Dez importantes mangas e suas primeiras capas na Shonen Jump

Muitos dos fãs que começaram a acompanhar o mundo dos animes e mangas o fizeram a partir de obras famosas que nasceram eu uma revista, a Shonen Jump que neste ano de 2013 está completando 45 anos de existência.

Seja pelo sucesso de Cavaleiros do Zodíaco nos anos 90 pela Rede Manchete, pela onde que Dragon Ball causou no ocidente no início dos anos 2000 ou mesmo pelo sucesso de Naruto em meados da mesma década, podemos dizer que muito da popularização dos quadrinhos japoneses pelo mundo se deu por ela.

jumplogoMas, pela forma como nosso mercado de mangas se estruturou no país, normalmente pensamos nas séries já em seus capítulos compilados nos famosos tankoubon – volumes encadernados mais comuns na publicação de mangas – e esquecemos que mesmo os mais clássicos e famosos, assim como os que hoje acompanhamos saindo e entrando da revista através dos posts sobre os ToC’s da revista (para maiores detalhes sobre isso, clique AQUI e acesse os posts do Anikenkai onde ele os comenta semanalmente), em um tempo tiveram seu dia de novatos.

Sendo assim, convido vocês para uma viagem no tempo onde veremos a primeira capa de dez mangas clássicos e famosos da Shonen Jump (em ordem cronológica – clique para ampliar as capas):

 Dragon Ball – Edição #51 de 1984

1-Dragon-Ball-Jump-Cover-1984O maior de todos, o gigante entre gigantes, o pilar que sustenta o modelo Jump atual. Dragon Ball começou no final do ano de 1984 com uma capa simples, mas elegante (se for olhar as capas da época chega a ser algo belíssimo).

No entanto, para ser sincero, mesmo trazendo o carisma da fase inicial das aventuras de Son Goku, não passa muita empolgação, o que acham?

É como dizem:

Não julgue um livro pela capa.

Saint Seiya – Cavaleiros do Zodíaco – Edição #1-2 de 1986

2-Saint-Seiya-Cavaleiros-Do-Zodíaco-Jump-1986Responsável pelo primeiro grande boom da animação japonesa no Brasil, Cavaleiros do Zodíaco – ou Saint Seiya no original – deu as caras em uma capa que eu particularmente gosto (não dá pra julgar o traço do Kurumada naquela época, tinha coisas muito semelhantes e piores).

O autor já havia feito alguns trabalhos para a revista, então era um nome que chamava certa atenção e foi com Cavaleiros que ele conseguiu sua projeção internacional. O problema é que essa capa tão simples não fala nada do que é Cavaleiros.

Jojo’s Bizarre Adventure – Edição #1-2 de 1987

3-Jojos-Bizarre-Adventure-Jump-1988As aventuras bizarras dos Jojos começaram em dezembro de 1986, mas a série foi receber sua primeira capa apenas no início de 87 no viria a se tornar uma série de imenso sucesso em múltiplas sagas que desde 1999 saíram das páginas da Jump para serem publicadas na revista seinen Ultra Jump, onde permanece até o hoje com 63 volumes compilados.

Essa primeira capa consegue capturar bem o que seria a primeira saga da série, Phantom Blood, na luta sem piedade entre Dio Brando e o jovem Jonathan Joestar. Só de olhar já me dá uma curiosidade para saber o que virá!

Slam Dunk – Edição #41 de 1990

5-Slam-Dunk-Jump-Cover-1990

Colocado por muitos como um dos melhores mangas shonen de todos os tempos – e no mínimo o melhor manga de esportes -, Slam Dunk de Takehiko Inoue iniciou sua carreira na Jump praticamente ao lado de Yuyu Hakusho para virar junto de Dragon Ball um dos pilares da revista na época até terminar com 31 volumes.

A capa é simples, mas direta ao ponto: Basquete! O traço de Inoue parece bem caricato – quem poderia imaginar por essa capa que ele iria para o realismo absurdo e lindo como faz hoje com REAL e Vagabond?

 

Yuyu Hakusho – Edição #51 de 1990

4-Yuyu-Hakusho-Jump-Cover-1990Outro grande sucesso que veio ao Brasil na época da Manchete, conseguindo indas e vindas por outros canais e sendo publicado aqui pela editora JBC.

Os casos do detetive espiritual começaram de forma bem estranha. Essa capa parece mais uma comédia romântica shonen com fanservice de um garoto que morreu e foi atrás das calcinhas das garotas do seu colégio do que aquilo que viria a ser!

É claro que a história mudou muito e a capa inicial não reflete tudo que conhecemos hoje, ainda assim, bola fora Togashi.

Rurouni Kenshin – Samurai X – Edição #19 de 1994

6-Rurouni-Kenshin-Cover-Jump-1994

Se hoje já temos o relançamento da série sobre o andarilho Kenshin Himura, tudo se deve ao início em meados dos anos 90 com uma capa bem interessante pois passava ao leitor de forma clara a dualidade que marcaria a história do protagonista:

O andarilho Kenshin Himura x O assassino Battousai.

Apesar de gostar desse lado, a capa soa tanto como uma montagem de cortar e colar que acaba não sendo muito agradável. Mas sinceramente, capas bonitas não eram o forte da Jump antigamente.

One Piece – Edição #34 de 1997

7-One-Piece-Cover-Jump-1997

A busca por One Piece, o maior tesouro de todos, começou há 16 anos na edição #34 da revista. Será que naquela época os editores já apostam na série do garoto do corpo de borracha como aquela que seria a grande salvação da revista que agonizava após o término de Dragon Ball e Slam Dunk?

Com o tom empolgante que a série possui, tenho certeza que essa primeira imagem já chamou atenção de muitos leitores e ajudou no sucesso.

Mas quem diria que esse garoto de dedo em riste iria se transformar no maior sucesso dos quadrinhos?

Naruto – Edição #43 de 1999

8-Naruto-Cover-Jump-1999

O final da década de 90 marcaria a salvação da Jump. Depois do surgimento de Samurai X, One Piece, já fechando a década eis que surge o ninja de roupa laranja para ficar ao lado direito do todo poderoso pirata.

Podemos perceber como o traço do Kishimoto mudou com os anos vendo esse Naruto tão mais infantil que ilustrou a capa da #43 edição daquele ano.

No entanto, não podemos negar que a capa tem carisma e chama atenção para o produto, eu pegaria pra ler.

Bleach – Edição #36-37 de 2001 (CORRIGIDO em 30/01/12 – Agradecimentos ao leitor Rafael Serra que percebeu)

9-Bleach-Jump-Cover-2001Houve um erro meu e a capa que eu apresentei como sendo a primeira aparição de Bleach na verdade era a segunda que a série recebia na Jump.

Começando na edição #36-37 de 2001, a primeira capa de Bleach não é nada estilosa como a anterior, na verdade chega a ser bizarra, com um Ichigo bem estranho e que por algum motivo peculiar está lambendo uma espada com a Rukia ao lado.

Curioso como é a capa que teve que dividir mais espaço com outras na sua estréia.

Será que não levavam fé?

Death Note – Edição #01 de 2004

10-Death-Note-Jump-Cover-2004Essa capa é sensacional! Imagino um garoto japonês fã da Jump quando viu essa edição, deve ter pirado! Eu pegaria na hora e pularia até One Piece e Naruto para saber qual era a desse manga do “Caderno da morte”.

Death Note pode não ter sido longevo como outras séries que estão aqui, mas marcou uma nova geração de fãs, especialmente no ocidente, que viram na obra algo que não encontravam nos shonens.

A justiça de Kira enquanto história teve seus altos e seus (bem) baixos, mas certamente começou triunfal!

Agora quero ler os seus comentários.

Esquecendo que você conhece a maioria dessas histórias e olhando apenas pela capa inicial de cada série, qual delas te dá vontade de ler, qual você deixaria de lado?

Dentre essas, qual é a mais bem feita, mais bonita, estilosa? E a pior delas?

Se você gostou desse post e quer ver uma segunda parte com outros mangas clássicos e importantes da Jump não deixe de comentar. É o retorno de vocês nos comentários e nas redes sociais que vai ditar se teremos a parte dois!

Muitos dos fãs que começaram a acompanhar o mundo dos […]