Análise – anime Urayasu Tekkin Kazoku

Urayasulogo

Urayasu Tekkin Kazoku é uma comédia do Studio Deen sobre um grupo de crianças e seu cotidiano. Será que piadas esdrúxulas e agressivas de mais de uma década atrás ainda funcionam?

O mangá foi escrito e desenhado por Hamaoka Kenji e publicado originalmente de 1993-2001, já o anime passou semanalmente a partir de 1998 num total de 33 episódios em duas temporadas e depois foi cancelado, o que resultou em uma história não finalizada. Os episódios são bem curtos, tem em média 6 minutos e meio, deste tempo a abertura  e a cena final pegam 2 minutos. É a tipica adaptação de gag mangás para episódios de curta duração.

História

A história do anime se passa na cidade de Urayasu na província de Chiba. O protagonista da história é o garotinho Osawagi Kotetsu e sua família, juntos eles aprontam todas as loucuras possíveis. Ao longo dos episódios aparecem personagens que são amigos e/ou vizinhos da família e com isso o nível de maluquice da série só aumenta.

imgsUrayasu__0002_Layer 1

Muitas piadas sujas

A comédia é bem escrachada, principalmente pensando que hoje em dia culturalmente estamos ficando super protegidos, para isso ele usa bastante comédia pastelão com dor, personalidades exageradas (a lá Pixar) e cocô, que é rosa para não enjoar as pessoas. Algumas piadas fazem referências a outros animes, a gente famosa e ao cotidiano do Japão de antigamente, não estando por dentro desse assuntos algumas piadas vão te deixar no vácuo.

Visualmente é melhor que muito anime de hoje em dia, mas ainda é fraco, há economia na animação em várias partes, mas o visual tem outra intenção que é dar foco na ação, nas expressões e não em ser bonito, o que funciona. Os personagens são quase um SD caricato.

imgsUrayasu__0001_Layer 2

Dublagem e músicas

A dublagem é sem sal, são crianças com voz esganiçada gritando de dor, raiva ou surpresa. As músicas durante o anime são ignoráveis, com a exceção para as músicas cantadas no estilo enka que possuem letras engraçadas.

Como possui duas temporadas, tem duas aberturas, a primeira tem uma música contagiante, só que visualmente é muito simples. Já a segunda abertura foi bem mais elaborada, mas a música é um JRock sem graça. Uma particularidade desse anime é que ele não possui encerramento, algo até comum hoje em dia, mas pouco usual nos animes da década de 90.

Primeira abertura:

Considerações Finais

Comédia pastelão sempre é bom e nesse quesito a obra cumpre o que promete, como já diziam os alemães: “schadenfreude” (se divirta com a dor dos outros). Mas aprecie com moderação, pois em Urayasu Tekkin Kazoku as piadas não deixam de ser repetitivas e isso pode acabar doendo mais em você do que neles!

Urayasu Tekkin Kazoku é uma comédia do Studio Deen sobre […]