Editora JBC anuncia o relançamento de Love Hina

Relançamento-Love-Hina-Editora-JBC

No mês de maio de 2002, apenas sete meses após ter terminado no Japão, a editora JBC lançava no Brasil o manga Love Hina em 28 meio-tankos.

11 anos depois e é hora dele ser relançado!

Acaba de ser anunciado pelo gerente de conteúdos da editora JBC, Cassius Medauar, através do canal da editora no Youtube, o Henshin Online, que uma das primeiras publicações da editora – a quinta para ser mais exato – estará de volta às bancas brasileiras. Deem as boas-vindas ao relançamento de Love Hina em versão tankoubon!

        • Leia também:

Editora JBC anuncia Death Note: Black Edition

Memórias de um fã: Love Hina

Autor de Negima e Love Hina volta nesse verão

Mangá Grátis – Opção 4 – JComi – De Ken Akamatsu

Umas das principais obras do gênero harém, publicada entre 1998 e 2001 dentro da revista Weekly Shounen Magazine em um total de 14 volumes, Love hina…

“…conta a história de Keitarou Urashima, um adolescente atrapalhado que sonha em entrar na Toudai, a maior universidade japonesa. Ao mudar-se para a hospedaria de sua avó, ele acaba descobrindo que deverá ser o novo gerente do local. O problema é que o prédio foi transformado numa pensão só para garotas, e elas, incluindo a bela e temperamental Naru, não vão facilitar em nada a tarefa”

Fonte: Henshin

Assim como o relançamento de Death Note em um novo formato não é uma grande surpresa, menos ainda para a obra de Ken Akamatsu. Altamente rendável no Japão, nos EUA e possivelmente aqui (já que não temos números para confirmar, mas podemos supor), era de se esperar que com essa recente onda de relançamentos das editoras brasileiras as atrapalhadas aventuras ero-cômicas de Keitarou, Naru e todas as garotas da Pensão Hinata voltassem em uma edição melhor do que aquela dos anos 2000.

O relançamento vem nos mesmos moldes de Sakura Card Captor e Rurouni Kenshin, então podemos esperar aquele papel branco, offset e um volume um pouco maior. Será que teremos algo semelhante à “Iro Hina version“, uma versão com parte do conteúdo colorido que foi lançada no Japão? Será mais SCC ou mais Samurai X?

Da forma que for vejo a volta de Love Hina como algo positivo, pois certamente conseguirá acertar um público que não comprava manga na época do seu lançamento, além de puxar compradores daqueles que estão nesse meio desde aquela época. Além disso, Love Hina ajuda a preencher um espaço que pouco se explora no nosso mercado: as comédias.

Assim que tivermos mais detalhes você saberá primeiro aqui pelo Gyabbo!, fique de olho.

Mas então, o que você achou dessa relançamento? Pretende comprar Love Hina? Os comentários são de vocês!

No mês de maio de 2002, apenas sete meses após […]

13 thoughts on “Editora JBC anuncia o relançamento de Love Hina”

  1. Muito boa novidade um bom titulo de ecchi e comedia com um romance, estava louco por esses mangas e a JBC mais uma vez acerta no tempo e no lançamento um manga que muitos já conhecem por já terem visto o anime e outros vão conhecer e gostar com certeza, até aqui as edições especiais (relançamentos) estão sendo o diferencial da JBC.

  2. Comecei a me interessar por animes no final de 2012 , e logo assisti o anime do LH , mas fiquei sabendo que o mangá era muito melhor , para mim era uma pena , já que foi lançado faz um bom tempo , mas estou feliz que vai ser relançado, compra certa!

  3. Tô achando que eu posso até recomprara de novo sabe?
    E olha que nem com CDZ que é a minha coleção preferida eu não pensei tanto!( Não minto dizendo que tbm não compraria CDZ de novo! Mas love hina me fez ter varios ataques de risos!rsrsrs!)

Deixe sua opinião