Junjou Romantica 3 – Primeiras impressões

Junjou Romantica é para quem não tem medo de ser feliz!

Junjou Romantica é um manga de autoria de Shungiku Nakamura, que está sendo publicado desde 2002. Foi adaptado para anime pelo Studio Deen, com duas temporadas exibidas em 2008 e a terceira que teve início agora em 2015. Extremamente popular, foi o primeiro título yaoi a entrar para a lista dos mais vendidos do New York Times e as vendas de DVDs alcançaram o quarto lugar entre os animes lançados em 2008, atrás de Gundam 00, Macross Frontier e Aria the Origination.

A história gira principalmente em torno dos altos e baixos do curioso relacionamento entre o estudante universitário Misaki Takahashi e o famoso escritor Akihiko Usami. Além dos dois, há mais três casais cujas histórias também são acompanhadas e têm, cada qual o seu codinome: Junjou Egoist, Junjou Terrorist e Junjou Mistake. São todos bem interessantes, mas este é um post de primeiras impressões, então vamos nos concentrar apenas no primeiro episódio, estrelado pelo casal principal.

Três casais "Junjou", da esquerda para a direita: Egoist, Romantica e Terrorist

Três casais “Junjou”, da esquerda para a direita: Egoist, Romantica e Terrorist

Shungiku Nakamura decididamente não tem medo de ser feliz, nem de ser sentimental, e muito menos de ser ridiculamente romântica. Isto, provavelmente, é a razão do seu sucesso. Desde o seu logotipo cor-de-rosa com corações, flores e bichinhos fofos, passando pela música alegre e os personagens em poses tipicamente shoujo, Junjou Romantica anuncia em alto e bom som que será uma comédia romântica yaoi estilo Sessão da Tarde, entregando com eficiência o que promete.

O episódio começa com Misaki se dando conta de que falta pouco para terminar a faculdade e logo terá que, definitivamente, entrar para o mundo dos adultos. Começam a surgir dúvidas e questionamentos: ele terá coragem de assumir o seu relacionamento com Akihiko diante da família? Ele realmente quer isso? Será que conseguirá se realizar como profissional e seguir seus próprios sonhos mesmo vivendo na sombra de Akihiko?

Aqui temos um indício promissor de que o romance será fundamentado no desenvolvimento dos personagens. Claro, com certeza não será nada profundo nem complexo, e sim algo mais simplificado, que se encaixe no estilo leve e despretensioso da série. Também é um ponto interessante que Misaki tenha receio da reação do seu irmão mais velho caso este fique sabendo de seu relacionamento com outro homem. Como estamos falando de comédia romântica, é bem provável que Misaki acabe com cara de bobo enquanto o irmão lhe dá os parabéns e pergunta quando será o casamento, mas só o fato de ter tocado na questão já dá um quê a mais ao personagem.  De resto, o surgimento de possíveis rivais tanto para Misaki quanto para Akihiko prometem conflitos nos próximos episódios, o que dá um gancho bem clássico para prender o interesse dos espectadores.

Misaki,  Akihiko e os ursos...

Misaki, Akihiko e os ursos…

A animação não é das melhores, mas também o tipo de história não exige muito, não há cenas de luta nem de movimentação complexa. A parte técnica meia-boca até acaba tornando os momentos cômicos ainda mais engraçados – aliás, a comédia é bem visual, com muitas caretas impagáveis. O design dos personagens se aproxima bem do manga, embora perca um pouco do charme do traço meio geométrico e ao mesmo tempo fluido de Shungiku Nakamura. Para compensar, a dublagem é muito competente, com destaque para Takahiro Sakurai, que faz o papel de Misaki e tem no seu currículo trabalhos excelentes como o Miyuki de Daiya no A e o Yuuri de Kyou Kara Maoh.

Concluindo, a terceira temporada de Junjou Romantica começou bem. Quem não viu as duas primeiras temporadas vai acompanhar este primeiro episódio sem problemas e quem acompanha a série desde o começo não vai se decepcionar. Se você está procurando uma comédia romântica leve, um yaoi suave, sem nada muito explícito, este é o anime certo.

Sobre liviasuguihara

Instrutora de inglês, "arteira", amante de animes e mangás. Você também me encontra no Twitter (@lks46), no Deviantart (https://liviaks.deviantart.com/), e no Instagram (liviasuguihara).

Junjou Romantica é para quem não tem medo de ser […]

9 thoughts on “Junjou Romantica 3 – Primeiras impressões”

  1. Acho que, por ser executado desse jeito todo shoujo, cor de rosa e recheado de drama (dos “ukes”, principalmente), acaba tornando-se uma obra boa para quem não é tão exigente para gostar de um yaoi.
    Como foi o meu primeiro contato com o mundo gay nos animus, tenho um carinho especial por Junjou Romantica e fico até grato por não focar tanto no agarra-agarra, mas mais no crescimento do relacionamento dos personagens. Claro, há obras melhores que Junjou, mas ele é um clássico tipo de yaoi, que não é inocente demais para ser classificado como shounen-ai, nem hardcore para ser um lemon.
    Em relação à terceira temporada, espero que continue com essa problematização do Misaki em reconhecer oficialmente seu relacionamento, mais do que real, com o Usagi-san ao seu irmão mais velho. Espero que os outros casais sejam mais explorados também (Junjou Egoist sendo o mais esquecido dos três </3). Bom, agora é só esperar para ver no que tudo isso dará.

  2. O anime de junjou é muito engraçado! Adoro assistir, mas não leria o mangá pq o traço não é dos melhores e não curto esses ukes tsunderes kkkkkkkkkkkk
    Mas é um ótimo anime pra dar umas risadas e relaxar *-*

    1. Pois é, Corujita, ukes tsunderes podem ser irritantes às vezes, por isso destaquei o trabalho do dublador do Misaki, ele deixa o personagem muito mais engraçado XD

      Junjou é o tipo de anime que assisto quando estou meio deprê, melhora a minha disposição rapidinho, rsrsrs…

      1. Verdade, ele é muito cômico mesmo! Junto com aquelas caretas engraçadas, fica ótimo! Kkkkkkkkk
        É o mesmo comigo, melhora meu humor topado *-*

  3. Alguem sabe se vay ter a quarta temporada do junjon romantico ?? Amo o misaki sao lindos os dois . Eu qro saber se vay ter a 4 temporada alguem sabe ????

Deixe sua opinião