310 thoughts on “Mangá Quest – Chobits 03, Assassination Classroom 06, Magi 12, Kuroko no Basket 12”

  1. Boa noite povo ^^ já terminei Chobits por aqui e quero muito ver como vai ser o papo sobre o volume de hoje(realmente gostei do mangá)
    ps: linda essa capa de Magi ein <3

  2. Chobits é um daqueles mangás que me fazem parar um pouco para pensar/questionar (no sentido filosófico), pois como aconteceu no final dessa edição o Hideki ao perguntar porque as persocoms tem forma de gente e o Minoru respondendo que nunca havia parado para questionar isso, pois já estava acostumado com a presença desde seu nascimento e que nunca havia pensado nessa questão; essa parte em questão (para mim) faz um pequena alusão ao mito da caverna de Platão.

    1. A explicação para o formato humano dos persocoms ainda virá e, com ela, uma pergunta sem resposta – é possível recriar/simular perfeitamente a existência humana em uma máquina? O objetivo original do criador dos persocoms foi alcançado com sua criação? ^^ Estou louca para comentar o final de Chobits, hoje enxergo como uma obra bem mais interessante do que quando tinha 12 anos, resumindo ela a um romance apenas. rs Segurar os spoilers têm sido difícil, acabo falando enrolado… ;-;

          1. Lembra, Clara sendo toda moe. falando da importância que teve , mas ai veio o Kitsune e pornogrifou a cena toda!

    1. Procura la na página da Henshin, eles fizeram uma explicação do pq o vol 13 vai ter um pequeno atraso(n to com saco pra procurar o post onde eles falaram isso xD mals)

  3. Eu acho muito bonito que a Kushina acha que a lição do mangá de Chobits é que o Hideki é um derrotado e nunca vai transar na vida.

    É uma lição pra todos nós.

    1. Acho que o primeiro arco longo começa no volume 8, se não me engano. Quando eles fazem a excursão e acontece “aquilo”.

      Mas, ando lendo Assassination Classroom depois de quase um ano parado, e também acho que esses arcos longos são quase um desserviço ao mangá. Os mais curtos, com foco em comédia, são muito melhores.

  4. Essa apresentação dos alunos aleatórios eu encaro como uma construção da classe em si por que fora o nagisa e o karma os outros alunos são praticamente ferramentas que são desenvolvidos aleatoriamente para ajudar no decorrer da historia

  5. Assassination Classroom é um slice of life, caso você tenha um polvo que atinge mach 20 como professor e que pretende destruir a Terra.

    É tudo questão de ponto de vista.

    1. Só eu enxergo a convivência e drama humano como a tag principal de AssClass? xD Acho a comédia algo que faz parte, é recorrente e importante, mas não acredito que o autor tem ela como meta principal… Por já conhecer outro trabalho dele, acabo vendo como a maneira que ele se expressa naturalmente. Me pergunto se estou viajando.. rsrs

  6. Sei que vocês estão discutindo sobre capítulos, mas as vezes parece que vocês querem convencer um ao outro sobre seus pontos de vista!

  7. É incrível, eu leio o assassination umas duas vezes no dia que eu compro e não consigo ver essas características específicas dos alunos, pra mim é um tanto faz e a clara conhece todos e sabe tudo sobre a personalidade desses alunos. Eu riu e me perco nas piadas, tá bom pra mim

    1. Eu sou como o Nagisa, tenho até um bloquinho de notas para o que não consigo gravar 100% só de cabeça rsrs Sei lá, é algo que eu gosto, prestar bastante atenção ^-^ Tento absorver o máximo possível de absolutamente tudo que eu leio, não consigo ter uma postura half-hearted nem com Kuroko, sempre demoro uma hora pra ler o volume, no mínimo! rs

  8. concordo com o kaneda no começo mostrava mais a turma interagindo ultimamente ele desenvolve o aluno da vez e os mesmo 4 de sempre e o resto fica de plano de fundo cinza tipo durarara

    1. E ainda ouso acrescentar com uma crença minha, que leio AssClass como um slice of life: Ninguém é super interessante a todo momento, até mesmo o Koro-sensei (que é um poço de carisma e super me desperta curiosidade!) cumpre a função de escala para outros personagens (ex.: Kataoka e Terasaka neste volume 6). ^^

    1. Bem, eu comprei a 1ª edição e ela não me deu vontade de comprar as próximas. Mas, acredito que o mangá tenha qualidade e pontos positivos, só não me interessou.

      Mas, é tão bonita as figura.

    1. Magi tem muita coisa foda, tudo bem que nao adota o padrao shonem, mas se mostra muito potencial e certas carecteristicas que nao posso falar senhao é spoiler!

  9. Sou faze dois, agora que estou com o mangá 8 na mão. E mesmo assim tô aqui assistindo e recebendo spoiler. Mas é na parte do magi que vocês viajam demais, hahahaha!

  10. Kuroko depois de um tempo enjoou pq é só espirro todo volume não tem nenhum capitulo para falar sobre a vida escolar, isso o spam dunk sabe aproveitar bem a vida escolar

  11. bom na minha opinião a 2 tipos de manga de sport 1 : quando o ator sabe do sport que ta falando que tenta expressar o real significa dele mesmo alguns não conseguindo 2 : quando o ator só sabe o basico do sport e fica colocando super poderes para fazer algo interessante na historia não estou dizendo que todo anime sport tem que ser super realista mas voce precisa ter o minimo de conhecimento do que você está escrevendo

  12. De boa acho que a Clara e uma genia, parece ate o sheldon de TBT, decora tudo e presta atenção em todos detalhes, so não falo que tem asperger pq ela se socializa bem (zuera)

      1. Em quanto tempo vocês costumam ler um volume? Eu gasto em torno de 1 hora sempre (menos Sailor Moon, que costumava ser 2hrs não sei por quê haushuahs). Lendo com calma e atenção, dá pra pegar melhor os detalhes. ^^

  13. acho que o kuroko quer vencer a geração milagre so para prova a importacia nele no time antigo, tipo que ele não era so o sexto membro fantasma e sim alguem importante como os outros e que tava sempre presente.

      1. Relaxa Clara!
        Gosto muito das suas visões sobre as obras, falei isso mais para entrar na brincadeira!

        Quanto a ser o Urso do Mangá Quest, realmente foi um elogio, e vc é bem mais fofinha! *^-^*

    1. Quando um inseto qualquer cai na teia da aranha, não há mais o que fazer, ele será devorado. Qualquer tentativa de movimento (ação) não levará a nada, pois ele já está preso na teia (metaforicamente, na situação).

      No mangá, o doente do outro time é excepcionalmente inteligente, então aprende o padrão de movimentos dos adversários. Considerando que eles estavam estressados de tanto levar empurrão no primeiro tempo, os movimentos ficaram ainda mais fáceis de ler (repetitivos), então não poderiam jogar normalmente, seguindo os treinos – o Hanamiya sabia o que eles iriam fazer e, portanto, bloquearia qualquer início de jogada do Seirin. Isso é uma situação de teia de aranha, que só foi possível de contornar graças à espontaneidade do Kuroko, um fator imprevisível, vide que ele nunca jogava assim nos treinos. 🙂

          1. A primeira versão do mangá realmente tinha 18 volumes. Mas, a autora relançou o mangá, dessa vez compilado em 12 volumes. Foi essa a versão publicada no brasil.

  14. sarcasmos, caretas e voz de vilão de segunda categoria, só vemos isso nos comentários de kuroko e no bleach do shonen quest, que alias, fui assistir hoje pela manhã e só tinha sete minutos de vídeo. pra finalizar, eu compro o mangá do kuroko e foi uma facada descobrir que são 30 volumes, já carrego uma cruz chamado bleach… ( Meu irmão mais novo adorou os comentários da Clara sobre kuroko)

    1. 30 volumes é pesadinho considerando a qualidade de Kuroko no Basket (só agora melhorando de verdade, na minha opinião! xD), mas não me incomodo porque é divertido acompanhar graças ao MQ e é uma maneira de apoiar a vinda de Haikyuu e outros mangás de esporte futuramente! rsrs

      (Fico feliz em saber que seu irmão gostou dos meus comentários, teve um momento que pensei “mds sou muito chata, melhor parar 8D ” hahaha Obrigada por assistirem até o final! ^^ )

  15. Como sempre não consegui ver ao vivo, mas vou comentar mesmo assim ^^
    Quanto a Magi, adorei como de costume e uma das coisas que mais me atrai no Simbad é ele se revelar um “Joker”, o tipo de personagem que você não tem muita certeza se é mesmo do bem, e isso vem sendo sinalizado desde o início da participação dele na história. São pequenas coisas como espionar a conversa do Aladim com o Alibaba, por exemplo.
    De Kuroko, digo que concordo com a interpretação da Clara em relação ao trabalho de equipe da Seirin. O Kitsune disse que o Kuroko deveria ter compartilhado a ideia dos passes aleatórios, mas se ele fizesse isso não seria mais totalmente espontâneo, os outros estariam meio que esperando algo e isso seria detectado pelo Hanamiya. Kuroko resolveu DESTA VEZ porque ele é o especialista em passes e DESTA VEZ os passes eram essenciais.

    Existe uma grande diferença entre “por favor, confiem em mim que eu tive uma ideia pro nosso time ganhar” (atitude do Kuroko) e “saiam do caminho, seus incompetentes, só eu jogo aqui” (atitude do Aomine).
    O que aconteceu com Kuroko foi mais ou menos como aqueles exercícios de dinâmica de grupo (que são feitos justamente para avaliar ou trabalhar o espírito de equipe): um membro do grupo se joga no ar confiando que os outros não vão deixar que ele caia no chão, por exemplo.
    E outra, a ideia do Kuroko funcionou justamente por Seirin trabalhar em equipe: eles treinam juntos, se conhecem a tal ponto que mesmo sem combinação prévia conseguem pegar o passe surpresa e fazer jogadas.

    Colocado isto, deixo claro que não gosto de dinâmica de grupo, pelo menos do jeito que é feito na maioria das empresas e tenho dúvidas quanto a sua utilidade. Mencionei esse tipo de atividade apenas para ilustrar a minha interpretação do que aconteceu no mangá.

    E, não sei se alguém já disse isso lá atrás – desculpa, mas 300 comentários é demais pra conferir – mas o jogador que estava dormindo era homenagem ao Sensui de YuYu Hakusho, porque o Togashi foi o editor de Kuroko no Basket.

Deixe uma resposta