3 anos de Gyabbo! – A consolidação de uma trajetória

Sim, hoje, dezoito de Janeiro de 2012, o blog Gyabbo! completa seu terceiro aniversário trazendo uma opinião sincera do entretenimento pop japonês. Gostaria de convidar a todos para uma comemoração que irá não só recontar o que tivemos de bom nesse terceiro ano do blog, mas também irá interagir com os outros blogs do meio e com você leitor, com um belo prêmio no final!

Se você ainda não conhece a história do blog, recomendo a leitura dos posts das outras comemorações: Primeiro post1 Ano de Gyabbo – Uma pequena trajetória2 anos de Gyabbo! – Uma trajetória maior.

O terceiro ano deste blog, como a data acaba pedindo, começou com as primeiras impressões da temporada de inverno de 2011, com animes que marcariam o ano como Hourou Musuko e Madoka Magica, além de outros que não teriam o mesmo apreço como Kore Wa Zombie Desu ka?, Fractale e Infinite Stratos. Esse começo de ano também resultou em um dos posts mais estranhos a surgir por aqui, mas um dos que eu mais me diverti escrevendo, o “ULTIMATE GYABBO!’S GUIDE LIST PARA DESBRAVADORES CORAJOSOS!“, o que se certa forma mostrou o grande conforto que eu sinto ao escrever por aqui.

Apesar de algumas pessoas criticarem o blog (e os outros da área) por “só fazerem” posts “fáceis” e para ganhar stats, esse ano foi marcado por artigos que causaram certo barulho quando das suas publicações como o “Por que não simpatizo com a maioria dos animes ecchi?“, onde expus uma das minhas principais marcas como fã de animes e mangas e que certamente já era conhecida por aqueles que acompanham essa pequena-longa trajetória. Além deste, tivemos uma discussão que acredito todo blogueiro já se fez ao longo de seu caminho, se vale a pena fazer um blog autoral. A minha satisfação com a comemoração com a data de hoje mostram claramente que sim, mas lá pude deixar claras as razões pelas quais acredito nisso.

Como todos sabem, o ano de 2011 foi marcado tristemente pela tragédia no Japão, onde terremotos e maremotos desvastaram cidades e ceifaram vidas. Naquele momento de angústia, construí um texto que buscasse não expor de forma sensacionalista a situação, mas mostrar o seu drama, consequências e as possibilidades de nós, fãs desse pequeno país, ajudaramos. Como comentei naquele momento; “Mais do que um problema de uma nação, a dor é de toda humanidade”. Assim, como uma singela homenagem, resolvemos continuar com o prêmio Ichiban Brasil que teve sua segunda edição realizada, felizmente com um crescimento gigantesco da sua primeira edição (aguardem a terceira que está chegando a hora)!

Abril chegou e com ela a primeira brincadeira de 1º de Abril no blog, falando que K-ON! havia sido adquirido pelo canal Disney Channel. Também naquele mês foi realizada a segunda entrevista do blog, dessa vez com a banda gaúcha The Kira Diaries, que felizmente pude me aproximar quando eles vieram para Manaus. Era tempo da temporada de primavera e outros animes marcantes receberam suas primeiras impressões, como AnoHana, SKET Dance e Nichijou, entre vários outros.

Pulando para Maio, o dia da Toalha (e o tal do Dia do Orgulho Nerd) não passou batido por essas páginas, com um texto franco sobre o que eu acredito do orgulho de ser nerd ou fã de animes e mangas, o “Don’t Panic!“, em uma clara homenagem ao Douglas Adams.

Junho começou com uma post instigado pela Grande Debate das Traduções proposto pela Mara do Mais de Oito Mil; afinal, qual era a melhor forma de se traduzir mangas para o Brasil? Também foi o mês de um dos posts mais queridos pelo público, o d”As grandes coleções de mangas” quando eu convidei você, leitor, a enviar uma foto da sua própria coleção. Até hoje um post que é sucesso de acessos e que aguarda por novas fotos!

Julho trouxe uma grande importância para o blog que foi a entrada do seu logo oficial, como vocês podem ver no início desse post, além claro, de marcar a entrada da temporada de Verão com animes como The [email protected], Usagi Drop e Blood-C. Ainda no mesmo mês duas grandes felicidades para o blog foram a realização da primeira Blogagem Coletiva, organizada principalmente por mim e felizmente um sucesso, e a publicação de uma foto minha de uma cosplayer da cidade em uma revista sueca de games.

O mês de Agosto, apesar de bem pouco movimentado, trouxe dois posts polêmicos e que fizeram muito sucesso, seja de comentários ou acessos, a Parte 1 e a Parte 2 dos maiores erros no mercado brasileiro de mangas. Também foi nesse mês que o blog recebeu seu primeiro guest post, com as primeiras impressões do anime Uta-Pri pela blogueira Tanko do blog Blyme-Yaoi. Esse post é de extrema importância pois me fez ter a certeza que não pretendo abrir o Gyabbo! para novos redatores, mas que posts de convidados podem enriquecer em muito, por isso, a partir de Fevereiro, teremos um convidado por mês escrevendo por aqui.

Já próximo do fim do ano, chega a temporada de Outono, onde animes como Chihayafuru, Ben-to, Guilty Crown e Mirai Nikki mereceram destaque, por bem ou por mal. Entre essas postagens tivemos uma possível mudança de paradigmas no cenários dos animes no Brasil com a oficilização da vinda do serviço de streaming Crunchyroll para o país pelo grupo da JBC. Infelizmente em 2011 nada de mais importante foi revalado sobre isso, mas o Gyabbo! estará acompanhando tudo em 2012.

O final do ano ficou marcado por uma atenção maior aos mangas, com análises de diversas obras, tais quais a volta e conclusão de Lodoss War: A dama de Pharis, o manga nacional Zucker, Hoshi no Koe,  o início de uma parceria entre a Panini e os blogs, o anúncia da pré-venda do manga nacional Ledd e o primeiro sorteio realizado pelo blog.

Mesmo com o fim do ano o blog não pôde parar e um dos posts mais comentados desse terceiro ano veio, analisando o discurso do gerente de conteúdo da editora JBC, Marcelo Del Greco e o futuro negro para o mercado brasileiro de mangas em consequência deste. Outro post polêmico envolvendo a editora JBC foi o anúncio da volta de Cavaleiros do Zodíaco às bancas brasileiros e a constatação de suas mentiras para os leitores.

Saindo um pouco da crítica e indo para a análise, dois posts muito elogiados pelos leitores figuraram no fim do ano de 2011, são eles “SKET Dance e o poder do oposto na renovação de uma série” e “A metalinguagem idealista de Bakuman“, dois estilos de posts que devem continuar surgindo no Gyabbo! para o futuro.

Finalizando 2011, além do primeiro Yaoi-BL visto por mim e analisado no blog, Koi Suru Boukun, foi momento da maior reunião de sites de animes e mangas para tratar de ninguém menos que o deus dos mangas, Osamu Tezuka no #TezukaDay. Por aqui tivemos a densa e extensa análise da obra desse mestre, Apollo’s Song, uma leitura altamente recomendável para todos. Pouco depois, no Natal, abordei aqui a possibilidade de animes, fãs e religião caminharem em paz, no post com o maior número de comentários da história do blog até este momento.

Próximo do seu aniversário, voltamos para a temporada de inverno, dessa vez de 2012, onde animes como Another, Mouretsu Pirates e Daily Lives of High School Boys vem chamando atenção. Por fim, duas discussões foram convocadas; a primeira, um relato da minha própria experiência comandando uma sala de exibição de animes e a recente guerra entre sites de encodes e o maior fansub brasileiro de animes.

Durante este terceiro ano o Gyabbo! participou de dois podcasts, pouco para suas pretensões, o que deve mudar com a futura volta do Anime Records que dessa vez vem para ficar, possivelmente com uma periodicidade mensal. Também foram comentados três filmes japoneses este ano por aqui, o pop “Memórias de uma Adolescente Amnésica“, a versão live-action de Kimi ni Todoke e o denso Kokuhaku. Isso é  outra coisa que irá mudar no blog. A partir de Fevereiro teremos pelo menos um filme asiático por mês comentado no blog, assim como a volta dos doramas!

Como vocês puderam ver, não há do que eu reclamar neste terceiro ano de blog. A quantidade de posts foi maior que no ano anterior, com 117 no total, indo das “simples” primeiras impressões, passando pelos filmes e livros, indo até as análises do nosso mercado doméstico e a realização de promoções para os leitores. Caminhamos pelos animes, mangas, filmes, livros, cosplays, mercados e muito mais. Prefiro não revelar números, mas as estatísticas do blog também agradecem, com um crescimento maior do que 100% neste período, o mesmo acontecendo com os comentários dos leitores. Outro ponto positivo é a aproximação com as editoras de mangas, especialmente a L&PM Pockets.

Também foi um período de grande crescimento nas redes sociais. Hoje o Twitter do blog conta com mais de 1.400 seguidores. Tivemos a abertura da Fanpage no Facebook que já conta com mais de 400 pessoas que curtiram. O Gyabbo! também está no Formspring respondendo a diversas perguntas, muitas vezes virando posts. Convido todos vocês a participarem destes outros ambientes de encontro de fãs de animes e mangas também!

Esse quarto ano aguarda muitas surpresas para os leitores do Gyabbo!, sendo a maior delas a construção de um novo site, com novo design, domínio e hospedagens próprios, tudo para possibilitar uma melhor experiência para você, leitor, e manter o crescimento que o blog vem conseguindo durante esses anos.

Fiquem de olho, muita coisa boa vem por aí…!

Mas esperem, um aniversário não se faz apenas com as lembranças do tempo que passou, ele é feito também com convidados-amigos e presentes!

Clique nas próximas páginas para continuar com as comemorações!

Sim, hoje, dezoito de Janeiro de 2012, o blog Gyabbo! […]