concorrência é dura e o público, viciado.

Resultado:

bafd63de

Eu sou suspeito pra falar que gostei da história, porque eu gosto do gênero e fazia tempo que buscava um bom representante. Mas acho que tá tudo lá, o clima leve e engraçado, um pouco de loucura, um bom triângulo amoroso e até eventuais desvios pra trama romântica, tudo bem claro desde o primeiro capítulo.

Mas o que mais chamou a atenção com certeza foi a arte. Cheio de estilo, o anime arrisca algumas colagens e efeitos que me fazem lembrar o que rolou em Gankutsu Oh e Madoka Magica, com aquele visual diferente (talvez não tanto assim, vai…). Mas desta vez, em um anime claramente mais leve. Pra mim, foi muito positivo e já deu um diferencial.

Entrou pras minhas prioridades de animes na temporada. Recomendo muito pra quem curte boas comédias românticas.

15 ideias sobre “Nisekoi – Primeiras Impressões – Inverno 2014”

  1. Nisekoi é uma das minhas apostas também,gosto da historia,por mais que tenha clichês, acho que são bem trabalhados e tem um clima bem leve e engraçado,e junto com a direção e o estudio Shaft,acho que será um bom anime.

  2. Usar uma linguagem moderna e uma arte “diferente”….. já vi isso, mas há mais de 15 anos, em Karekano, uma história que parecia melhor até agora.

    Não é uma comparação mas naquela época era inovador, realmente foi algo marcou.

    Que fez a diferença.

    E Hj foi só mais do mesmo.
    Nisekoi deve até deve ser um bom mangá mas o anime tinha que ter mais pra conquistar, de verdade.

    1. É um pouco diferente de Karekano, onde o diferencial era a direção em si, não a direção de arte. E mesmo Karekano era mais do mesmo na época, se parar pra pensar. Você que não conhecia outras coisas parecidas na época.

  3. sei la cliche atras de cliche nao me agrada to com o gyabo q o autor ja fez coisa melhor tipo os oneshots dele e doublearts

  4. Nisekoi é muito bom! ^_^

    Sobre o novo visual, acho que na barra do cabeçalho devia ter um link “Home” porque se não temos de subir para ir para o Início. >.<

  5. Do mesmo diretor de Madoka Magica, por isso notou as semelhanças.
    Aliás, é o único motivo pra eu ter dado uma chance pra esse anime

Deixe uma resposta