Primeiras impressões – Animes de Outubro 2013

capa_primeirasImpressoes_outubro2013

A temporada de outubro começou bem forte esse ano, foram muitas estreias e vários animes de qualidade (além de muita coisa ruim, claro). Confira nossa primeira impressão sobre cada lançamento e decida o que assistir.

Nessas próximas semanas teremos mais de 45 animes estreando na televisão japonesa e todos que forem assistidos por nós terão suas primeiras impressões postadas aqui. A ideia dessas “mini primeiras impressões” é ajudar os fãs ainda em duvida no que irão assistir, então não vamos detalhar muito do anime  e sim mostrar que reações eles provocaram e o que vocês podem esperar deles.

Ace of the Diamond [Esportes]

imgsOutubro__0009_Layer 3

Estúdio: Production I.G
Número de episódios: 12

Um dos animes de esportes dessa temporada também é uma obra bem premiada. O mangá vencedor do Kodansha Manga Award na categoria shonen faz jus a sua fama. Na historia temos tudo que um shonen precisa para fazer sucesso, um personagem engraçado e esforçado, além de personagens secundários interessantes e cheio de particularidades.

Gostei bastante do protagonista Eijun Sawamura ele é daquele tipo de personagem cabeça dura que não tem como não achar legal. Nesse primeiro episódio a história é bem centrada nele e funciona super bem, o anime ficou leve e divertido, mesmo já colocando o personagem em uma situação desconfortável onde ele terá que tomar uma decisão do que fará com o futuro de sua carreira. E fique tranquilo que não precisa nem conhecer baseball para achar legal.

Na parte da animação não temos nada de incrível, fica bem na média de qualidade dos animes que passam na TV Tokyo. Será um sucesso certeiro com os fãs de animes de esportes, pode assistir sem medo.

Recomendação: Alta

 …

Coppelion [Ficção científica]

imgsOutubro__0010_Layer 2

Estúdio: GoHands
Número de episódios: 12

O hype em cima de Coppelin estava grande por ser uma adaptação de um mangá bem elogiado, mas pelo menos por esse primeiro episódio posso dizer que não atingiu minhas expectativas.  Na história acompanhamos um trio de garotas que possuem a missão de andar por uma Tóquio devastada e com alta concentração de radiação para encontrar sobreviventes. O intrigante é que as três meninas não usam nenhum tipo de proteção e mesmo assim não são afetadas pela radiação.

Primeiro é importante dizer que a parte técnica foi bem executada com cenários caprichados e uma boa animação, o único detalhe que pode incomodar alguns é a escolha de linhas grossas no contorno dos personagens (não funcionou muito bem nesse caso). Se por um lado a animação agradou por outro a história foi mal apresentada. O principal problema do primeiro episódio foi o andamento da narrativa, é difícil querer continuar assistindo uma trama que pouco se revelou e que andou em ritmo muito lento. O primeiro episódio é o cartão de visitas de um anime e um momento crucial que deveria prender o interesse do telespectador .

Vejo potencial em Coppelion, mas infelizmente o sono que o primeiro episódio causou acabou com muito da minha expectativa. As protagonistas são fortes e possuem carisma, se mais ação e revelações começarem a aparecem nos próximos episódios o anime tende a melhor bastante. Deve interessar os fãs de obras de ficção científica e suspense.

Recomendação: Mediana

Gingitsune [Fantasia]

imgsOutubro__0011_Layer 1

Estúdio: Diomedea
Número de episódios: 12

Assisti sem muitas esperanças de encontrar algo bom e realmente não vi nada de marcante nesse primeiro episódio. A história de Gingitsune acompanha uma jovem chamada Saeki Makoto e mostra a interação dela, uma sacerdotisa de um templo japonês, com Gintaro uma espirito de raposa que protege o templo e faz previsões do futuro.

Volto a dizer que o primeiro episódio precisa ser marcante, pelo menos deixar algo que faça quem está assistindo querer voltar para o episódio dois. Nesse caso os personagens são fracos, a animação é fraca e o plot da menina ter que achar um gatinho sumido enquanto está brigada com Gintaro (ou seja ele não está lá para ajudar) não é dos mais empolgantes.

O anime deve continuar apostando em histórias mais água com açúcar e investir no passado de Gintaro nos próximos episódios, mas acho difícil que saia muito disso. É recomendado para pessoas que gostam de animes mais ingênuos, fofinhos e que apresentam um forte laço de amizade entre dois personagens.

Recomendação: Baixa

KILL la KILL [Ação]

imgsOutubro__0008_Layer 4

Estúdio: Trigger
Número de episódios: 24

A menina dos olhos de todos nessa temporada realmente mostrou porque estava gerando tanta expectativa nos fãs. Por mais que o estúdio TRIGGER acabe pecando um pouco na historia simplista demais e totalmente calcada nos clássicos shonens de luta, ele acerta em cheio com uma das melhores animações dos últimos 10 anos, muito dinâmica e cheia de movimentos ousados de câmera.

KILL La KILL conta a história de uma garota que é transferida para uma escola onde os uniformes dão poderes aos alunos, a jovem vai até lá porque está em busca da outra parte de sua espada em formato de tesoura e do responsável pela morte de seu pai. Esse primeiro episódio deixa claro que é uma história de vingança no melhor sentido da palavra, tudo no anime é muito visceral e exagerado. Outro aspecto que ficou claro nesse começo, e que eu não esperava, é que eles devem apostar em algumas cenas mais ecchi para agradar os jovens fãs de lutas e de mulheres com pouca roupa.

Provavelmente desde Tengen Toppa Gurren Lagann eu não ficava tão empolgado com cenas de ação como fiquei nesse primeiro episódio.

Recomendação: Muito alta

Kyoukai no Kanata [Fantasia]

imgsOutubro__0007_Layer 5

Estúdio: Kyoto Animation
Número de episódios: 12

O anime com o melhor primeiro episódio dessa temporada. Kyoukai no Kanata soube equilibrar incríveis cenas de ação, com uma história interessante e envolvente, além de apresentar personagens super carismáticos.

A história começa muito bem mostrando uma ótima química entre os personagens Mirai Kuriyama e o jovem Akihito Kanbara. Ele é um meio-youmu imortal enquanto ela é uma caçadora de youmus que tenta matá-lo praticamente todos os dias. Dessa premissa simples o anime começa a explorar a relação dos dois até culminar com eles se ajudando ao final do primeiro episódio. Foi um episódio bem gostoso de assistir, onde você percebe a historia evoluindo gradualmente e fica interessado em saber mais sobre os personagens que são apresentados.

Destaque para Mirai que mantem a tradição do estúdio Kyoto Animation em fazer belas personagens femininas. O universo mitológico criado para a história está bem interessante e se for mais explorado nos próximos episódios deve fazer o anime crescer ainda mais em termos de narrativa. Com certeza vai agradar os fãs de fantasia e magia.

Recomendação: Muito alta

Log Horizon [Aventura]

imgsOutubro__0006_Layer 6

Estúdio: Satelight
Número de episódios: 25

Mais um anime que se passa em um MMORPG e que possui muita conversa para pouca ação. A diferença desse para Sword Art Online, por exemplo, é que aqui a mecânica de um jogo online parece que será menos explorada ainda e que teremos mais cenas com menininhas bonitinhas do que no outro anime famoso sobre RPG online.

Na história os personagens do jogo Tale Elder ficam presos nele após uma atualização de sistema e precisam aprender a lidar com a nova vida que passaram a ter. O mais interessante nesse primeiro episódio foi eles mostrarem que jogar o game pelo computador e estar dentro do game são coisas bem diferentes e ações que antes pareciam fáceis e inimigos que pareciam fracos agora serão bem mais difíceis.

Log Horizon não teve um começo ruim, mas as semelhanças com Sword Art Online são grandes demais e como já assisti o primeiro a motivação para continuar assistindo esse é bem baixa. Se você gostou de SAO e adora MMOs esse provavelmente será o seu anime.

Recomendação: Baixa

 …

Miss Monochrome [Slice of life]

imgsOutubro__0005_Layer 7

Estúdio: Sanzigen
Número de episódios: Não anunciado.

Difícil, bem difícil falar dessa série de curtas animados. O primeiro episódio não mostrou muita coisa e não teve a menor graça, acredito que nem os fãs das garotas com vozes robóticas que cantam e dançam vão conseguir assistir isso por muito tempo. É uma clara tentativa de criar algo parecido com o sucesso Vocaloid, mas dificilmente deve atingir esse objetivo.

Nesse primeiro episódio Monochrome tenta achar um manager para sua futura carreira de idol, mas seus planos acabam não saindo como o esperado. Assista e coloque sua conta em risco, vai agradar pessoas que são agradadas muito facilmente por qualquer coisa e olhe lá!

O único destaque vai para o encerramento que é a personagem dançando e cantando em uma animação 3D muito bem produzida.

Recomendação: Muito baixa

Nagi no Asukara [Drama]

imgsOutubro__0004_Layer 8

Estúdio: P.A. Works
Número de episódios: 12

Outra bela estreia da temporada, o primeiro episódio foi muito bem conduzido. O anime aborda a relação de um grupo de amigos que vive no fundo do mar em uma civilização bem parecida com a nossa. Um dia a escola deles fecha e eles precisam ir estudar na superfície, lá uma das garotas do grupo acaba ficando amiga de um humano “normal” e isso é o ponto de partida para estremecer a amizade deles.

Vai ser mais um anime daqueles que explora as relações de amizade e de amor em um grupo de amigos. A dinâmica e os diálogos entre os personagens logo nesse primeiro episódio já foram muito boas e deu para perceber que eles possuem várias camadas de suas personalidades a serem exploradas. Deve agradar bastante os fãs de romances e dramas.

A única coisa que me incomodou bastante foi à maneira como retrataram o fundo do mar, é como se fosse a superfície, mas com peixes nadando ao redor dos personagens, a água não afeta panos, copos, roupas e nem parece que eles realmente estão no fundo do mar em muitos momentos.

Recomendação: Alta

Strike the Blood [Sobrenatural]

imgsOutubro__0003_Layer 9

Estúdio: Silver Link
Número de episódios: 12

Anime de vampiros e outros seres místicos com um pouco de fanservice e cenas de ação. O primeiro episódio não chega a ser ruim, mas também não mostra nada que mantenha o interesse de quem está assistindo (tirando as calcinhas). Pode vir a ter uma história interessante no futuro, mas pelo que apresentaram dela nesse primeiro momento não passa de mais uma série de clichês com animação mediana.

A história fala do quarto primogênito, o ser que seria o vampiro mais poderoso do mundo. Para acompanhar e ficar no pé desse ser tão poderoso é enviada a jovem Himegari Yukina e a partir disso o primeiro episódio explora a relação de amor e ódio entre os dois personagens.

É mais um anime com um cara muito forte e uma menina muito habilidosa que não se gostam, mas que com o passar do tempo vão ficar amigos e derrotar um inimigo maior que por enquanto ainda trama tudo escondido. Não me interessou muito não, mas os fãs de vampiros podem vir a curtir.

Recomendação: Baixa

White Album 2 [Romance]

imgsOutubro__0002_Layer 10

Estúdio: Satelight
Número de episódios: 13

Apesar do número dois no título esse anime não é uma sequência e conta a história de um triângulo amoroso de um rapaz com duas garotas. O anime começou de maneira bem interessante apresentando dois dos três protagonistas e apostando bastante nas cenas musicais.

É um prato cheio para quem gosta de light novels românticas, tudo nos personagens e na ambientação funcionaram de maneira harmoniosa e ao final do episódio você não vê hora de poder assistir ao segundo. Pode acabar virando uma historia meio cansativa e que fica cheia de idas e vindas dos personagens, mas nesse primeiro momento tudo se encaixou muito bem. O ponto alto é a cena final com os personagens tocando juntos mesmo estando em lugares diferentes, ficou emocionante.

A animação das cenas e o design de personagens também são bacanas e devem agradar o publico feminino principalmente. Na história Haruki Kitahara está procurando novos integrantes para seu clube de música e acaba se envolvendo com duas jovens bonitas e bem talentosas. Provavelmente algumas lágrimas devem rolar para quem assistir até o final do anime.

Recomendação: Alta

 …

Yowamushi Pedal [Esportes]

imgsOutubro__0001_Layer 11

Estúdio: Toho Company
Número de episódios: 12

Mais um anime de esporte e mais um protagonista carismático. Não estava esperando muito dessa série, mas fui fisgado por ela logo no começo com a simpatia e simplicidade do jovem protagonista Sakamichi Onoda.

Na história ele é um rapaz fanático por animes e mangás que agora sonha em entrar em um clube de anime, o problema é que o clube não atingiu a cota de participantes e foi fechado. Com isso ele acaba sem ter clube para entrar e não imagina que possui uma grande habilidade para pedalar bicicletas. Nesse primeiro episódio a história se esforça para mostrar como Onoda possui uma habilidade natural que ele não percebe e como isso fica evidente para vários outros personagens.

As cenas com as bicicletas foram bem legais e conseguiram passar toda a sensação de força e liberdade que as de verdade proporcionam. O anime vai falar bastante sobre superação e ter uma boa dose de comédia (nesse primeiro episódio já colocaram muito disso).  Assim como Ace of Diamond vai agradar bastante os fãs de esportes.

Recomendação: Alta

Yuusha ni Narenakatta Ore wa Shibushibu Shuushoku wo Ketsui Shimashita [Comédia, Ecchi]

imgsOutubro__0000_Layer 12

Estúdio: asread
Número de episódios: 12

Um anime de peitos, muitos peitos e algumas calcinhas também. É o anime ecchi da temporada (um dos na verdade) e vai explorar a exaustão os peitos saltitantes das protagonistas.

A história é bem rasa e lembra muito a de outro anime desse ano (Hataraku Maou-sama!) onde um demônio acaba indo trabalhar em uma loja e precisa aprender a lidar com outras pessoas.

Animação fraca, história fraca e fanservice bem forte, vai agradar apenas aos fãs do gênero ecchi mesmo, se você procura algo com uma história de verdade passe bem longe desse aqui.

Recomendação: Muito baixa

 

A temporada de outubro começou bem forte esse ano, foram […]

19 thoughts on “Primeiras impressões – Animes de Outubro 2013”

  1. Bom, anime “MMORPG” foi tirado do .Hack, mas como log horizon foi criado antes que Sao, é um bom anime dessa temporada, ótimo anime. e como um garotinho ai em baixo disse “vai ter um ar mais de comédia e descontraído, mas o grande foco será nas lutas de MMO e estratégias de batalha” isso é fato, e o que está me chamando mais atenção nesse anime é o ar de “Estratégia”, bom isso é tudo. Bye

  2. Brohter!! Interessante, assisti o Kill al Kill Maneiro, mais o Nagi no Asukara está muito Froid. Me lembrou Toradora em alguns momentos, junto com Clannad!!

  3. Kill la Kill melhor ‘ESTRÉIA’, importante ressaltar para que fique claro pros ‘malucos irritados fãns de Magi e Kuroko no Basket’ que acham que estamos afirmando ‘melhor anime da temporada’. 😀

    Nagi no Asukara me deu um negócio cara. Sério. A cena que me fez assistir ele duas vezes, foi a cena (desculpe por não lembrar nomes) que a garotinha é pescada no mar. Então vem o momento que ela encara o garoto e seu amigo vê os dois. Aquila cena foi realmente… Emocionante? Refletiva? Não sei… Mas, de começo, vou tomar o lado do protagonista irritadinho nessa batalha romantica pela garota magnifica moe e apaixonante. A situação dele é uma das piores, até na vida real. Tenho expectativas que esse anime será emocionante e profundo, ainda mais com esse conceito de ‘preconceito’ por trás.

    Kyoukai no Kanata é uma animação linda, como sempre, KyoAni nunca decepciona. Eu estou confiante, apesar de não ter sido aquela magnifica estréia, estou com forte convicção que no minimo as cenas de ação e fofura valerão a pena.

  4. Vou nem comentar sobre “Recomendação: Muito alta” em Kill la Kil e Kyoukai no Kanata.

    Quanto a Log Horizon: Onde você viu tantas semelhanças com SAO? As únicas semelhanças são deles ficar presos em um jogo e eu acho que não foi SAO que inventou isso em animes de MMO. E sim, Log Horizon irá focar no MMO e não em garotas fofinhas, vai ter um ar mais de comédia e descontraído, mas o grande foco será nas lutas de MMO e estratégias de batalha. Eu li a light novel, então será assim pelo menos se segui-la certinho.

    Tirando Log Horizon, Gingitsune (por que eu amo slice of lifes) Kill la kill e Kyoukai no kanata (que consideros no mesmo nível que Yuusha, só que com uma animação melhor) concordo com o post.

    1. kkkkk, você deve odiar hype. Isso é minha pura dedução sem fudamento, mas tenho impressão que Watamote e Shingeki no Kyojin, provavelmente Suisei no Gargantia, não te agradaram no começo. Mas é só dedução, espero realmente estar errado.

      1. Pior que não. Não é que eu odeie hype. É que tem que ter um motivo pra tanto Hype. Watamote e Shingeki vinham de ótimos mangás, suisei no gargantia era o novo anime de um grande diretor. Mas todo o Hype gerado por Kill la Kill é por ser da mesma equipe que Gurren Lagann, que em minha opinião é uma bosta colossal, e ainda teve um primeiro episódio fraco pra ter tanto hype e elogios assim.

    2. Nossa, cara. Não querendo ser hater (só estou sem tempo para detalhar o comentário agora), mas Log Horizon teve um primeiro episódio bem medíocre. O timming cômico é ruim, a mise-en-scene é ruim, os personagens não tem quase nada de personalidade e todo o ritmo e os diálogos arrastados deixou o episódio chato de mais. Como eu disse, sem tempo para me alongar, mas em resumo foi isso. Não que tudo tenha sido ruim, mas em um balanço geral, LH teve um começo bem médio, sem chamar atenção pra nada.

      1. todas as coisas ruins que vc comentou estão presentes em SAO.
        Log Horizon não tem nada de mais, mas pelo menos é menos pretensioso que SAO e só por isso ja merece mais do q um 1° esp visto

        1. SAO é um anime bom sim. com boa ambientação, bons personagens, historia interessante que te leva a te certas reflexões, tem um romance bem construido, que é o verdadeiro foco em SAO nesses 25 episodios de anime. eu acho que só não agradou mesmo foi os jogadores de mmo que queriam um anime mais focado no jogo e na ação.

          Sou nenhum tard de SAO. pra min tem varios outros titulos melhores, mas nem por isso vou ficar apedrejando a serie como muitos costumam fazer, só porque o anime fez sucesso.

          Pode até não te agradado todo mundo, mas SAO tem seus pontos positivos sim.

        2. Olha… nessa temporada de tantos animes com tanto potencial, Log Horizon vem ser só mais um para ser esquecido. Talvez se fosse na temporada passada se sairia melhor. Talvez se comparar com SAO ele se sai bem (não consigo julgar porque não vi SAO). Mas agora, na época em que ele saiu, ele vai passar quase despercebido, acredito eu.

      2. SAO é um anime bom sim. com boa ambientação, bons personagens, historia interessante que te leva a te certas reflexões, tem um romance bem construido, que é o verdadeiro foco em SAO nesses 25 episodios de anime. eu acho que só não agradou mesmo foi os jogadores de mmo que queriam um anime mais focado no jogo e na ação.

        Sou nenhum tard de SAO. pra min tem varios outros titulos melhores, mas nem por isso vou ficar apedrejando a serie como muitos costumam fazer, só porque o anime fez sucesso.

        Pode até não te agradado todo mundo, mas SAO tem seus pontos positivos sim.

    3. De certo como concordo com você. Achei LH bem diferente de SAO em relação a abordagem, tirando a idéia principal, nada me remeteu ao segundo. Na verdade, vi um potencial muito maior e personagens que podem se tornar bem melhores, acho que o autor olhou procurando outra coisa quando a história propôs uma bem diferente.

  5. Ace of Diamond tem uma animação mto mto parecida com Major, só mais um pouco caprixada. As movimentações, angulos das cenas, noções de movimento são iguais.

  6. Acho que vc foi agressivo demais com alguns animes e sei que os primeiros episódios são muito importantes mas acho que existe potencial em muitos desses animes que vc recomenda como baixo ou muito baixo.

    Não gostei assim tanto do 1º episódio de Kyoukai no Kanata,mas sei que tem enorme potencial.
    Kill La Kill na minha opinião foi o melhor 1º episódio dessa temporada para já mas pode a vir a ser um anime sem muito conteudo,apenas com ação foda como esse 1º episódio, mas espero que a história evolua para se tornar um grande anime.
    Strike The Blood era dos animes que eu a partida sabia que iria assitir mas nem gostei desse episódio, acho que deu muita informação(agora ficam a pensar então tem história boa, e eu digo se calhar nem por isso, não ficou nada muito claro).
    Coppelion acho que teve dos 1ºs episódios mais calmos e de certa forma percebo que seja chato para muita gente,mas esse anime irá ficar muito bom.
    Num desista de Coppelion!
    PS:Assisti todos mais num tinha muito do que falar então só falei de alguns, espero que escreva sobre outros animes que lhe estão faltando.

    1. o cara assisti um primeiro episodio e fica jugando se o anime é recomendável ou não. sendo que o certo é assistir toda a serie pra tirar uma conclusão definitiva. é a mesma coisa jugar um livro pela capa. é preciso ler todo o livro pra dizer se recomenda ou não.

      1. Já parou pra pensar que nem todo mundo tem tempo pra assistir todas as séries completas antes de tirar uma conclusão? É obrigação de qualquer obra de entretenimento capturar o público logo no início.

  7. Achei interessante o Yowamushi Pedal, não vejo muitos animes de esporte, mas depois de Ace Of Diamond, minhas esperanças é que essa temporada pode ser cool em questão a tal, verei õ/. Adoro esses protagonistas animadinhos demais kkkk.
    White Album 2, “podem rolar uma lágrimas no fim”, bom, vamo ver, nunca gostei de animes de romance, mas os musicais e a animação devem me agradar, verei também õ/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *