Análise – mangá Btooom! vol.1

capa_btooom_vol1

A editora JBC começa o ano jogando tudo pelos ares com o explosivo mangá Btooom!. Mais um mangá no estilo battle royale chegando ao Brasil.

História bem explosiva

“Ryuta Sakamoto é um jovem sem grandes perspectivas na vida, mas é um dos melhores e mais famosos jogadores do game on-line de ação ‘BTOOOM!’ (onde só é possível usar explosivos como arma). Um dia, Sakamoto acorda em uma ilha deserta e, em pouco tempo, percebe que está preso em uma partida real de seu game favorito. Agora, o jovem deve entender como e porquê foi parar ali e, é claro, sobreviver!”

reviewBtooom_0002_Layer-6

O importante é sobreviver

Btooom! é um mangá do autor Junya Inoue, e ainda está em publicação no Japão pela revista Weekly Comic Bunch. A história, que já está em seu décimo terceiro volume, é mais uma daquelas que se encaixam no gênero survival, onde os participantes devem lutar uns com os outros até restar apenas um vivo.

A edição nacional chegou às bancas no final de fevereiro, num formato 13,5 x 20,5 cm, em papel brite 52g, cerca de 190 páginas, ao valor de R$ 12,90 e periodicidade mensal. A editora JBC seguiu bem fielmente a edição japonesa, mantendo até a brincadeira com o Xbox 360 na capa (que aqui foi adaptado para o Xbox One na verdade). Esperem um mangá dentro do padrão de qualidade que a editora já vem mostrando nos últimos anos.

reviewBtooom_0003_Layer-5

Muitos  flashbacks

O interessante desse primeiro volume de Btooom! é o andamento da narrativa, que intercala cenas do assustado Ryuta na ilha, com flashbacks que vão explicando melhor o que aconteceu para ele entrar nesse jogo de vida ou morte. Os flashbacks também servem para definir o perfil psicológico do protagonista, que aparenta ter problemas em lidar com a família e aceitar o mundo adulto. O interesse do autor está em explicar os problemas de Ryuta e a mecânica do game, que é bem inteligente, tornando o jogo muito estratégico.

Ao longo dos primeiros capítulos somos apresentados a outros personagens também, mas pouca coisa é aprofundada nesse primeiro momento. O autor prefere manter segredo em relação aos personagens importantes da trama, mostrando eles apenas de relance, e para enfatizar a importância desses personagens, sempre os apresenta em momentos relevantes para o aprendizado de Ryuta na ilha.

Por falar em manter segredo, essa seria a palavra chave da narrativa criada por Junya. Em muitos momentos ele deixa claro que alguns elementos importantes da trama estão sendo ocultados. O grande atrativo nesse primeiro volume está justamente nessas cenas misteriosas. É um começo bem competente e que consegue passar um belo panorama da história que o autor pretende contar.

reviewBtooom_0005_Layer-3

Cenários cheio de detalhes

Se narrativamente Btooom! possui algumas qualidades, visualmente isso fica menos evidente, apenas os cenários se destacam na parte dos desenhos. Entendo que a ilha seja um elemento importante da trama, e até por isso o autor use três assistentes para os cenários, mas ele poderia ter tratado com um pouco mais de carinho os personagens, que nesse primeiro volume acabam parecendo genéricos demais.

Mas fiquem tranquilo que, mesmo com um visual mais simplificado, os personagens agradam e não chegam a comprometer a qualidade do mangá.

reviewBtooom_0001_Layer-7

Considerações Finais

A publicação de Btooom! no Brasil mostra mais uma vez o interesse da JBC em publicar mangás no estilo battle royale. Estrategicamente falando deve ser um bom negócio, já que são mangás com roteiros mais concisos, objetivos e com foco na ação, o que atrai um público mais amplo.

Para os amantes da arte de guerrear esse mangá será um ótimo entretenimento, mas se você procura algo menos convencional talvez possa se decepcionar um pouco.

————————————————————————————————————————————————

Ficha Técnica

Total de Edições: ainda em publicação no Japão
Formato: 13,5 x 20,5 cm
Páginas: cerca de 180
Preço: R$ 12,90
Classificação etária: 18 anos

———————————————————————————————————————————————

reviewBtooom_0000_Layer 88

reviewBtooom_0004_Layer-4

reviewBtooom_0006_Layer-2

Sobre Wagner

Wagner é o manda chuva do Troca Equivalente. Formando em algo sem relação alguma com o universo dos animes e mangás, está sempre por aqui dando seus pitacos. Pelo nome do blog já dá para imaginar qual é o seu mangá/anime favorito.

A editora JBC começa o ano jogando tudo pelos ares […]

4 thoughts on “Análise – mangá Btooom! vol.1”

  1. Eu até achei interessante esse mangá , eu já tinha visto o anime e acho que o mangá complementará o final do anime ( pelo menus eu espero) eu até compraria por curiosidade mas por falta de dinheiro eu não vou poder comprar : ( . ( adorei a capa, é o tipo de mangá que acho que ficaria ótimo na minha coleção )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *