JAPANESE KABUKI ROCK? – Miyavi no SWU

Hoje(27/07) Miyavi foi confirmado como uma das atrações para o dia 14 do grandioso festival de música SWU, que já conta com grandes nomes da música ocidental, como Black Eyed Peas, Sonic Youth, Faith No More, Megadeath e Peter Gabriel. A notícia fez Miyavi entrar nos TTs do Brasil hoje, causando uma certa polêmica entre fãs do festival, e êxtase entre fãs do Miyavi. Mas como eu sei que vocês visitando esse blog devem querer é ler alguma coisa sobre o Miyavi(e eu quero escrever sobre ele também), então vamos clicar ali no “Continue Lendo” pra ver a matéria toda.


Miyavi começou sua carreira como guitarrista do Dué Le Quartz, e sendo chamado de Miyabi, mas depois da separação da banda apenas 3 anos depois de sua estréia, Miyabi continuou, com uma carreira solo, e um nome novo: Miyavi. Em pouco tempo, Miyavi lançou seu primeiro álbum “Gagaku“, colocou a música “Ashita, Genki ni Naare” no topo da parada indie da Oricon e conseguiu um contrato com a Universal Music Group.


Depois de mais alguns anos e três álbuns(Miyavizm, MYV Pops e Miyaviuta -Dokusou-), ele foi convidado para a banda S.K.I.N, o curto sonho de muitos fãs de J-rock que não durou mais de um show, onde tocaria com Sugizo, Gackt e Yoshiki. Depois de mais alguns anos, e o álbum “This Iz The Japanese Kabuki Rock” é lançado, e a primeira tour mundial, que incluiu o Brasil, com um ótimo show superando expectativas, devo dizer. Agora com mais um álbum(What’s My Name?) e outra passagem pelo Brasil, volta mais uma vez, pra alegria dos fãs.


Não posso passar batido pelo que mais chama a atenção de cara nele, sua aparência andrógina, meio punk, meio tradicional japonesa e várias vezes simplesmente insana chama muita atenção, porém, o mais interessante, na minha opinião, é a música, como ele consegue passear por vários estilos, misturando rock, hip hop, música tradicional japonesa, punk, bom, uma infinidade de estilos, mas sempre mantendo sua singularidade e mostrando que realmente sabe tocar guitarra, o que deve ser possível ver nos links em negrito nessa matéria. Pra mim, Miyavi é incomparavelmente melhor guitarrista que cantor, mas consegue ser um ótimo artista por conta de seu carisma, o que é bem ressaltado nos seus shows.


O festival SWU ocorre em Paulínia, interior de São Paulo, nos dias 12, 13 e 14 de novembro, custando R$210(preço promocional) a pista para um dia, e R$535,50(preço promocional também) para os 3 dias. Ingressos podem ser encontrados no www.ingressorapido.com.br, e o site oficial do festival é www.swu.com.br

E pra terminar, mais um vídeo do Miyavi, uma das minhas músicas favoritas dele: Kekkonshiki no Uta.

Hoje(27/07) Miyavi foi confirmado como uma das atrações para o […]