White Album

Domingo chegou, meu Flamengo ganhou e é dia de post novo (Apesar de que estou pensando em postar mais, esperar uma semana é muita coisa)!

Pra seguir o subtítulo do blog, vou falar de um anime que começou recentemente no Japão e que até agora eu vi dois episódios; White Album.

Animes baseados em Eroge não são nenhuma novidade, obras como Air (2005), To Heart (1999) e Kanon (2002) são alguns exemplos de animes relativamente famosos que foram baseados em jogos do tipo. White Album, lançado nesta temporada do inverno japonês 2009, é mais um desses casos, sendo baseado em um erogame de 1998.

O anime conta a história de Touya Fuji, um jovem universitário e sua namorada, Yuki Morikawa, uma futuro Idol. Cheia de programas para participar, músicas para gravar, reuniões a participar, Yuki tem pouquíssimo tempo para o pobre Touya. Mas como as leis gerais da animação japonesa mandam que o protagonista seja assediado por diversas garotas ao mesmo tempo, é óbvio que outras garotas estão de olho em Touya, que carente do jeito que está… imaginem o que pode acontecer!

Se cuida, Yuki!

Produzido pelo estúdio Seven Arcs e contando com 13 episódios, White Album me chamou atenção pela animação detalhada. O traço não é um primor, mas é notório o esforço do diretor Akira Yoshimura em reproduzir movimentos simples, mas que dão vida extra à animação. Tenho que confessar que à primeira vista White Album não me empolgou. Muitos personagens e uma história um pouco confusa. Mas com o passar dos episódios, você acredita no sentimento de ambos, na saudade, na falta que os dois sentem um do outro, acho que essa sinceridade me fez ver o segundo episódio sem nem perceber, passou tão rápido, o que pra mim é sinal de que estou realmente gostando do anime.

Casal feliz! Por enquanto…

Pra quem gosta de dramas românticos, White Album parece ser muito promissor!

Domingo chegou, meu Flamengo ganhou e é dia de post […]