Koe no Katachi

Algumas vezes as mais belas palavras de amor são ditas no silêncio. Aprenda um novo jeito de enxergar o mundo com Koe no Katachi.

Dia após dia, o valentão Ishida Shouya e seus amigos procuram novos desafios para não deixar a vida cair na monotonia escolar. Sempre desafiando uns aos outros a realizarem tarefas inconsequentes e irresponsáveis, sempre se dando mal e tomando broncas de Deus e o mundo, os amigos de Shouya aos poucos vão deixando de lado essas atividades. Um dia o garoto se vê sozinho, sem nada e nem ninguém para transformar sua vida em uma grande brincadeira, até que uma nova aluna é transferida para a sua sala.

Nishimiya Shouko é uma doce e linda garota com problemas auditivos e o maldoso Shouya enxerga nela um novo modo de “se divertir”. Atormentando a garota todos os dias, Shouya acaba se percebendo sozinho, odiado por todos a sua volta, sofrendo o bullying que praticava. Alguns anos depois, Shouya reencontra Nishimiya e está disposto a mudar totalmente a visão que as pessoas tinham dele, mas nunca é tão fácil fazer isso.

Koe no Katachi 3

Koe no Katachi começou a ser publicado em agosto de 2013 pela Weekly Shonen Magazine e recentemente teve seu final anunciado para o mês de novembro de 2014 onde será finalizado com cerca de sete volumes encadernados.

Algo que impressiona bastante é a capacidade da autora Ooima Yoshitoki de transmitir os sentimentos da personagem Nishimiya de forma quase surreal fazendo valer o velho ditado: “uma imagem vale mais do que mil palavras”. Quando a gente pega um mangá para ler, espera ver uma comunicação entre os personagens através de palavras e expressões, mas a autora consegue passar tudo para o leitor através de simples olhares ou gestos em libras (Linguagem Brasileira dos Sinais, utilizada por pessoas surdas e mudas). Até os mais leigos em libras são capazes de entender os sentimentos da garota.

Koe no Katachi 4

Outra coisa que chama atenção no mangá é que conforme as pessoas próximas de Shouya vão odiando ele e desprezando-o, o garoto também cria um sentimento de repulsa por elas e a autora representa isso para o leitor através de um grande X nos rostos dos personagens secundários. Quando ele decide se redimir com as pessoas por ser tão odioso, conforme os colegas de classe vão se tornando próximos novamente, as marcas de X vão sumindo como se a autora estivesse dizendo ao leitor: “Pronto, agora esse personagem realmente existe para o Shouya”.

Koe no Katachi 2

Koe no Katachi nos apresenta, além de um romance, uma complexa lição sobre aceitação, preconceito e humildade. Ishida Shouya sempre quis ser o engraçadão da turma para ser aceito por todos, mas suas atitudes apelativas apenas fizeram com que ele fosse odiado. O preconceito também está presente e nos faz imaginar tudo o que os deficientes passam em suas escolas. Não só deficientes auditivos, mas também visuais ou físicos, devem sofrer muito por serem vistos como diferentes por pessoas maldosas como o jovem Shouya era. Muitas vezes são julgados sem antes mostrarem realmente quem são e a vontade de viver que eles têm.

Todos os dias deve ser uma batalha e tanto contra o mundo.

O traço da autora é bem simples, apesar de algumas vezes algumas retículas ficarem um pouco exageradas, e a leitura é bem prática e rápida. É um mangá que possui relativamente poucos capítulos e sendo finalizado em breve, deve se tornar, sem dúvida, uma das grandes obras no panteão dos mangás.

Koe no Katachi 5Koe no Katachi pode ser lido oficialmente pelo Crunchyroll Mangás.

Algumas vezes as mais belas palavras de amor são ditas […]