O Twitter e os Fóruns de Discussão

Segura o QB

Olá pessoas, como estão?
Primeiro post pós mudança no Mithril. e ele não será sobre a Mizuki Nana, LOL. Hoje irei comentar um pouco sobre um fenômeno da “rede mundial de computadores” que vem transformando a maneira como o fandom interage sobre algum assunto específico. O Twitter e a fórmula de ser direto em comentar algo com apenas 140 caracteres. Aí eu te pergunto, qual foi a última vez que você entrou em um fórum para comentar sobre algo?

Se você quer comentar algo rapidamente usa as redes sociais, caso queira desenvolver algo mais detalhado, há os “tumblogs” (Aqueles tumblrs de resenhas e textos como o DidCart viu) e as opções clássicas como blogs no WordPress ou Blogger. Os fóruns de anime entram aonde nisso? Vejo eles como uma opção pouco utilizada ultimamente e que teoricamente perderam muito do seu valor.

Comentar sobre um assunto de seu interesse se tornou muito mais fácil com o Twitter, afinal é um espaço onde você pode comentar rapidamente com seus seguidores sobre algo que você assistiu. Percebam que eu não estou levando em consideração tweets que falem sobre outros assuntos, me direcionando especificamente a tweets que giram em torno de um fandom, seja ele qual for.

Outro dia eu estava comentando com um amigo sobre Community e ele disse algo muito interessante: “Sinto falta de algum lugar para comentar os episódios da série. Dá pra comentar no Twitter e no Facebook, mas não é a mesma coisa”. E ai você pensa: O que os fóruns têm que o Twitter principalmente não tem? Tópicos específicos sobre determinado assunto. Em um fórum você pode ter criado um tópico para falar sobre uma série em 2009 e por ser um lugar exclusivo daquele assunto, alguém que assista esta mesma série em 2012 (se seguir as regras e não postar em lugar errado, LOL) irá naquele mesmo tópico comentar.

Acredito que a rapidez com que as coisas saem hoje em dia e a vontade por conhecimento e cultura cada vez maiores, acabaram fazendo com que comentar sobre algo na hora que ele sai seja quase necessário, principalmente se você não quer levar spoiler. Com Game of Thrones era basicamente assim, tanto que a HBO Brasil exibiu a série junto dos EUA para não perder audiência. Mas onde isso entra no assunto do post? Ele entra no momento em que você não precisa mais ter um lugar como um fórum para comentar sendo que no Twitter já estão todos comentando.

Essa rapidez da qual eu falei também gerou outro fenômeno, principalmente no fandom de cultura japonesa, o de estar tão imerso no que sai atualmente e acabar esquecendo ou não tendo tempo de assistir clássicos ou séries menores. Descobrir coisas novas e que por falta de informação na época ou até mesmo de interesse, você não assistiu. É certeza, se você for no twitter, pouquíssimas pessoas estarão comentando sobre animes antigos ou doramas antigos. É partindo deste princípio que acho válido iniciativas como a “Corrente de Reviews” onde as pessoas recomendam séries não por elas serem mais atuais ou mais bem feitas que outras, mas sim pelo simples fato de recomendar um anime para alguém, sem se importar se a série é de 1994 ou de 2012. Isso é basicamente o que os fóruns faziam e hoje é cada vez mais difícil de se ver tanto em blogs quanto em redes sociais.

Obviamente não estou falando: “MELDELS, OS FÓRUNS ACABARAM, É O FIM DA ‘ANTIGA’ INTERNET” porque vamos combinar que o 4chan e o reddit são sites que tem em seu DNA a fórmula de sucesso que os fóruns tinham antigamente. O 4chan é daquele jeito desde que a internet é internet e o reddit é um site que soube aproveitar o dinamismo da web atual e usar isso a seu favor com a ajuda de seus usuários transformando o site em um grande Bar do Moe para conversar sobre tudo. O Orkut mesmo era um grande fórum de discussão, com suas comunidades especificas e tópicos que entre brincadeiras e zoação, tinham um lugar determinado para conversar sobre tal assunto. Hoje em dia o Orkut capenga com resquícios de sua era de ouro no Brasil e quem estava lá foi para o Facebook ou para o Twitter, seja pelo fator social quanto pelo fator opinativo. Adaptação e inovação. É essa a fórmula e algo que o Orkut não soube aproveitar e onde os fóruns de discussão tradicionais perdem terreno para as redes sociais atualmente. Ainda há grandes fóruns de discussão na internet, no Brasil inclusive, mas vejo que o twitter e outras redes mais “rápidas” pegaram boa parte da fatia de usuários que tais lugares possuíam, principalmente mais uma vez, relacionados a cultura japonesa. Fóruns específicos para jogos ou empresas (como os da Blizzard) são restritos demais em um assunto (no caso jogos especificos) para serem mencionados aqui.

Isso era algo que eu vinha notando com bastante frequência e senti vontade de dar a minha opinião sobre o mesmo. Vejo que quanto mais coisas saírem, mais assunto teremos para falar e a vontade de comentar o mais rápido possível continuará sendo necessária.

Sobre Leo-Kusanagi

Apaixonado por cultura japonesa desde criança, começou a escrever sobre japonices em 2008, no Mithril e de lá pra cá cobriu diversas transformações da música japonesa ao longo dos anos. Viciado em games, doramas, animes, filmes e design, tem como objetivo informar e disseminar a cultura japonesa na internet.

Olá pessoas, como estão? Primeiro post pós mudança no Mithril. […]

6 thoughts on “O Twitter e os Fóruns de Discussão”

  1. Bem,Léo, eu não entrava muito em fóruns de discussão (como te falei, só no falecido Fórum Jovem Nerd,porque era legal conversar com pessoas que não eram mal educadas… ainda lembro do fórum da Henshin – muita confusão e gente sem modos >_>).Eu acho que falta um espaço assim. Tá,eu sei que tem o do Subete Animes. Mas,só ele para o fandom brasileiro não dá.

    Outra que o Twitter tem dinamismo. Você digita uma coisa,e quase que imediatamente recebe uma resposta. É prático. Isso,sem falar (claro) em alguns posts que viram lugar de discussão. Por isso é legal quando alguém publica sobre um assunto interessante,porque sempre terá alguém querendo dar um pitaco.

    Agora sobre os animês antigos..O assunto entra em vigor se você puxá-lo no Twitter.Gera uma flamezinha e pronto.

  2. bem, eu tbm ñ usei muitos foruns de discussão, o único q cheguei a participar foi o do Hunter Brasil, mas nãoa chei pratico. Uma alternativa, que fica no meio do antigo e do novo são os grupos do Facebook, onde a discussão se da de forma rápida e diversa e, apesar da confusão inicial, logo se é acostumado. o lance é q em qualquer grupo de discussão um máximo se atinge pra que todas as opiniões sejam ouvidas e aja movimentação, que seriam cerca de 50 pessoas ativas. até em foruns acho q mais q isso já traria caos…

  3. Eu modero no fórum do Subete Animes, e frequento o fórum outerspace.

    Também tweeto aqui e ali.

    O problema com o twitter é que os comentários se perdem com o tempo.

    Por mais que tenha hashtag e tal.
    Tem formas de buscar tweets antigos, mas ainda está muito limitado(e demora também, não é prático).

    Além disso, é difícil encontrar pessoas pra falar de certos animes. Não é fácil encontrar pessoas assistindo Jinrui, por exemplo, quando todo mundo tá assistindo SAO.

    Aí eu vou no MAL, ou no animesuki e lá tem pessoas reunidas discutindo cada série(em inglês). E compartilho a discussão no subete.

    Inclusive até animes como Sengoku Collection, que ninguém assiste(eu assisto poxa hehe). No MAL e no animesuki tem alguma dúzia de pessoas que assistem, mas já é algo maior que zero. No twitter provavelmente eu não encontraria.

    Aliás, quando Oreimo estava em exibição eu comentava ele sozinho no twitter, era muito triste ^^

    Enfim, acho que dá pra aproveitar os dois, basta a pessoa ter disposição.

    Abraços.

    1. Outra coisa que esqueci de comentar, mas também importante.

      No twitter não tem regras, logo as pessoas não tão nem aí em em sacanear as outras até se satisfazerem.

      É algo que acontece na área de comentários de vários blogs também.

  4. Podem falar o que quiser, que o Orkut morreu e tal, mas ainda frequento e muito as comunidades de animes/mangás e coisas do gênero.

    Os fóruns do Orkut melhoraram muito. E quando quero saber, receber sugestões ou recomendações, e até discutir com a galera determinado anime, é lá que entro.

    O face pra mim nem rola, é só tirinhas. Ainda não encontrei nada de útil naquilo e Twitter, nem tenho e nem faço questão de ter.

Deixe uma resposta