Romantica Clock – #MêsDoShoujo

Quem disse que irmãos gêmeos são realmente iguais? O manga shoujo Romantica Clock mostra que nem sempre é assim…

Romantica Clock é um mangá escrito por Maki Youko, publicado na revista shoujo Ribon desde 2012, ainda em andamento, encontrando-se hoje em seu sétimo volume encadernado.

001

A obra narra a história dos irmãos Akane e Aoi Kakiya que, apesar de serem gêmeos, exibem personalidades completamente distintas e acabaram distanciando-se por conta de uma briga no passado durante o ensino fundamental.  Por conta desta briga, Aoi acaba não indo mais para escola e resolve estudar em casa enquanto Akane se torna uma menina popular com uma personalidade energética, ainda que esconda o fato dele ser seu irmão para não estragar sua reputação.

Certo dia, Akane decide se declarar com uma carta de amor a Eri Tsujiri, um garoto frio que só pensa em estar no topo nas provas escolares. Como o mundo não é um mar de rosas, ele a rejeita dizendo que só fica com garotas que são inteligentes. Apesar de ter tomado um fora, isso não a abala. A garota, então, deixa seu orgulho de lado e recorre a seu irmão, que passa a ajuda-la a estudar. Com a maior aproximação com ele novamente, Akane pede  que Aoi volte à escola, começando assim a jornada de ambos.

004

Sem muita complexidade, o manga é contado a partir do ponto de vista de Akane, composto principalmente por diálogos simples, mas agradáveis. É divertido ler Romantica Clock, pois engloba diversas situações cômicas que, embora não chegam a ser inusitadas, são suficientes para dar gargalhadas, principalmente entre os dois irmãos que precisam se descobrir novamente para ter uma boa convivência.

A autora explora elementos do cotidiano e os conflitos típicos da adolescência, como a preocupação com a popularidade. Também explora temáticas mais séries, ainda que de maneira superficial, como os relacionamentos e vínculos familiares, tais como o amor fraterno dos gêmeos Kajiya e o amor companheiro de Karin, amiga de infância de ambos, em relação aos gêmeos. A abordagem sobre sentimentos semelhantes em situações distintas é bem trabalhado nesse manga, debatendo a ideia de que sentimentos não são simplesmente dados, mas que as pessoas precisam sempre se esforçarem para tê-los e mantê-los.

002

Os personagens são clichês: Aoi é o estranho que cativa a todos com o tempo; Akane, menina bonita e popular, boas nos esportes, mas que não gosta de estudar; Karin, a amiga de infância que está sempre do lado de seus amigos. Todos esses personagens você encontra em várias histórias por aí, mas o diferencial não são os personagens em si, mas a forma com que eles interagem entre si na trama.

Akane principalmente. O modo como ela trata seu irmão é diferente do que estamos habituados quando se trata de uma com essa configuração. Saímos aqui da irmã mais nova dependente do irmão mais velho. Isso acontece, mas a garota tenta sempre não entrar no conformismo). Assim, Akane batalha para ser melhor que ele nos estudos. Mesmo sabendo que isso seria muito improvável, não dá o braço a torcer e nem deixa de amá-lo. Espero muito mesmo que isso não se torne um incesto no final.

003

A arte da obra é bem característica da demografia, com personagens bem desenhados e um capricho na construção dos cenários, principalmente as cenas em interiores. O destaque, no entanto, fica por conta do figurino e da composição das capas, integrando conteúdo e cores num todo visualmente muito belo.

Indico não apenas às mulheres, mas a todos que gostem de uma boa comédia!

Sobre Karolina

Formada em Comunicação Visual e estudante de Design, Karolina Facaia é gerente de conteúdo do Portal Genkidama, consagrado veículo do segmento otaku no Brasil. Desde 2015 faz parte da comissão, escrevendo resenhas e cobrindo eventos do meio.
Twitter: @KarolFacaia

Quem disse que irmãos gêmeos são realmente iguais? O manga […]

9 thoughts on “Romantica Clock – #MêsDoShoujo”

  1. Eu não conhecia esse manga, mas parece interessante e é da mesma autora de Aishiteruze Baby, que foi publicado no Brasil. Gostei ^^ Obrigada por me apresentar a ele.

  2. eu estava lendo ele e eu ficava muito incomodada quando alguém interferia na relação e na conversa deles , quando me dei conta estava shippando loucamente esses dois, sai pesquisando por ai se seria incesto mas diziam que não, e como estava se desenrolando a história eu imaginei que acabaria cada um com seus parceiros (é o certo eu sei, mas sinceramente um mangá de irmãos que é shoujo , se não tiver romance entre eles não teria graça, a Mangaka nos faz nos apegarmos aos dois e querer muito q eles fiquem juntos pra no final cada um sair pro seu rumo? Essas coisas acontecem na vida real, em mangás n precisa ser assim, em mangás pode ser um romance proibido n tem problema) então eu parei de ler pois n queria me decepcionar no final, mas agora estou sentindo falta e morrendo de curiosidade pra saber como vai ser, ainda tenho esperanças que seja incesto e.e

    1. exatamente,muita gente reclama de incesto em animes,de um modo que parece que no lugar de apreciarem a obra,se projetam nos personagens,ja leu Boku wa Imouto? e um Shoujo de incesto otimo

      1. Esse eu comecei a ler mas parei porque acabei iniciando outros. E True Love vc já leu ? É perfeitooo recomendo MUITO !!!
        E sim…como vc disse as pessoas se projetam nos personagens, se fosse assim eu odiaria muitos animes, pois eu tenho irmãos e NUNCA nem sequer imaginei esse tipo de coisa pq na vida real eu acho horrível kkk, mas em mangá… tudo fica lindo e aceitável , eu sinceramente gostaria que existissem mais mangás de incesto :/

        1. eu fiquei de ler esse,agora que ja terminei Seishun Pop,Onii-chan control,e a tradução de Ciclops Shoujo Saipo(que e sobre isso,a menina não e um monstro,o nome e assim porque o cabelo tampa sempre um olho dela e ela tem 1,95)

Deixe sua opinião