No. 6 – Primeiras impressões

Publicado pela Kodansha em Outubro de 2003, No.6 é uma novel de seis volumes escrito pela autora Atsuko Asano. Em março de 2011 ganhou uma adaptação em mangá por Hinoki Kino e agora (Julho de 2011) iniciou a animação feita pela estúdio Bones.

ATENÇÃO, SPOILERS
Num futuro utópico, numa cidade chamada No. 6, Shion é um garoto gênio que se sente reprimido e não consegue se concentrar em relacionamentos e nas aulas. Até que um dia ele encontra um refugiado mal encarado e eles se tornam amigos.
Todos os três personagens apresentados são cheios de clichês, sim, 20 minutos e só três personagens são realmente apresentados. A heroina é apaixonada pelo principal, clichê, num amor não correspondido, clichê, o anti-herói é malvadinho, clichê, o principal é bonzinho, clichê, o amigo não gosta do principal no inicio, clichê, e assim vai por 20 minutos arrastados. E arrastado por que o anime é lento, principalmente durante as cenas de conversas dos personagens, nada de interessante acontece, no cinema americano o filme tem que chamar sua atenção em menos de trinta minutos, esse anime não consegue fazer isso em nenhum momento.

O efeito de ventania no inicio é lindo e só, todo o resto é mediano, a animação caprichada nos movimentos, mas peca nos ângulos da câmera, toda fotografia é de frente, as falas se tornam Speed Racer, uns 10 segundos de tudo parado só mexendo os lábios. O cenário não se destaca, tudo é grande, tudo é amplo, poucos objetos nas paredes e chão, nada de inovação na linguagem visual. Em relação aos outros animes da Bones, no quesito arte fica abaixo da média.

A música da abertura é muito boa, mas a abertura em si é mediana e o encerramento é ruim, tem cenas paradas na metade do tempo, em um anime de 11 episódios podia ter um pouco mais de capricho.

Música durante o episodio é literalmente ausente.

Em nenhum dos pontos o anime é péssimo, em nenhum dos pontos o anime é ótimo. Eu pararia de assistir por que a história não é interessante, mas vou seguir a dica de um amigo, assista pelo menos 5 episódios do anime antes de parar. Estou esperando por melhoras nos próximos episódios.

Publicado pela Kodansha em Outubro de 2003, No.6 é uma […]