Love in the Hell – Jigokuren – Editora JBC – Vol.1

Existe amor em São Paulo no inferno?

Aviso-de-manga-cedido

Publicado desde fevereiro pela editora JBC, Love in the Hell (originalmente Jigokuren) é um manga em três volumes publicado a partir de 2011 pela Web Comic High! por Reiji Suzumaru em um total de três volumes. Sendo uma comédia com pitadas de ecchi e gore, não há muito no que enrolar em sua premissa: Rintaro Senkawa é um homem de 27 anos que após uma noite de bebedeira acaba tropeçando, batendo a cabeça e morrendo. Apesar de se achar uma pessoa boa, o rapaz acaba indo parar no inferno onde será guiado pela diabrete Koyori por um período de dor e sofrimento até que consiga expiar todos os seus pecados.

Love-in-the-hell-editora-jbc-capas

Direto ao ponto, o manga não perde tempo e parte em menos de duas páginas para o inferno, pronto para começar sua história aloprada de um inferno que tenta ao mesmo tempo ser cômico e macabro, não saindo da média nos dois quesitos, muito em razão dos seus personagens principais: Rintaro é a cópia de tantos protagonistas masculinos de comédias semelhantes, um zero à esquerda na vida, pior ainda na morte. Seu rosto não é chamativo, seu pênis é minúsculo, não aguenta a menor dor, é ingênuo e pervertido, ainda que ainda seja virgem. Ao mesmo tempo, Koyori em seu corpo de loli flat chest mantém o clichê da bravinha novata em seu trabalho que no fundo está tão perdida quanto seu “parceiro”.

O autor, em prol de tentar conquistar rapidamente o leitor pela comédia, esquece de criar uma dinâmica mais natural – ou pelo menos aceitável – entre a dupla, comprometendo em muito o aproveitamento da história quando as repetidas piadas sexuais e escrachadas começam a se repetir. Da mesma forma, o ambiente onde a história se passa, ainda que apresente ideias interessantes de um inferno capitalista, também não ganha aprofundamento algum, deixando o leitor sem algo que prenda-o realmente ao título.

Love-in-the-hell-editora-jbc

Como dito anteriormente, o manga apresenta conceitos interessantes, principalmente quando nos deparamos com cenas mais pesadas, lembrando-nos que estamos falando do inferno, realmente. Mas isso é deixado de lado e logo voltamos para o mais do mesmo, incluindo aí o traço do autor que se sobressai em algumas partes pouquíssimo exploradas para ficar genérico na maior parte do tempo.

A verdade é que é difícil de entender a razão desse manga ter vindo para cá. Não me entendam mal, eu acredito que é muito importante trazer títulos desconhecidos do grande público para que nosso mercado se diversifique. No entanto, Love in the Hell acaba por se mostrar algo medíocre, no sentido mais próprio da palavra, sem destaques que realmente paguem sua aquisição, mesmo tendo apenas três volumes.

Love-in-the-hell-editora-jbc-2

Em um momento onde tantos títulos bons estão saindo em nossas bancas e livrarias – sem contar os que logo, logo chegarão -, vale mais guardar os R$12.90, mesmo com o bom trabalho gráfico da JBC (contra capa colorida, sem erros de revisão, textos fluidos, folhas de boa gramatura), e gastá-los em algo mais interessante no futuro.

Love-in-the-hell-editora-jbc-3

Existe amor em São Paulo no inferno? Publicado desde fevereiro […]