15° Festival do Japão + otakubar

Final de semana passado aconteceu aqui em São Paulo o Festival do Japão, um evento totalmente dedicado à divulgação da cultura japonesa (cheio de comida) e claro que estivemos por lá!

Como era marinheiro de primeira viagem, ano passado quem escreveu sobre o evento foi o Hugo, minhas expectativas eram as melhores possíveis (até porque muitos amigos me falavam bem do evento) e eu não via a hora de conhecer o local. Chegando lá no começo da tarde acabei encontrando uma bela fila que infelizmente foi burlada por mim com a ajuda de um segurança que estava vendendo ingressos “por conta” em algum esquema que não parecia dos mais corretos. Sim eu cedi ao esquema, mas era melhor do que encarar uns 30 minutos de fila.

Ao entrar no festival já foi possível perceber a dimensão dele, o centro de exposições Imigrantes é realmente gigante e cada área foi dividida para uma atividade. Teve o galpão com estandes de grandes marcas japonesas (onde a JBC em parceria com a FNAC já estava vendo Soul Eater, por exemplo), teve a área de alimentação com mais de 50 estandes cada um representando uma província japonesa e teve o palco com várias apresentações típicas rolando.

No dia que eu fui, sábado 14, o local estava beeem cheio principalmente na parte de alimentação que é a principal atração. Algumas comidas mais populares ou mais exóticas tinham filas gigantes que demoravam bem mais que os 30 minutos que eu quase peguei de fila para entrar. A parte de exposição estava bem bacana com vários estandes bonitos e com algumas atividades para o publico se divertir ou relaxar (tinha massagem, aulas de pintura, games).

O grande problema mesmo eram as filas para entrar e para comida, de resto achei o festival bem organizado. E só para deixar claro, apesar do problema das filas em nada se compara a fila do Festival do Japão com uma da Anime Friends. Isso é importante dizer, os dois eventos são bem diferentes, não vá para lá pensando que está indo para um evento de anime porque não estará…e isso é uma ótima notícia. Lá você vai descobrir um pouquinho mais sobre o Japão e conhecer algumas marcas e costumes que ultrapassaram os continentes e chegaram até aqui nesse Brasil sem porteira.

Após muita comilança, conversa com os amigos blogueiros e não blogueiros o tempo foi passando bem rápido, quando percebi já era noite e todos nós começávamos a migrar para o tão aguardado Otakubar.

Para quem não sabe o Otakubar é um encontro entre blogueiros/amigos para jogarmos conversa fora e bebermos. Ele acontece desde o ano passado e é muito divertido mesmo, posso afirmar que conheci muita gente bacana por lá. E o dessa edição obviamente não foi diferente, conseguimos reunir 22 loucos e partimos rumo ao nosso sagrado bar escondido em algum canto obscuro da famosa Rua Augusta e de lá só saímos de madrugada rumo ao desconhecido.

Além da galera de sempre foi muito bom ver uma galera nova indo e vendo que não é um encontro só para beber e falar besteira, muitos assuntos interessantes são discutidos e eu pelo menos sempre aprendo algo novo. Entre as conversas mais bacanas me lembro da sobre Moe que tive com o grande Leonardo DNA e uma mais pro final da noite onde o Carlirio do blog Netoin conversou e explicou muita coisa pra galera sobre conflitos políticos na América latina.

Foi uma boa dobradinha ter ido ao Festival e depois comparecido no otakubar, o sábado ficou muito animado com aquela galera. Até ano que vem e espero que você que está lendo esse texto possa aparecer por lá também!

obs:. Fotos gentilmente roubadas do amigo Fabio Sakuda.

Final de semana passado aconteceu aqui em São Paulo o […]

One thought on “15° Festival do Japão + otakubar”

  1. Saudações

    Realmente, o Festival do Japão foi muito legal. E o Otakubar conseguiu ser bem diferenciado, salvo aquelas famosas exceções que fizeram o pessoal rir demais…

    Grato pela menção.

    Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *