Drug-On – NewPOP Editora – Vol. 1

E se você pudesse ter qualquer desejo realizado, se arriscaria numa viagem sem volta? Venha desvendar o segredo da “Boca do Dragão” com a nova aposta da NewPOP Editora: Drug-On!

Aviso-de-manga-cedido

Mais uma das apostas ousadas da Editora NewPop está quase sendo finalizada aqui no Brasil e por pouco não passa despercebida por suas capas não muito atraentes, mas o Gyabbo! está aqui exatamente para não deixar isso acontecer! O mangá Drug-On da autora Misaki Saito já está finalizado em cinco volumes e foi serializado entre 2006 e 2008 na revista Comic Birz da Editora Gentosha e por mais que o traço indique uma primeira impressão, calma lá… Não é por aí, não…

A história nos conta uma lenda urbana sobre uma ilha chamada “Boca do Dragão” que antigamente abrigava uma mina, mas que atualmente é composta apenas por ruínas. A lenda conta que nesta ilha existe uma fonte capaz de realizar qualquer desejo e muitas pessoas movidas pela ambição, ou mesmo curiosidade, tentam ir até essa ilha para comprovar, mas nunca voltam. A fonte só daria esse poder para os escolhidos por ela, e quem não fosse escolhido, seria vítima de uma estranha mutação que transformaria o ser humano em monstro. Pois bem, três jovens descobrem que essa lenda é real e que além disso, existe um grupo de pessoas conhecidos como “takers” que são os responsáveis por caçar essas mutações e também impedir que mais pessoas entrem na ilha. Será que eles vão conseguir chegar até lá?

NewPOP_Drugon1

A primeira olhada, Drug-On faz jus àquela antiga máxima “não julgue um livro pela capa”. Todas as capas do título dão uma impressão de algum drama monótono com pitadas de romance trágico ou algo do mesmo naipe. Daí então você abre em uma página aleatória e dá de cara com uma estudante magrela com seis braços tocando um piano maleficamente e na outra um rapaz com um buraco no estômago. Simples assim. Talvez por isso o mangá não tenha sido muito falado por aí, exatamente por passar despercebido pelas suas capas  com traço delicados, quando na verdade é um título mais maduro e sombrio.

O início da história cria toda uma atmosfera para deixar o leitor curioso sobre o que existe naquela ilha e os três curiosos estudantes apresentados vão ficando cada vez mais perto de descobrir o segredo ao longo das páginas. Porém, existe uma quebra de expectativa quando eles finalmente chegam no tal lugar. Neste lugar dois “takers” aparecem andando livremente e mesmo sendo homem e mulher, ambos possuem aparências muito semelhantes e, aliado a isto, outros mutantes aparecem de uma hora para outra e lutam entre sim, deixando não só os três estudantes confusos, mas também o próprio leitor. O ritmo de narrativa da autora é um pouco atrapalhado e mesmo seu traço passa uma sensação de ser algo bastante amador em muitos momentos, com anatomias incorretas, rostos tortos e linhas inacabadas – O desenho só é caprichado nas cenas mais impactantes de página dupla ou página inteira, mas no geral deixa bastante a desejar.

Drug-On 3

Mais tarde somos apresentados ao suposto vilão da série, um homem conhecido como Conde que de alguma forma consegue comercializar doses da misteriosa água da fonte como uma nova droga popular entre os jovens. O modo como ele consegue essa água e a ligação dele com a ilha são questões que ficam no ar enquanto vemos lutas frenéticas entre os “takers”, o conde e os mutantes. Apesar de todos os mistérios abertos, o volume termina num ponto que não deixa um gancho interessante e instigante para o próximo volume.

Não é de hoje que a NewPOP nos traz coisas diferentes e alternativas e realmente algumas delas são muito interessantes. Drug-On fica nesse meio termo, entre o mistério gostoso de ser descoberto e a sensação de leite morno passando pela garganta. Algumas histórias tendem a melhorar conforme a série anda, mas com uma capa que te chama pra uma expectativa de história e páginas sangrentas que te jogam pra outro lado totalmente oposto, Drug-On tinha que ter feito mais para convencer os leitores. Mesmo não sendo uma história ruim, é apenas algo mediano.

Drug-On 4

O que não é mediano, sem dúvidas, é a edição brasileira da editora. O padrão mantido por eles tem sido de alto nível em todo e qualquer título publicado, fazendo inveja às grandes. Ao passar as páginas, aquele cheiro de mangá bem trabalhado que todo bom leitor gosta, mostra claramente a preocupação da editora em passar uma ótima experiência de leitura, com capa cartonada firme, páginas em papel off-set com uma cola que não solta nem para aqueles benditos que tem costume de abrir os mangás em 180 graus. E neste primeiro, em especial, tem até uma “gracinha” na primeira página que é colorida!

Mais uma vez a NewPOP entregando um material muito bom com preço acessível. Mesmo que a história em si não chame tanta atenção, a curiosidade é maior para saber como os segredos da ilha vão se revelar. Como são apenas cinco volumes vale a pena ir em frente e comprar sem olhar para as capas fofas, que são lindas, mas que nada tem a ver com a história.

Mas e aí, você se arriscaria a entrar nessa ilha, mesmo sendo uma viagem sem volta?

Drug-On 5

Drug-On– Volume 1  (Série em 5 edições – Mensal)
Autora: Misaki Saito
Editora: New Pop
Especificações: 12,7 x 18,9 cm – 216 páginas – Off-set 90g – Capa Cartonada
Valor: R$ 14,00

E se você pudesse ter qualquer desejo realizado, se arriscaria […]