Os Artistas que mais venderam no Japão em 2014

BANNER_BLOG

Olá pessoas, como estão?
Final de ano é sempre a época dos rankings, das listas e dos resumos do que aconteceu no ano. A Oricon divulgou o seu ranking anual e você confere ele aqui no Mithril!

Na semana passada, a Oricon, a principal empresa responsável por catalogar as vendas de produtos da industria musical do Japão, liberou um ranking com o total de vendas gerais e em cada categoria coletados durante todo o ano de 2014. O ranking é dividido entre vendas gerais (qual artista vendeu mais contando todas as categorias), vendas de Singles, Álbuns, DVDs de música e Blu-rays de música.

Vendas gerais

Este ranking, como mencionei acima, conta tudo o que o artista vendeu, seja single, álbum ou dvd/blu-ray. O cálculo é feito com base no preço de cada item multiplicado pela quantidade que o artista vendeu cada um. Isso não conta o lucro que a empresa teve com outras formas de divulgação como marketing, comerciais e essas coisas. É apenas a soma total de todos os itens que a Oricon listou durante o ano.

1º Lugar – Arashi:  ¥13.823.000.000 (R$ 307.569.930)

1st---Arashi

2º Lugar – AKB48: ¥13.075.000.000 (R$ 290.926.487)

2nd---AKB48

3º Lugar – Kanjani8: ¥5.862.000.000 (R$ 130.432.969)

3rd---Kanjani8

4º Lugar – Kis-My-Ft2: ¥5.258.000.000 (R$ 116.993.612)

4th---Kis-my-ft2

5º Lugar – Tohoshinki:  ¥3.691.000.000 (R$ 82.126.934)

5th---Tohoshinki

Apesar do AKB48 dominar todos os rankings de venda de álbuns e singles durante todo o ano, a força do Arashi além dos álbuns e dos singles vem de outra fonte: Os DVDs e recentemente os Blu-rays. O AKB48 nunca vendeu muito bem DVDs e Blu-rays pelo fato do grupo não ter uma regularidade para estes lançamentos e eles normalmente custarem um ABSURDO até para o Japão. São boxes gigantescos com horas e horas de material que para um colecionador é um item lindo, mas o preço é tão caro que acaba não valendo a pena.

Já o Arashi continua vendendo DVDs como água sempre mantendo a mesma média todos os anos e agora que a JE começou –finalmente–  a  vender Blu-rays do grupo também, era de se imaginar que eles venderiam ainda mais, conquistando mais uma vez o topo do ranking até porque 1 single custa em média 1.300 ienes, enquanto um DVD custa em média 4.000 ienes. É uma escala de 1:3 então se você vende 1 milhão de singles e 500 mil DVDs, você ainda irá ganhar muito mais vendendo DVDs.

Em terceiro vem mais um grupo da Johnnys, o Kanjani8, que assim como o Arashi é muito forte nas vendas de DVDs e já está inclusive vendendo Blu-rays a bem mais tempo. Em quarto outro Johnny, o Kisumai, que esse ano mesmo eu tendo achado que estavam meio sumidos, vendeu muito bem tudo o que lançou. Em quinto, o Tohoshinki, que apesar de parecer uma surpresa, não é. A carreira japonesa deles foi sempre um sucesso e é até hoje o grupo de maior sucesso dentro do mercado japonês (e que canta em japonês, diga-se) que veio da Coreia.

Singles:

Total de Singles vendidos no acumulado de todo o ano de 2014. Inclui versões regulares e limitadas.

SINGLES_1SINGLES_2SINGLES_3

Veja o resto do ranking aqui

Nos singles, nenhuma surpresa. Todos os singles que o AKB48 lançou em 2015 ficaram com as 5 primeiras colocações, com destaque para “Labrador Retriever” em 1º lugar com 1.786.825 cópias vendidas. Este single consagrou Mayu Watanabe como Center do AKB após o Senbatsu realizado no meio deste ano. O e o lugares ficaram com o Arashi, com dois dos três singles que eles lançaram este ano: “GUTS!”, tema do dorama Yowakutemo Katemasu protagonizado por Ninomiya Kazunari e “Bittersweet”, tema do dorama Shitsuren Chocolatier, protagonizado pelo Matsumoto Jun. Do Top 10 acho que a maior surpresa mesmo foi ter o Nogizaka46 como segundo grupo mais forte de todos os grupos do “filiados” ao AKB. O Nogizaka vem crescendo MUITO nos últimos tempos, ultrapassou o SKE48 e meio que se tornou realmente o grupo que foi criado para ser: Uma variação do AKB48 que não tem relação direta com o mesmo.

Na 9º posição aparece o único grupo de agência não-idol entre TODOS os 25º primeiros colocados da lista: O EXILE TRIBE. O grupo que é uma junção de vários outros grupos relacionados ao EXILE, conseguiu este feito com o single THE REVOLUTION que na sua edição especial vinha com um Photobook. Já o Single New Horizon, ficou com a 37ª posição e vinha com o incrível DVD do BATTLE AUDITION do EXILE, onde foram anunciados os 5 novos membros do grupo. É um Single que vem com um Live completo pra você assistir, pra mim é um dos singles mais legais já lançados nos últimos anos, achei justíssimo ter vendido o tanto que vendeu e por um preço um pouco maior do que os singles costumam custar normalmente. É impressionante como esses três grupos (AKB48, Arashi e EXILE) estão sempre presentes em qualquer coisa relacionada a música e entretenimento japonês atualmente.

Álbuns:

Total de álbuns vendidos no acumulado de todo o ano de 2014. Inclui versões regulares e limitadas.

ALBUNS_1ALBUNS_2ALBUNS_3

Veja o resto do ranking aqui

Já nos álbuns, como era de se esperar, a lista dá uma boa variada. No Topo temos o AKB48 com seu terceiro álbum “Tsugi no Ashiato”, mas em segundo lugar entre o AKB e o Arashi (3º com “THE DIGITALIAN”) há uma mega surpresa, ou melhor: HERE COMES A NEW CHALLENGER!!! A OST de Frozen, filme da Disney que tomou de assalto o coração do mundo inteiro em 2014 e que ganhou até Oscar, ficou com o 2º lugar no ranking de álbuns mais vendidos. Sim, uma trilha sonora!

Quem acompanha o cenário musical e do entretenimento japonês sabe que Frozen no Japão não fez apenas o sucesso que o mesmo teve no resto do mundo, mas sim elevou isso a uma escala absurda! Simplesmente TUDO relacionado a Frozen no Japão foi bem sucedido, o filme esteve em todos os lugares, tudo quanto é campanha, programa, tudo! Não coincidentemente, este ano a May J, que já comentei aqui no blog no post do Kouhaku, fez muito sucesso este ano exatamente por ter cantado a versão japonesa de “Let it Go”, que ficou famosa no mundo pela voz da americana Idina Menzel.

Como falei ali em cima, o Arashi com THE DIGITALIAN, ficou com o 3º lugar e mais uma vez mostra que o grupo está na sua melhor fase, vendendo tudo como água no deserto e se dando muito bem no entretenimento japonês. Na Johnny’s os últimos anos têm sido do Arashi e pelo jeito continuará por mais alguns se eles mantiverem este ritmo frenético de lançamentos.

Namie Amuro aparece em 4º lugar com um álbum que foi muito bem recebido durante o ano, “Ballada”, o seu sexto Greatest Hits, logo em seguida vem o NMB48, Sandaime J Soul Brothers, Fukuyama Masaharu (que sempre vende bem), EXILE TRIBE, Kanjani8 e Kis-My-Ft2 emplacando dois álbuns entre os 11 mais vendidos. Como falei, a lista é bem variada e mistura artistas de diversos estilos (com predominância do J-pop, sempre).

DVDs Musicais

Total de DVDs vendidos no acumulado de todo o ano de 2014. Inclui versões regulares e limitadas.

DVDS_1DVDS_2DVDS_3

Veja o resto do ranking aqui

Se nos álbuns já havia uma varieade grande de artistas, na lista de DVDs de música essa variedade é ainda maior. As quatro primeiras colocações são todas de Johnny’s. O Arafes ’13 do Arashi (um ótimo Live, inclusive) ficou com a primeira posição tendo vendido incríveis 575.566 cópias. Isso para um DVD é MUITA coisa. Em segundo também ficou o Arashi com o DVD do Love Tour 2013. Em seguida vieram o Kanjani8 e o Kis-My-Ft2. Em quinto há a presença do Sandaime J Soul Brothers (que sempre vende bastante, as vezes até mais que o EXILE, como agora), Namie Amuro, Tohoshinki, EXILE, BIGBANG (que apesar de não aparecer muito ultimamente, ainda sim faz um sucesso relativo no Japão) e fechando o Top 10 tem o SEKAI NO OWARI. Percebam que entre todos os 25 primeiros, o AKB48 não aparece em nenhum lugar. O único DVD do AKB que aparece no Ranking está na 40ª posição, exatamente pelo motivo que falei lá no começo do post: Os DVDs e Blu-rays são apenas vendidos em Box e são caríssimos.

Quem me conhece sabe que eu amo assistir Lives japoneses, pois eles são sempre muito bem produzidos e extremamente legais de se assistir, mas a lista não conta só com eles. Na 13ª posição há o DVD de comemoração dos 25 anos do B’z e que conta apenas com PVs, na verdade contém todos os PVs da banda em ordem cronológica, é um item de colecionador muito bom (que inclusive eu sou louco pra ter, hahahaha).

Lembram que eu falei anteriormente que o Tohoshinki é muito forte no Japão? Então, uma das provas disso é que na lista dos 25 DVDs mais vendidos os caras aparecem duas vezes e uma delas, na 11ª posição é com o DVD do Live feito no maior estádio do Japão, o Nissan Stadium. Pra fazer show lá você tem que ser tipo o fodão mesmo, o que mostra que não há como comparar o Tohoshinki com nenhum artista que foi da Coreia para o Japão tentar carreira.

Blu-rays Musicais

Total de Blu-rays vendidos no acumulado de todo o ano de 2014. Inclui versões regulares e limitadas.

BLU-RAYS_FULL_1

A lista de Blu-rays pra mim é uma das mais interessantes de se comentar porque mostra o quanto a indústria e os fãs estão migrando para o raio azul de forma gradual, mas perceptível. Nas duas primeiras colocações, apesar de serem do Arashi igual na lista de DVDs a ordem se inverte. O Love Tour fica em e o Arafes em . Estes dois Blu-rays foram os primeiros lançamentos pela Johnny’s para o Arashi em alta definição e acredito que ano que vem com mais Lives sendo lançados a tendência é que a venda de DVDs diminua e a de Blu-rays aumente. Prova disso são vários artistas que estão nesta lista onde os Blu-ray já vendem mais do que os DVDs: O B’z, as Perfume, o Kinki Kids e até o Momoiro Clover Z que nem aparece na outra lista e aqui aparecem com dois Blu-rays.

Desde 2010 quando houve um aumento significativo de artistas que começaram a lançar Blu-rays no Japão, aos poucos as vendas das duas mídias visuais vão se aproximando cada vez mais. A Mizuki Nana por exemplo, não está aqui, mas como eu a acompanho, sei que as vendas de Blu-ray já são superiores a de DVDs. Isso é uma tendência. Os fãs começam a se acostumar, se atualizar e querer ver cada vez mais seus ídolos na melhor qualidade possível. Dependendo do artista o preço do Blu-ray ainda é maior que o do DVD, mas outros (como a Nana) o preço é igual, o que faz com que o fã realmente escolha o que quer levar de acordo com a sua necessidade. Como será que esta lista estará ano que vem?

E é isso pessoal! Um post que inicialmente era só uma notícia sobre o ranking da Oricon, acabou se tornando um apanhado geral de tudo o que foi lançado em 2014 comentado aqui no Mithril. Posso consider este como o post de final de ano do blog, ano este que muitas coisas aconteceram na música japonesa e por meio deste post consegui comentar boa parte delas. Mas o ano ainda não acabou! Nos próximos dias ainda haverá um último post no blog, o post com a ordem das músicas que cada artista irá cantar no Kouhaku. Fiquem de olho e tenham todos um Feliz Natal! 😀

Fontes: Oricon Style e Arama Japan

Sobre Leo-Kusanagi

Apaixonado por cultura japonesa desde criança, começou a escrever sobre japonices em 2008, no Mithril e de lá pra cá cobriu diversas transformações da música japonesa ao longo dos anos. Viciado em games, doramas, animes, filmes e design, tem como objetivo informar e disseminar a cultura japonesa na internet.

Olá pessoas, como estão? Final de ano é sempre a […]

3 thoughts on “Os Artistas que mais venderam no Japão em 2014”

  1. Adorei o post! É sempre bom acompanhar as vendas totais e por segmento no mundo da música. Tô ansiosa pelos lançamentos do ano que vem. Espero conseguir comprar o BD do Love ano que vem, além dos que virão em 2015: Arashi Blast e The Digitalian. Continue postando com esse entusiasmo e maciez <3

Deixe uma resposta