Estúdios de anime que você deveria conhecer: Gonzo

Os mais jovens talvez nem conheçam, mas quem acompanhava animes no início dos anos 2000 com certeza já assistiu alguma produção do, agora meio falido, estúdio Gonzo.

O Gonzo começou sua jornada de sucesso por volta dos anos 2000 com os animes Vandread e Gate Keepers.  Desse ano em diante virou tradição o estúdio lançar pelo menos um anime a cada nova temporada no Japão, o que contabilizava inúmeras produções ao longo do ano e o mais incrível era que a maioria dessas produções possuía grande qualidade visual e narrativa.

OS DIFERENCIAIS

As marcadas registradas do estúdio e os seus diferenciais na época eram a abordagem mais adulta que suas obras possuíam e a competente mescla entre animação convencional e animação 3D. Também tinham a fama de produzir os animes para TV mais caros já feitos no Japão! Enquanto um episódio normal custa cerca de 150 mil dólares para ser feito, um episódio de anime do estúdio Gonzo chegava a custar 300 mil dólares, algo bem incomum para aquele tempo e até para os dias atuais.

A grande maioria de seus animes tinham 24 episódios, em uma época que ainda era bem comum esse tipo de produção passar de 100 episódios. Atualmente a pouca quantidade de episódios é padrão no mercado e o Gonzo tem sua parcela de culpa nisso.

O SUCESSO E O FRACASSO

O estúdio atingiu seu auge em 2005 quando conseguiu emplacar cinco animes em apenas um ano. E como se isso não bastasse ainda produziu nesse mesmo ano a animação de abertura do popular dorama Densha Otoko e fez as animações “japonizadas” dos sucessos americanos Transformers e G.I. Joe.

Mas assim como conseguiram um grande sucesso em pouco tempo o estúdio também conseguiu se endividar, talvez culpa dos animes caros, talvez por apostar em animes com poucos episódios  (e que acabam gerando menos dinheiro), a verdade é que hoje o estúdio está com uma péssima situação financeira e seu anime mais recente – Nyanpire – foi feito direto para a internet (eles também foram os pioneiros em lançar animes direto no youtube).

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Muitos dos bons estúdios de animes da atualidade foram influenciados pelos trabalhos do Gonzo. E possivelmente se não fosse o estúdio arriscar no inicio dessa última década os animes não teriam tido esse salto de qualidade e de ousadia que vemos nas produções hoje em dia.

É preciso lembrar que foram eles que popularizaram os animes voltados ao público adulto, eles que começaram a lançar produções para a TV com uma estética até então não vista em animações mainstream. Mesmo com altos e baixos o Gonzo conseguiu marcar seu nome na história da animação japonesa.

TOP 5: ANIMES DO ESTÚDIO GONZO

Para finalizar uma lista com 5 animes do estúdio Gonzo que você deveria assistir!

Chrono Crusade


Um dos grandes sucessos do ano de 2003, Chrono Crusade conta a história de Rosette uma garota que decide fazer um pacto com o demônio Chrono para que esse possa ajuda-la a encontrar seu irmão raptado. A parte ruim desse pacto é que toda vez que Chrono precisa usar seus poderes ele suga um pouco da vida de Rossete.

A maneira como a relação de Chrono e Rossete se transforma ao longo dos episódios é belamente executada. O anime consegue fazer quem está assistindo se apegar aos personagens o que resulta em um final simplesmente emocionante, sem dúvida um dos melhores finais de animes já feitos.

 

Samurai 7


É uma releitura do famoso filme do diretor Akira Kurosawa e conta a história de sete espadachins que são contratados por uma pequena vila de plantadores de arroz para protegê-los de um grupo de bandidos que sempre aparecem na época de colheita e roubam a plantação.

Uma obra prima do estúdio, a construção dos personagens, a ambientação, a história e tudo mais que se pode analisar em um anime estão acima da média em Samurai 7. Foi um marco da animação japonesa por integrar de maneira surpreendente a animação 2d e a 3d em uma produção para TV.

 

Trinity Blood


Talvez o anime mais polêmico do estúdio por abordar a Igreja Católica como uma força militar. Conta à história de Abel um padre bobo e atrapalhado, mas que na verdade possui um grande poder e que tenta a todo custo unificar a população da terra dividida entre Methuselahs (algo como um vampiro) e Terrans (humanos normais).

A trilha sonora desse anime é um show a parte e ajuda muito na ambientação sombria que a obra tenta transmitir. Só recomendo para quem for assistir que fique bem atento as terminologias da história, pois são muitas, os nomes são difíceis e são a chave para o entendimento do final.

 

Gankutsuou


Outra bela releitura, dessa vez da famosa obra de Alexandre Dumas. A história se passa no futuro e mostra o envolvente e misterioso Conde de Monte Cristo tentando entrar na sociedade Francesa da época.

É difícil descrever o enredo de Gankutsuou, sem dúvida a obra mais experimental do estúdio, sua história é sensacional e os efeitos visuais utilizados na animação são belíssimos (destaque para a inovação nas texturas).

 

Welcome to the NHK!


Nesse anime somos apresentados a Satou, um hikikomori (termo usado para expressar uma pessoa alienada, que vive preso dentro de sua casa e não gosta do contato com o mundo exterior) desempregado e que tenta se suicidar. Para isso ele cheira uma droga que o faz imaginar que a culpa dele ter a vida miserável que tem é devido à emissora NHK.

Mais um grande sucesso do Gonzo aqui não temos inovações artísticas e nem tecnológicas, mas com certeza temos um anime muito engraçado, bem recebido pela crítica especializada e que merece ser assistido. É o estúdio em uma das suas melhores performances.

Sobre Wagner

Wagner é o manda chuva do Troca Equivalente. Formando em algo sem relação alguma com o universo dos animes e mangás, está sempre por aqui dando seus pitacos. Pelo nome do blog já dá para imaginar qual é o seu mangá/anime favorito.

Os mais jovens talvez nem conheçam, mas quem acompanhava animes […]