Katekyo Hitman Reborn!

Vou realmente começar o blog com o último manga que realmente me fez ficar empolgado: Katekyo Hitman Reborn!

Reborn. Smoking Bomb Hayato. Tsuna, o Décimo.

Tsunayoshi “Tsuna Sawada é um típico herói de mangas. Um loser. Notas ruins, sem muitos amigos, péssimo em esportes e principalmente, sem chances com as garotas. Para tentar resolver pelo menos o primeiro problema, a mãe de Tsuna contrata um professor particular; “Vamos cuidar do seu filho para que ele seja o líder da próxima geração!”. Mas as coisas começam a ficar estranhas quando o professor aparece: um bebê!

Vestindo um terno italiano e demonstrando grande força e agilidade, o bebê se apresenta como Reborn e logo se revela um assassino profissional, o número 1 da Família Vongola, a mais poderosa Família da Máfia. Reborn tem como missão treinar Tsuna para ser o próximo líder da Família, o Décimo, como é chamado.

O manga é relativamente recente, iniciado em 2004 pelo autor Akira Amano, mas já conta com 22 volumes encadernados. Toda a bizarrice de um bebê treinando um grande perdedor para ser o próximo líder da máfia faz do manga um prato cheio para situações inusitadas e engraçadas. Diversos outros personagens vão entrando na trama, sejam eles aliados ou inimigos de Tsuna, montando-se o submundo das máfias de forma interessante.

O assassino Reborn

Com um traço simples, próprio das obras da Weekly Shonen Jump, onde é publicado, Reborn! conquista justamente por aquilo que já fez de Dragon Ball e One Piece obras de sucesso; personagens carismáticos, situações bizarras, humor ingênuo e boas cenas de luta.

Para aqueles interessados nas lutas, aviso que o manga começa lento nesse quesito, lembrando muito o início de Dragon Ball. O mundo de Reborn! e seus personagens são apresentados em capítulos fechados, sem grande preocupação em seguir um roteiro, mas logo a história é tomada e as disputas entre as máfias começam!

Reborn! ganhou um anime em 2006 pelo estúdio Artland, contando com mais de 114 episódios até o momento. Cheguei a assistir aos 4 primeiros e apesar de ter gostado da versão animada, achei que a infantilizaram um pouco, o que já era esperado, nada que faça um anime ruim.

Para quem ficou interessado, no site OneManga é possível ler até o capítulo 225, todos em inglês. Mas acredito que tem tudo pra chegar ao Brasil logo! UPDATE 08/01/11: O OneManga não tem mais os mangas para leitura online.

Gyabbo!

Vou realmente começar o blog com o último manga que […]