Fate/Apocrypha – Primeiras Impressões

O Primeiro Episódio

Em um mundo alternativo ao da franquia Fate, a guerra pelo Santo Graal não acontece há anos em razão do sumiço da relíquia. É apenas quando a família Yggdmillennia reclama a posse da mesma que uma nova guerra, agora entre dois times de sete servos cada, começará!

>> Confira nossas primeiras impressões de outros animes dessa temporada no Guia de Primeiras Impressões dos ANIMES DE VERÃO 2017

Nossas impressões

Denys Gyabbo!

Nota: 2

Impressiona como a franquia Fate cresceu absurdamente nos últimos anos. Do mediano anime de 2006 até o fantástico Fate/Zero é inegável que ela goza de um prestígio gigantesco no meio otaku, gerando produções e mais produções ano após ano, seja em animação, seja nas diferentes plataformas de jogo.

Mesmo não sendo um fã ardoroso, gosto da franquia e por isso sempre procuro acompanhar seus lançamentos. Fate/Apocrypha então surgiu nesse automático. Mesmo buscando uma outra perspectiva, algo bem vindo para não esgotar a fórmula já um pouco desgastada, esse primeiro episódio acabou soando bem repetitivo, muito pelos diálogos expositivos já tradicionais da série. Para quem já conhece, normal, apenas um passo antes de frenesi começar. Mas para quem é novo certamente algo maçante, arrastado e um tanto desanimador.

Ainda não tenho certeza se continuo ou não a série. Novos servos, nova fórmula de batalha, mas pouco ar de novidade. O que vocês acham?

    Textos publicados por vários autores