J-Drama Review #1 – Nodame Cantabile Live Action


Nodame Cantabile Live Action
Diretores: Takeuchi Hideki, Kawamura Yasuhiro
Nº de episódios: 11 + 2 especiais
Produção: Fuji TV
Ano: 2006 e 2008

Iniciando mais uma review, desta vez irei falar sobre o Dorama de Nodame Cantabile. Produzido em 2006 pela Fuji TV, o Live Action é uma adaptação do mangá homônimo de Tomoko Ninomiya em publicação desde 2001 tendo atualmente 20 volumes ainda em andamento. Este Live Action ganhou diversos prêmios. No 51st Television Drama Academy Awards ganhou os prêmios de Melhor Drama, Melhor Atriz, Melhor Diretor, Melhor Arranjo Músical e Melhor Abertura. Já no 2nd Seoul Drama Awards a série ganhou prêmios como Melhor Minissérie, Melhor Diretor e Melhor Música.
O Live de Nodame Cantabile foi o primeiro Dorama que eu realmente assisti todo e não poderia ter começado com uma série melhor. Já havia visto comentários muito bons sobre o Live e pelo fato de ser fã do anime, decidi baixar o dorama (inicialmente) apenas por curiosidade.

O live começa muito bem, mostrando a infância do Chiaki na Europa e o início da sua admiração por regência de orquestras. Ao voltar ao Japão, ainda pequeno, ele acaba presenciando um pouso forçado e após isso acaba desenvolvendo fobia de aviões. Tendo esse medo fazendo parte de sua vida, Chiaki começa a se perguntar o que ele estava fazendo no Japão, tendo a Europa com objetivo principal. Estudando piano em uma escola de música japonesa, Chiaki acaba conhecendo Nodame, que além de ser sua kouhai é vizinha de seu apartamento. A partir daí, Chiaki começa a descobrir que o Japão não era um lugar tão entediante como ele pensava que fosse.

A qualidade do Live é extremamente boa, com ângulos de câmera muito bem definitidos e um enredo que segue fielmente a história original. Os personagens são um show à parte, Juri Ueno como Nodame e Hiroshi Tamaki como Chiaki fazem uma dupla perfeita, com atuações extremamente competentes e engraçadas. Aliás, devo destacar que a Juri Ueno conseguiu fazer uma Nodame exatamente como deveria ser. A atriz conseguiu transmitir a essência da Nodame, mantendo o seu estilo atrapalhado, o seu sotaque e a personalidade marcante que a personagem tem. Ficou simplesmente perfeita e vale muito a pena ver ela em cena, é garantia de uma atuação ótima. E não são apenas os dois personagens principais. Todos os personagens secundários tem atuações boas. É incrível como Takeuchi Hideki conseguiu manter a personalidade de cada um.
A trilha sonora da série é sensacional. Tendo como carro chefe da história a música clássica, foi feito um trabalho excelente com todos os arranjos. É bom demais ouvir as músicas, seja pelas orquestras ou no piano, definitivamente as músicas do Live são coisas que deixam Nodame Cantabile ainda melhor. Todas as músicas do anime foram executadas por membros selecionados do elenco que tiveram suporte profissional da Orquestra Sinfônica Metropolitana de Tóquio.
Não tenho outra nota a não ser 10 para o Live, recomendadissimo para quem gosta de Nodame Cantabile e gosta de ótimas atuações com uma produção extremamente competente.

Sobre Leo-Kusanagi

Apaixonado por cultura japonesa desde criança, começou a escrever sobre japonices em 2008, no Mithril e de lá pra cá cobriu diversas transformações da música japonesa ao longo dos anos. Viciado em games, doramas, animes, filmes e design, tem como objetivo informar e disseminar a cultura japonesa na internet.

Nodame Cantabile Live ActionDiretores: Takeuchi Hideki, Kawamura YasuhiroNº de episódios: […]

One thought on “J-Drama Review #1 – Nodame Cantabile Live Action”

  1. Realmente, muito bom. Esse foi o primeiro Live Action que assisti, e que bom que comecei com uma grata adaptação. Sinceramente, transmitiu muita realidade, me envolveu bastante, os protagonistas foram excepcionais…Não vou continuar com os elogios ou não acabarei este comentário. =P. É como você disse, recomendadíssimo!

Deixe uma resposta