O Eterno Halloween de Soul Eater

Suba na nossa garupa, pois o Gyabbo! está prestes a dar uma volta pelo universo de Soul Eater, onde todo dia é Halloween!

O Halloween é aquela época do ano onde entram em cena todo e qualquer tipo de monstros, criaturas sobrenaturais e todo o resto, mas será que tudo isso remonta ao verdadeiro significado da data? Antes de falarmos sobre Soul Eater, como o título deste artigo sugere, vamos voltar um pouco no tempo para saber o porquê do Halloween ser tão presente na cultura atual e entender sua ligação com os próprios animes.

A origem dessa data tradicional é bem mais antiga do que se pensa e ela remonta uma antiga celebração celta chamada Samhain que tinha como objetivo dar culto aos mortos e à deusa YuuByeol. Com a invasão das Ilhas Britânicas pelos romanos em 46 A.C., a cultura celta foi ficando mais frágil e se mesclando à latina, ainda celebrando uma série de festejos às almas dos mortos que duravam uma semana, a chamada “Festa dos Mortos”.

A Festa dos Mortos era uma das datas mais importantes naquela época. Para os celtas, o lugar onde as almas iam após a morte era um lugar de felicidade perfeita onde não haveria fome e nem dor. Os sacerdotes druidas atuavam como médiuns entre as pessoas e seus antepassados e dizia-se que nesta data, os espíritos dos mortos retornavam à Terra para visitar seus antigos lares e guiarem seus familiares rumo ao outro mundo. À partir do século VII, a igreja católica começou a festejar o Dia de Todos os Santos, dedicando um templo a todos eles e baseando-se na antiga celebração celta. Essa data passou a ser chamada de “All Hallow’s Eve” (Vigília de Todos os Santos) e mais tarde, numa forma mais fácil de pronúncia e mais universal, “Halloween”.

Soul Eater 2Com o passar do tempo e a popularização da data que comemorava o dia dos mortos, ela foi ficando cada vez mais sombria aos olhos das pessoas que foram adicionando novos elementos e novas tradições. Bailes à fantasia onde as pessoas se “transformavam” em criaturas, monstros e todo que é tipo de espírito morto, de preferência maligno, já que na cultura popular, os mortos representam algo mais negativo do que positivo (o que não era o caso dos celtas). Outro costume adicionado mais tarde foi o “souling” (de “soul”, “alma” em inglês) onde as crianças eram levadas de porta em porta pedindo por um bolo que chamavam de “bolo das almas”, e, em troca, elas faziam orações pelos familiares falecidos de quem lhes dava o doce. Mais recentemente, esse costume foi alterado pelo famoso “gostosuras ou travessuras” onde as crianças pedem doces e aprontam travessuras com quem não dá para elas.

Como vemos, ao longo dos séculos muitas tradições de culturas diferentes foram adicionadas ao Halloween, ficando muito distante do verdadeiro festejo celta que o originou. Voltando nossa atenção ao Soul Eater, toda essa cultura tradicional está adicionada em cada canto da história. O manga de Atsushi Okubo conta a história de uma escola chamada Shibusen (“Amaan” na versão brasileira), criada para eliminar ovos de kishin – almas humanas corrompidas – e também bruxas – criaturas mágicas muito poderosas e perversas. Os encarregados de eliminar esses seres são os artesãos que possuem uma arma como parceira. Juntos, artesão e arma, devem devorar 99 ovos de kishin e a alma de uma bruxa para se tornarem as novas foices do deus da morte.

Soul Eater 3A principal figura que nos remete ao Halloween nesse contexto com certeza é a da bruxa. As bruxas tem papéis muito importantes, sendo uma delas a de principal vilã, usando de suas artimanhas mágicas para conseguir o que quer. Outras figuras monstruosas, típicas daquelas que vemos em festas a fantasia, também estão presentes aqui como o frankenstein, Doktor Stein, o professor zumbi Sid Barett, a gata negra Blair e a sua fantasia perfeita de bruxa com sua magia de abóboras explosivas. Aranhas, cobras, muita magia, sangue negro e vários outros elementos sombrios, sem falar nos mantras de magia que podem ser facilmente ligados aos antigos mantras proferidos pelos médiuns druidas na Festa dos Mortos e até mesmo o divertido Excalibur que traz o clima celta e britânico diretamente da lenda arturiana.

Mesmo sendo tão óbvio para quem conhece as origens dessa data tão mesclada de diversas culturas, para a grande maioria das pessoas a principal ligação desta data com a história de Soul Eater é um mistério. Ela se resume a um conceito simples que o Halloween traz de suas origens e que a própria obra também tem como base: O culto às almas. Como vimos anteriormente, o principal objetivo dessa celebração nas civilizações celtas era rezar para as almas e cultuá-las para que estejam sempre na perfeição de seu descanso eterno. O principal conceito de Soul Eater é trabalhar a paz de espírito das almas e não deixá-las sucumbir à loucura. Sempre devorando almas malignas e as direcionando para motivos nobres.

Soul Eater 4Soul Eater tem esse conceito profundo, desmistificando o que é a alma e como ela funciona. E será mesmo coincidência ele ter esse clima sombrio, mera escolha estética do autor? Até mesmo o pequeno e singelo Excalibur tem sua parcela de referência celta. Já reparou como todos os personagens possuem visuais extravagantes demais, parecendo assim, estarem sempre fantasiados? E pode ser um pouco presunçoso da minha parte, mas o termo “Gostosuras ou Travessuras” talvez esteja referenciando as principais duplas de artesão/arma. Se considerarmos que “gostosura” é algo muito bom e essencial, e o “travessura” é algo travesso e desobediente, Soul seria o “travessuras” da Maka. Black Star seria o “travessuras” de Tsubaki e as gêmeas Thompson seriam as “travessuras” de Death, the Kid.

Tudo bem, talvez essa tenha sido demais, mas essa semana é Halloween e não dá pra pensar em outra obra que tenha essa data mais difundida em suas estranhas do que Soul Eater. Tudo nos leva a crer que Atsushi Okubo é um fã dessa comemoração e a sua concepção de alma é bem mais complexa do que imaginamos. E com aquela lua de papel olhando e sorrindo para nós em perfeita ressonância de almas, tudo o que posso dizer é que não importa se o clima é cômico ou sombrio, Soul Eater é sim um eterno Halloween!

Suba na nossa garupa, pois o Gyabbo! está prestes a […]