O simbolismo do coelho nos animes e no Japão

coelhos

Para nós, coelho é símbolo da Páscoa. E para os japoneses?

Quando a Páscoa se aproxima, não tem como escapar. Em supermercados e lojas, coelhos de chocolate, de pelúcia e de papel enchem prateleiras e vitrines. Quando crianças, todos nós já cantamos a musiquinha do Coelho da Páscoa e desenhamos ou fizemos coelhos de papel na escola.

E no Japão, tem Coelho da Páscoa?

O Japão não comemora a Páscoa, mas tem seus próprios mitos e lendas envolvendo esse animal felpudo e fofinho. A lenda mais famosa é a que diz que há na lua um coelho batendo arroz para fazer mochi. Essa história tem origem em um conto budista onde um velho que mendigava por comida encontrou um macaco, uma lontra, um chacal e um coelho. Os três primeiros animais usaram de suas habilidades para coletar ou caçar alguma coisa para o velho comer, mas o coelho não conseguiu nada então ofereceu sua própria carne. Em homenagem a esse ato de generosidade, o mendigo, que era um deus disfarçado, desenhou um coelho na face da lua. Não é por acaso que a protagonista de Sailor Moon (Moon = lua em inglês) se chama Usagi Tsukino (usagi = coelho, tsuki = lua, ou seja “coelho da lua”).

usagi

Usagi Tsukino significa “coelho da lua”

Mais um personagem bem óbvio é Barnaby Brooks Jr, o “Bunny” (coelho em inglês) do anime Tiger and Bunny. O uniforme dele tem duas peças no capacete que parecem as orelhas do bichinho, e além disso, os pontos fortes do estilo de luta do Barnaby são os saltos e chutes, assim como os coelhos. Alguns aspectos de sua personalidade como o jeito reservado, o gosto pela tranquilidade e a forma como reage quando é pressionado até o limite também lembram um pouco esse animal.

O coelho também é um dos doze animais do horóscopo oriental. O último ano do Coelho foi 2011 e o próximo será 2023. Dizem que o ano regido por esse animal costuma ser calmo e próspero. Em Fruits Basket, o personagem Momiji Souma é o próprio signo do Coelho. Enquanto o Barnaby retrata o lado mais reservado e arredio, o Momiji encarna o lado mais amável e doce do bichinho.

bunny and momiji

Não parece, mas o Bunny de Tiger and Bunny tem muito de coelho além do apelido. E o Momiji de Fruits Basket é um coelho, literalmente…

O coelho também marca presença em algumas tradições e costumes muito apreciados no Japão. No outono há o Tsukimi, festival para apreciação da lua de outono, que neste ano de 2015 ocorrerá no dia 27 de setembro. Essa tradição remonta à era Heian (ano 794 a 1192) e está relacionada ao período de colheita nas plantações. Quem mora na zona rural comemora fazendo uma espécie de piquenique noturno, seja no quintal de casa ou em algum terreno aberto, onde se possa enxergar a lua. Nas cidades, as pessoas se reunem em templos e santuários. O Tsukimi é comemorado saboreando quitutes como mochis em forma de coelho, já que se trata de um festival relacionado à lua.

No inverno, enquanto os ocidentais do hemisfério norte fazem aqueles bonecos de neve que costumamos ver nos cartões de natal, os japoneses preferem fazer coelhos de neve, como aqueles que aparecem nos animes Natsume Yuujinchou e Tonari no Seki-kun.

snowbunny and tsukimi

À esquerda o coelho de neve de Natsume Yuujinchou. À direita, quitutes em forma de coelho feitos para o Tsukimi

Assim como no ocidente, o coelho é símbolo de fertilidade e prosperidade também no oriente e por causa disso é muito venerado e amado. Mas, cá para nós, acredito que no fundo os japoneses gostam de coelhos é por que eles são fofinhos!

FONTES

Sobre a lenda do Coelho na Lua: http://madeinjapan.uol.com.br/2011/04/20/segundo-lenda-mochi-preparado-por-coelho-faz-lua-ser-branca/

Sobre o signo do Coelho no horóscopo oriental: http://www.hoops.pt/astrologia/coelho.htm

Sobre o Tsukimi: http://www.japaoemfoco.com/tsukimi-festival-da-lua-cheia-do-outono/

Sobre liviasuguihara

Instrutora de inglês, "arteira", amante de animes e mangás. Você também me encontra no Twitter (@lks46), no Deviantart (https://liviaks.deviantart.com/), e no Instagram (liviasuguihara).

Para nós, coelho é símbolo da Páscoa. E para os […]

Deixe sua opinião