De olho na música japonesa – A música contemporânea do Japão

Olhando a música japonesa nos dias de hoje percebemos que ela não mais possui muitas de suas características tradicionais, seja na utilização dos instrumentos ou na narrativa da música. O que ocasionou essa mudança? Como isso afetou o Japão?

Nos posts anteriores conhecemos um pouco mais da tradicional música japonesa e como ela é diferente da que conhecemos aqui no ocidente, no entanto ela não é mais tocada como já foi no passado.  A música japonesa tem sofrido constantes mudanças desde os últimos dois seculos. Tudo começou na Era Meiji (1867 – 1902) quando o governo introduziu músicas ocidentais nas escolas baseadas na escala pentatônica derivada da China. A música resultante dessa mistura proporcionou uma nova forma de expressão para as pessoas do Japão, principalmente para alguns políticos que eram proibidos de falar publicamente. A partir daí a música não ficaria tão restrita aos rituais religiosos.

A música ocidental aos poucos ia se difundindo no Japão e com ela, seus instrumentos. Os cantores saíram das ruas e começaram a trabalhar profissionalmente e na segunda metade do seculo XX não só o Jazz como o Rock, juntamente com o sucesso de músicos e bandas como os Beatles, influenciaram fortemente a música popular japonesa. A partir daí nomes como Akiyoshi Toshiko e outros começaram a surgir.

Akiyoshi Toshiko primeira mulher japonesa compositora de Jazz.

Novas músicas, novos estilos e novos compositores que usavam tanto a música japonesa quanto a ocidental apareceram. Com isso a música japonesa foi dividida em duas categorias principais: o Enka e o J-Pop.

O Enka  

O Enka é um gênero de músicas baseadas na escala pentatônica e que podem ser tocadas ou não com os instrumentos ocidentais. Embora pouco conhecido, ainda é muito popular no Japão entre as pessoas mais velhas, sendo o estilo de música mais presente nos karaokês. Para nós aqui do Brasil seria algo próximo do brega.

J-Pop

O J-Pop engloba quase toda música japonesa que recebeu influencia do ocidente, mas se difere do Enka pois não se prende a uma única forma musical, vai desde a música eletrônica até o Kawaii Metal (mais recente ramificação do Rock, veja mais). A principal marca do J-Pop são as Idols, garotos ou garotas, selecionadas e treinadas em várias artes por agências. As Idols atualmente também são responsáveis pela interpretação da maioria das aberturas dos animes.

Toda essa mudança afetou de forma positiva o Japão, não só na parte comercial como também na parte cultural. A tradicional música japonesa não desapareceu, mas evoluiu ao ser mesclada à música ocidental, resultado disto está nos mais variados compositores contemporâneos que criam lindas músicas principalmente na categoria onde a música japonesa mais se destaca, a clássica.

Glossário:

  • Escala pentatônica é uma escala com cino notas musicais.

Ex: se for uma escala pentatônica maior derivada de Dó maior teremos; Dó, Ré, Mi, Sol, Lá ao invés de Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si.

Fonte: www.br.emb-japan.go.jp

Olhando a música japonesa nos dias de hoje percebemos que […]