Nodame Cantabile – Dorama

Voltando à programação normal do Gyabbo! depois dessa participação do nosso amigo rosado dos rios amazonenses, vou sair um pouco dos animes e mangas (mas nem tanto) para falar do dorama que terminei de assistir essa sexta-feira; Nodame Cantabile.

Nos últimos tempos Nodame Cantabile foi pra mim uma das melhores surpresas que eu tive em se tratando de animes. Apesar de gostar um pouco de música clássica, nunca foi algo que tenha realmente me prendido, então ver um anime josei sobre esse estilo me deixava com um pé atrás, porém, depois uma temporada e meia, Nodame se tornou um dos meus animes favoritos.

Mas eu vim aqui para falar não do anime, mas do dorama baseado no manga que, para minha surpresa, é anterior ao anime, tendo sido feito em 2006 e contando com 11 episódios, um especial e um futuro filme.

A história se passa na Faculdade Momogaoka de música do Japão, onde temos Shinichi Chiaki, um homem arrogante, impaciente, filho de um famoso músico, musicista genial, principalmente com piano e violino, além de ter o sonho de virar um grande maestro. Do outro lado, temos a maluca Noda Megumi, estudante de piano, mas que tem como pretensão virar professora do jardim de infância.

Será que ela é organizada?

O relacionamento improvável entre um homem perfeccionista e uma garota avoada e desleixada por si só já tornaria NC um dorama interessante, mas o fato da história se passar em uma universidade de música, com grandes apresentações de música clássica, fazem do dorama algo incomum.

Apesar do anime ser muito bom, o custo alto para animações detalhadas fez com que a versão animada de Nodame perdesse os ricos detalhes dos instrumentos musicais. Assim, cenas de orquestras chegam a um nível incrível em sua versão atuada, pois todo o envolvimento com a história é somado com o ar embelezador e clássico desse tipo de apresentação.

Ueno Juri, atriz que representa Nodame, conseguiu dar ao papel a entrega que era necessária para uma personagem tão única, tão peculiar. Na verdade, acho que toda a novela dependia da sua atuação. Se não convencesse, ver o doroma perderia todo seu sentido.

Ueno Juri como Nodame

Contando com um elenco muito bem escolhido, o programa conseguiu manter-se extremamente fiel ao manga, sem mesmo perder os exageros visuais que são típicos de animes e mangas. Para quem nunca viu um dorama, Nodame Cantabilepode ser um bom começo, e para aqueles que já são fãs do estilo japonês de fazer novela, NC inova e é com certeza algo a ser assistido! Estou até agora tentando me decidir se o anime é melhor ou não que o dorama, difícil dizer!

Fiquem com um dos concertos, Rachmaninoff, concerto para piano n.°2:

PS: Agradecimentos ao Leo do Mithril que gravou um CD com a primeira temporada do anime e os 11 episódios do dorama de Nodame Cantanbile, emprestou para uma amiga em comum que me repassou!

Voltando à programação normal do Gyabbo! depois dessa participação do […]